Após prisão de desenvolvedor da Monero, milhares de moedas são movidas

Comunidade está preocupada com acessos que ele tinha ao projeto.

Siga no
Moedas Monero movidas
Moedas Monero (XMR)

Após a prisão do desenvolvedor da criptomoeda Monero, Riccardo Spagni (Fluffy Pony), os administradores do Fundo Geral da moeda moveram milhares de XMR para uma carteira segura.

A prisão de Spagni foi feita na última segunda-feira (2) nos Estados Unidos, a pedido do governo da África do Sul. Naquele país, ele é acusado de cometer fraudes no setor financeiro.

Contudo, ele tinha forte influência no projeto da criptomoeda Monero, com acesso a várias partes sensíveis do projeto. Ao ver sua prisão, os membros restantes tiveram que correr para evitar maiores implicações a segurança da moeda.

Vendo prisão de desenvolvedor da Monero, Core do projeto move milhares de moedas do Fundo Geral

O caso foi explicado pelo desenvolvedor e pesquisador do Core da Monero ‘binaryFate’, em sua conta do Twitter.

“À luz de fluffypony estar offline e sob custódia, a equipe principal do Monero removeu todas as suas permissões de administrador e gravação nos repositórios do Monero.”

Em sua explicação, ele afirmou que a medida é de segurança para a criptomoeda. Como Riccardo Spagni também tinha acesso ao Fundo Geral da Monero, que detém 5.577 XMR em um valor estimado de R$ 7 milhões, binaryFate moveu estes fundos para um endereço que o desenvolvedor preso não tem acesso mais.

“Também acabei de mover o 5577 XMR do Fundo Geral para outra carteira à qual ele não tem acesso.”

Medida pode ser temporária e feita para garantir segurança do projeto

Após a prisão ser anunciada, a comunidade Monero ficou receosa de que isso poderia afetar a segurança da moeda privada. Em seu Twitter, mesmo preso, Ricardo compartilhou que sua prisão foi feita de forma equivocada e que ele espera resolver essa confusão o mais rápido possível.

Desenvolvedor preso da Monero acessou Twitter e compartilhou que sua prisão foi feita de forma equivocada
Desenvolvedor preso da Monero acessou Twitter e retweetou que sua prisão foi feita de forma equivocada/Twitter

Vendo que a situação pode ser temporária, binaryFate afirmou que as medidas de restringir acesso de Ricardo e mover as moedas do Fundo Geral do projeto foram apenas para garantir a segurança.

Mesmo assim, há o receio que Ricardo seja pressionado na prisão a comentar sobre seus acessos da Monero, colocando em risco o projeto.

“Caso não esteja claro, o único motivo para remover o acesso potencialmente crítico é porque ele pode ser pressionado enquanto estiver sob custódia. Não tem nada a ver com ele ser culpado ou inocente ou o que pensamos sobre isso. Estou ansioso para reinstituí-los em breve.”

O desenvolvedor binaryFate disse que conversou com Ricardo Spagni, que garantiu que está tudo bem com ele. Além disso, nenhum dispositivo dele foi apreendido, como notebook, celular, nem nada, sendo as novas medidas de restrição de acesso uma medida cautelosa.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
PayPal e Bitcoin

PayPal anuncia novo aplicativo para criptomoedas

O PayPal continua apostando nas criptomoedas, após ingressar no criptomercado há cerca de um ano, a empresa revelou seu novo app que traz recursos...
Ethereum. (Imagem: Adobe Stock)

Investidor veterano alerta: “Ethereum está entrando em momento de queda prolongada”

Peter Brandt é um veterano do mercado de investimentos e um nome bem respeitado entre quem acompanha criptomoedas. Peter não é um estranho para o...

“Corretoras de criptomoedas estão em risco”, diz Bloomberg

As corretoras de criptomoedas dos EUA podem estar prestes a enfrentar um grande risco de existência conforme as questões sobre a regulamentação do setor...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias