App falso para rastreamento do coronavírus na verdade rouba Bitcoins

O ramsonware CovidLock muda a senha da tela inicial do celular onde é instalado e pede 100 dólares em Bitcoin para desbloquear.

Siga no

Na última semana o mundo todo entrou em pânico com a rápida propagação do coronavírus. E após a organização mundial de saúde (OMS) declarar estado global de pandemia da doença, a situação tornou-se ainda mais complicada.

Consequentemente, diversas ações de proteção e prevenção contra o vírus estão sendo colocadas em prática, incluindo criação de aplicativos para identificar seus sintomas.

Porém, enquanto há muitas pessoas preocupadas com a saúde e o bem-estar global, hackers estão aproveitado essa oportunidade para roubar ativos digitais, como o Bitcoin.

A ação acontece por meio de um falso aplicativo para Android, que supostamente oferece informações detalhadas sobre o nível de rastreamento da doença. No entanto, trata-se de um malware que pode bloquear totalmente a tela do celular das pessoas que o instalarem.

O ramsonware conhecido como CovidLock muda a senha da tela inicial do celular onde é instalado. Assim, para que o usuário tenha novamente o controle do aparelho, os hackers exigem uma quantia de 100 dólares em Bitcoin.

Desafios cada vez maiores em meio a doença

O rastreamento das autoridades com relação a esta movimentação foi capaz de identificar uma página chamada coronavirusapp[.]site. Por meio dela as primeiras ações relativas ao falso aplicativo foram identificadas.

O site afirma que seu aplicativo está certificado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) , além de centros de controle e prevenção da doença. Há mais de 6 milhões de reviews sobre a página, com uma avaliação de 4.4.

Um dos maiores problemas com relação ao ramsonware de monitoramento da doença é o fato de que, assim que é instalado, ele pede autorização para diversos recursos do celular, incluindo a tela inicial. Isto faz com que haja mais facilidade para os hackers invadirem os aparelhos.

Conforme uma pesquisa realizada a partir do monitoramento deste esquema, a suspeita é de que este grupo está ligado a uma série de outras ações criminosas.

A boa notícia é que, aparentemente, este ramsonware não parece ter sido espalhado em grande essa. Consequentemente, a expectativa é de que o golpe não tenha feito tantas vítimas até o momento.

Para evitar este, e outros tipos de perigos relacionados à golpes desta natureza, a recomendação é de que as pessoas façam o download apenas de aplicativos disponíveis na play store.

Com cada vez mais casos de coronavírus sendo diagnosticados em todo o mundo, há um alerta para um possível aumento deste tipo de golpe. Assim, a cautela deve ser reforçada por todas as pessoas.

ViaTNW
Jeferson Scholz
Jeferson Scholz
Jornalista. Escrevi dois artigos acadêmicos publicados no congresso de comunicação INTERCOM, e fui diretor do documentário universitário "Planeta dos Desmortos - O Mito Zumbi".

Governo da Ucrânia ensina bitcoin para população

O Ministério da Transformação Digital da Ucrânia criou uma campanha para ensinar  bitcoin, blockchain e criptomoedas para a população. Os vídeos foram desenvolvidos em...

Impressora de dinheiro ligada: BC aumentou em quase 50% base monetária em 12 meses

O Banco Central do Brasil imprimiu muito dinheiro nos últimos doze meses, inflando a base monetária do país. De acordo com o BC houve...
BCHA-51-attack

Grupo anônimo de baleias lança ataque 51% contra fork do Bitcoin Cash

A rede da criptomoeda Bitcoin Cash ABC (BCHA), que surgiu no meio do mês como resultado de um hard fork do Bitcoin Cash, está...

Últimas notícias

Impressora de dinheiro ligada: BC aumentou em quase 50% base monetária em 12 meses

O Banco Central do Brasil imprimiu muito dinheiro nos últimos doze meses, inflando a base monetária do país. De acordo com o BC houve...

Grupo anônimo de baleias lança ataque 51% contra fork do Bitcoin Cash

A rede da criptomoeda Bitcoin Cash ABC (BCHA), que surgiu no meio do mês como resultado de um hard fork do Bitcoin Cash, está...

30 bilionários possuem bitcoin, mas não falam sobre isso, revela milionário do Twitter

O multimilionário filantrópico Bill Pulte, apelidado de "Bitcoin Bill" após sua entrada no mercado de bitcoin em dezembro de 2019, afirmou em uma live...