Arthur Hayes explica por que o Bitcoin voltará aos US$ 70 mil em breve

Em texto intitulado “Mayday”, refletindo o pânico de alguns investidores, Arthur Hayes tenta acalmar o mercado ao afirmar que o Bitcoin voltará a testar suas máximas já nos próximos meses.

Apesar da recente queda do Bitcoin, Arthur Hayes acredita que a maior criptomoeda do mercado voltará aos US$ 70.000 em breve. Segundo o fundador da corretora BitMex, o motivo seria a “impressão furtiva” de dinheiro pelo Banco Central dos EUA.

Isso porque o cidadão médio teria descoberto que flexibilização quantitativa (QE) significa impressão de dinheiro e inflação. Portanto, o Fed precisaria encontrar novos métodos para continuar seu trabalho sem chamar atenção.

“Ao reduzir a taxa do aperto quantitativo (QT) de US$ 95 bilhões para US$ 60 bilhões por mês, o Fed está essencialmente adicionando US$ 35 bilhões por mês de liquidez em dólares”, explica Hayes, somando outros gastos do BC americano.

Outro ponto mencionado pelo bilionário foi a falência de bancos como o First Republic Bank. Afinal, o FDIC, uma espécie de Fundo Garantidor de Crédito americano, não possui os US$ 6,7 para salvar esse banco usado no exemplo.

“Sabemos agora com plena confiança que foram adicionados biliões de passivos contingentes ao balanço da Fed, que serão financiados com dinheiro impresso.”

E o Bitcoin?

Embora muitos estrangeiros vejam o dólar como um porto-seguro, até mesmo os americanos estão procurando um bote salva-vidas devido aos recordes de inflação de sua moeda. Portanto, a demanda pelo Bitcoin continuará até que o Fed pare de imprimir dinheiro, ou seja, para sempre.

Em texto intitulado “Mayday”, refletindo o pânico de alguns investidores, Arthur Hayes tenta acalmar o mercado ao afirmar que o Bitcoin voltará a testar suas máximas já nos próximos meses.

“Uma alta para cima de US$ 60.000 e, em seguida, uma ação de preço limitada entre US$ 60.000 e US$ 70.000 até agosto.”

O texto de Hayes foi publicado nesta quinta-feira (2) enquanto o Bitcoin operava em queda e alguns ETFs batiam recordes de saídas.

Talvez por sorte, parte da previsão do bilionário já se concretizou. Isso porque o Bitcoin está apresentando forte recuperação e já está sendo negociado por US$ 61.750 nas principais corretoras do mundo nesta sexta-feira (3).

Bitcoin volta a operar acima dos US$ 60.000. Fonte: TradingView.
Bitcoin volta a operar acima dos US$ 60.000. Fonte: TradingView.

Arthur Hayes volta a comprar shitcoins

Cravando uma queda pós-halving no Bitcoin no mês passado, Arthur Hayes vendeu diversas criptomoedas e afirmou que ficaria fora do mercado até maio. Conforme maio chegou, o bilionário já voltou as compras.

“Estou comprando Solana e criptomoedas de cachorro para posições de negociação de momento.”

“Para posições de criptomoedas a longo prazo, estou aumentando minhas alocações em Pendle e identificarei outros tokens que estão ‘em promoção’”, continuou Hayes. “Usarei o resto de maio para aumentar minha exposição.”

Na última quarta-feira (1º), o valor de mercado total das criptomoedas testou seu suporte na região dos US$ 2 trilhões e desde então subiu 8%. Portanto, é possível que o mercado de alta continue após um rebote.

Valor de mercado das criptomoedas cai de US$ 2,7 trilhões para US$ 2 trilhões, mas região pode ser forte suporte. Fonte: TradingView.
Valor de mercado das criptomoedas cai de US$ 2,7 trilhões para US$ 2 trilhões, mas região pode ser forte suporte. Fonte: TradingView.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de criptomoedas do mercado ganhe até 100 USDT em cashback. Cadastre-se

Siga o Livecoins no Google News.

Curta no Facebook, TwitterInstagram.

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Henrique HK
Henrique HKhttps://github.com/sabotag3x
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias

Últimas notícias