Autor de ‘Pai Rico, Pai Pobre’ faz alerta sobre crise mundial: “Compre Bitcoin e munição”

Apesar de parecer caótico demais, a opinião do autor é fundada em diferentes preocupações que rondam muitos setores do mundo, principalmente o financeiro.

Siga no
Autor de Pai Rico, Pai Pobre - Robert Toru Kiyosaki
Autor de Pai Rico, Pai Pobre - Robert Toru Kiyosaki - Reprodução/Twitter

Robert Kiyosaki, um importante nome entre os influenciadores financeiros e responsável pelo famoso livro “Pai Rico, Pai Pobre”, vem se tornando um defensor cada vez maior das criptomoedas, especialmente do Bitcoin.

Recentemente ele falou para os seus muitos seguidores sobre a importância de ter Bitcoin, Ouro, Prata e também “balas” para um possível futuro catastrófico.

Em sua rede social, Kiyosaki falou sobre a atual situação financeira e social dos EUA (e do mundo), criticando a política atual, algo que ficou bem comum na sua rede social nos últimos meses.

Com um tom alarmista, o autor deu a entender que é importante se preparar para o colapso financeiro e também social que será causado pela atual crise mundial.

“Por que ouro, prata, Bitcoin e munição?” A Segurança Social e o sistema de saúde estão quebrados. Os Boomers estão quebrados. A pensão está saqueada. O Governo e o Departamento do Tesouro precisa imprimir trilhões de dólares falsos. Poupadores são os grandes perdedores. Devedores os vencedores. Esteja atento, tome cuidado.”

Alerta caótico

Apesar de parecer caótico demais, a opinião do autor é fundada em diferentes preocupações que rondam muitos setores do mundo, principalmente o financeiro.

A impressão recorde de dinheiro pelo Banco Central dos EUA é um dos grande sinais vermelhos de uma terrível inflação.

O Bitcoin tem sido considerado uma grande proteção contra a inflação e para muitos é o melhor investimento atualmente, junto de ouro e prata, o próprio Kiyosaki já recomendou o investimento em metais preciosos e no ativo digital. 

O Bitcoin como reserva de valor é uma narrativa que vem ganhando muita força por parte dos investidores. A principal ideia é que a moeda funcionará como o ouro, valorizando enquanto a moeda fiduciária continua desvalorizando.

Sendo assim, ele seria uma ótima maneira de não perder o poder de compra com a inflação, independente do país. Essa é uma ideia que até mesmo o presidente da Argentina já está considerando.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.
Queda da Dogecoin DOGE despenca desvalorização brasileiro

Brasileiro perde R$ 2,6 milhões com queda da Dogecoin, mas ainda acredita na moeda

O brasileiro que mora nos Estados Unidos, Glauber Contessoto, perdeu R$ 2,6 milhões em Dogecoin com a recente queda da moeda no mercado. O fenômeno...
LNBTC

Usuário avisa empresas sobre falha em serviços de custódia da Lightning Network

Reckless Satoshi, um usuário do Reddit, fez uma postagem relatando que serviços de custódia que trabalham com a Lightning Network tinha um ponto de...
Ethereum. (Imagem: Adobe Stock)

Pânico? R$6,6 bilhões em Ethereum saíram das exchanges na semana passada, R$4,2 bi voltaram...

Na quarta-feira passada, dia 15 de setembro, cerca de 363.240 ETH foram sacados de exchanges centralizadas, ontem, no entanto, 258.050 ether voltaram para endereços...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias