Bakkt quer ver café sendo pago em Bitcoins na Starbucks ainda em 2019

Parceria entre as empresas poderá ajudar a popularizar as criptomoedas em todo o mundo.

Siga no

A Bakkt anunciou uma parceria com a Starbucks para oferecer pagamentos em criptomoedas nas milhares de lojas da empresa espalhadas por todo o mundo. Dessa forma, será possível pedir um café e pagar em Bitcoin (BTC), por exemplo. E segundo a divulgação, espera-se que essa oferta já esteja disponível em 2019.

O mercado de criptomoedas vive um momento importante de consolidação. Após alguns países aprovarem regulações para os ativos digitais, um novo processo de expansão dos negócios acontece. Em vários lugares, empresas buscam aumentar a popularização das criptomoedas, como a Calvin klein no Brasil, por exemplo. As lojas da marca em São Paulo – SP já aceitam algumas criptomoedas como forma de pagamento. E essa popularização pode acontecer através de estabelecimentos aceitando criptoativos como forma de pagamento.

Adesão às criptomoedas ainda é pequena em todo o mundo

O mundo ainda “engatinha” em relação a adoção massiva de criptomoedas. Por mais que a cada dia novos estabelecimentos se voltem para esse tipo de pagamento, o número ainda é pequeno. Mas, com a adesão da Starbucks, até mesmo o Bitcoin (BTC) poderia ver sua popularidade aumentar.

A Bakkt promete ser muito mais que uma exchange de criptomoedas. O projeto é mantido pela Intercontinental Exchange (ICE), um dos gigantes do mercado financeiro mundial. Com uma proposta de integrar serviços e aumentar a utilização das criptomoedas, a Bakkt deverá apresentar um projeto para que as lojas da Starbucks passem a aceitar criptomoedas como o Bitcoin (BTC) como forma de pagamento por seus produtos.

Bakkt ainda precisa ser lançada para fechar parceria com Starbucks

Além de oferecer recursos relacionados a transações envolvendo criptomoedas, a Bakkt promete expandir a comercialização do Bitcoin (BTC). Desse modo, a empresa prepara um “Bitcoin de papel” em que a criptomoeda será comercializada através de títulos futuros fisicamente. Por outro lado, a Bakkt ainda precisa ser lançada, já que a empresa teve o seu lançamento adiado no mercado por duas vezes.

Para os entusiastas de criptomoedas resta aguardar para que o sistema de pagamentos em ativos digitais seja lançado pela Starbucks. Sem revelar detalhes de quando seria essa estreia, a Bakkt espera que isso aconteça ainda em 2019. Segundo a publicação, o serviço deverá estar disponível inicialmente nos Estados Unidos para depois ser expandido para outras lojas da Starbucks.

Paulo Carvalho
Paulo Carvalho
Jornalista em trânsito, escritor por acidente e apaixonado por criptomoedas. Entusiasta do mercado, ouviu falar em Bitcoin em 2013, mas era que nem caviar, "nunca vi, nem comi, só ouço falar".
Piscina de natação competição Mercado Bitcoin

Mercado Bitcoin patrocina principal torneio de natação brasileiro

Um dos principais torneios de natação do Brasil será patrocinado pela corretora Mercado Bitcoin na próxima semana. Com início na próxima quarta-feira (9), a...

Fox Business confunde Bitcoin e entrevista apoiador do Bitcoin SV

A Fox Business entrevistou ontem Jimmy Nguyen, um apoiador da criptomoeda Bitcoin SV (BSV), uma cópia de uma outra cópia do bitcoin que se...

“Ninguém vai banir o Bitcoin”, diz diretor do Dep. do Tesouro dos EUA

Brian Brooks, o diretor do Gabinete Controlador da Moeda (em inglês, Office of the Comptroller of the Currency - OCC) comentou sobre os rumores de...

Últimas notícias

Fox Business confunde Bitcoin e entrevista apoiador do Bitcoin SV

A Fox Business entrevistou ontem Jimmy Nguyen, um apoiador da criptomoeda Bitcoin SV (BSV), uma cópia de uma outra cópia do bitcoin que se...

“Ninguém vai banir o Bitcoin”, diz diretor do Dep. do Tesouro dos EUA

Brian Brooks, o diretor do Gabinete Controlador da Moeda (em inglês, Office of the Comptroller of the Currency - OCC) comentou sobre os rumores de...

PayPal: “Criptomoedas precisam de regulação”

Para o CEO do PayPal, Dan Schulman, o mercado de criptomoedas precisa trabalhar em estreita colaboração com reguladores para ter uma "chance de sobrevivência"....