Banco BRB sofre ataque e hackers exigem R$ 5 milhões em bitcoin

O Banco de Brasília, também chamado de BRB, sofreu um ataque de ransonware na última segunda-feira (3). Para que os dados não sejam vazados, os hackers estão pedindo cerca de 50 bitcoins (R$ 5,17 milhões), segundo informações do TecMundo.

O ataque acontece na mesma semana em que o Nubank ficou fora do ar. Neste caso, um hacker brasileiro afirma que o banco sofreu um ataque de phishing na API do sistema PIX, onde dados e senhas dos clientes podem ter vazado.

Portanto, apesar da diferença técnica dos ataques, ainda chama atenção a semelhança das datas. Ou seja, parece haver um grande interesse na invasão de sistemas bancários brasileiros recentemente.

Banco de Brasília (BRB) fica fora do ar, usuários reclamam nas redes sociais

O ataque de ransonware ao BRB foi reconhecido pelo próprio banco nesta quinta-feira (6). Através das redes sociais, o Banco de Brasília informou que seus problemas estavam passando por problemas técnicos, além de consolar clientes que não conseguiram usar o serviço nos últimos dias.

“O BRB informa aos seus clientes que está com intermitência nos sistemas. As equipes de tecnologia estão trabalhando para que o funcionamento seja normalizado o mais rápido possível.”

“Quantas horas configura ‘o mais rápido possível’? Tentando usar o app, sem sucesso, desde as 16h”, comenta uma cliente do Banco de Brasília no Twitter.

“02 dias sem o App”, comenta outro.

“Assim que eu conseguir ter acesso de novo eu vou tirar todo o dinheiro e encerrar o LIXO que é essa conta!”, declara um terceiro cliente, mais descontente.

Clientes do BRB reclamam nas redes sociais que não podem acessar seu dinheiro, Banco responde a todos, afirmando que está ciente e trabalhando para resolver o caso. Fonte: Twitter/Reprodução.

O ataque ao BRB

Segundo informações do TecMundo, o banco sofreu um ataque de ransonware, no qual os arquivos dos computadores são criptografados pelos atacantes. Com mais detalhes, o portal afirma que o ransonware utilizado foi o LockBit, mesmo que fez outras gigantes de vítimas, como a Accenture.

Para que os arquivos sejam liberados, os atacantes estão pedindo cerca de 50 bitcoins, equivalentes a 5,17 milhões de reais na cotação atual.

Indo além, o Banco teria até as 15 horas desta sexta-feira (7) para realizar o pagamento. Caso contrário, os hackers vazariam informações obtidas durante o ataque, não revelando se estariam relacionadas a dados de clientes.

Por fim, o setor bancário está sofrendo com hacks nesta semana. Afinal, o BRB se juntou ao Nubank nesta crise. Entretanto, o mundo das criptomoedas está no mesmo capítulo conforme um hack de R$ 3 bilhões ligado a moeda da Binance, a BNB, afetou a indústria nesta quinta-feira (5).

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de criptomoedas do mercado ganhe até 100 USDT em cashback. Cadastre-se

Siga o Livecoins no Google News.

Curta no Facebook, TwitterInstagram.

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Henrique HK
Henrique HKhttps://github.com/sabotag3x
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias

Últimas notícias