Batman na Blockchain? Artes do personagem serão tokenizadas em Ethereum

Siga no

Os tokens não fungíveis, chamados de NFT, são bem comuns entre usuários de blockchain. Esse tipo de ativo é uma evolução dos ativos para colecionadores, garantindo ainda mais a certeza de um objeto único, autenticado e sem a possibilidade de fraudes. Agora, um dos personagens mais famosos de todo o mundo também estará na Blockchain, com o Batman sendo tokenizado na rede Ethereum.

Como mostrado pelo Decrypt, uma parceria feita pelo lendário artista da Era de Prata da DC, Jose Delbo, e pelo cripto artista Trevor Jones, vai levar artes inéditas do homem-morcego para a blockchain do Ethereum, transformando as artes em tokens não fungíveis para os colecionadores.

Essa nova parceria mostra que aos poucos o NFT, que são tokens “sem câmbio”, estão ficando mais populares por aumentarem o valor de itens colecionáveis, além de facilitar as transações envolvendo esse tipo de ativo. Os NFT estão começando a chamar a atenção de diferentes investidores, que estão pagando um grande valor em objetos de colecionador tokenizados.

Delbo ficou muito famoso pelo seu trabalho em Mulher Maravilha, na saudosa Era de Prata. Ele também tem muitos trabalhos reconhecidos em Transformers, dessa vez para a Marvel, além de muitos outros trabalhos. O artista acredita que as artes digitais logo acabaram se tornando mais mainstream, ganhando o interesse de investidores e colecionadores.

Para o Decrypt, Delbo disse: “Cada vez mais eu sinto que o futuro é digital e enquanto eu acredito que sempre haverá espaço para a arte física, eu realmente estou gostando de criar artes digitais para esse espaço.”

Artes do Batman serão lançadas essa semana

Uma das artes digitais de Jose Delbo.

As artes do homem-morcego serão lançadas nesta quinta-feira. A colaboração entre os dois artistas consiste em quatro artes originais, sendo duas animações e duas ilustrações. As obras serão vendidas através do site MakersPlace.

Com a blockchain, cada arte digital será representada por um token indivisível. Esse token comprova a propriedade do item, servindo como uma verificação de escassez, além de garantir que a arte não poderá ser falsificada.

Já para Trevor Jones, há mais do que o simples interesse de colecionadores na popularização dos NFTs.

“Galerias e artistas em todo o mundo estão sofrendo terrivelmente com o cancelamento de exibições e feiras de arte, mas é sempre em tempos de crise que pessoas recorrem a arte para ter uma folga de tudo. Agora, os amantes das artes com conhecimento em tecnologia podem continuar chegando nesse conteúdo através dos mercados de NFT.”

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.
Youtuber Felipe Neto

Criptomoeda com “potencial imenso” que Felipe Neto investiu derrete 53%

Uma criptomoeda que o youtuber Felipe Neto investiu derreteu 53% e chamou a atenção de um analista da bolsa de valores brasileira. O projeto em...
Alibaba Bitcoin

Alibaba proíbe venda de equipamentos de mineração de bitcoin

A proibição do Bitcoin na China começa a afetar outros setores da indústria. Desta vez a gigante Alibaba, 9ª maior empresa do mundo por...
Fachada de agência do Banco do Brasil

Tokecardume ou Bitemoeda? – Vejas as questões sobre criptomoedas do concurso do Banco do...

No último domingo (26), o concurso do Banco do Brasil foi aplicado em diversas cidades do Brasil, com várias questões sendo vistas sobre Bitcoin...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias