Bilionário quer comprar o TikTok e jogá-lo dentro de uma criptomoeda

As redes sociais têm feito grande sucesso desde o início dos anos 2000. No entanto, recentemente surgiu um novo movimento a fim de descentralizar essas plataformas, evitando censuras, mas também dando o controle dos dados de usuários para eles próprios.

Frank McCourt, fundador do Project Liberty e outros empreendimentos, revelou planos para comprar o TikTok, reestruturando a plataforma para que usuários tenham controle de seus dados.

No momento, o TikTok está prestes a ser banido nos EUA. Sua dona, a ByteDance precisa encontrar um comprador confiável pelo governo até meados de janeiro de 2025 caso queira continuar funcionando em solo americano.

Conforme o bilionário McCourt também está por trás da Frequency, uma parachain da Polkadot, e do Decentralized Social Networking Protocol, cujo foco é a descentralização de redes sociais, é possível que eles consigam resolver os atuais problemas do TikTok.

TikTok na Polkadot?

As redes sociais têm feito grande sucesso desde o início dos anos 2000. No entanto, recentemente surgiu um novo movimento a fim de descentralizar essas plataformas, evitando censuras, mas também dando o controle dos dados de usuários para eles próprios.

Atualmente os dois maiores nomes no setor são o BlueSky, de Jack Dorsey (fundador do Twitter), e o Nostr, projeto criado por um brasileiro.

O bilionário Frank McCourt pode ser mais um nome nessa corrida. Em nota compartilhada na última quarta-feira (15), o executivo afirmou estar organizando um consórcio para a compra das operações do TikTok nos EUA.

“A fundação de nossa infraestrutura digital está quebrada, e é hora de consertá-la. Podemos, e devemos, fazer mais para salvaguardar a saúde e o bem-estar de nossos filhos, famílias, democracia e sociedade”, disse Frank McCourt.

“Acreditamos que podemos preservar — e aprimorar — a experiência do TikTok, dando aos indivíduos e criadores na plataforma o valor e o controle que merecem em relação a quem tem acesso aos seus dados e como eles são usados.”

O texto também cita o Protocolo de Rede Social Descentralizada (DSNP), que serviria como uma base para esse ‘novo’ TikTok.

Sendo assim, alguns investidores começaram a criar rumores de que o TikTok poderia ser integrado à Frequency, uma parachain (blockchain paralela) criada em cima da rede Polkadot.

“Se ele conseguir adquirir as operações do TikTok nos EUA, terá todo o poder para integrá-las à Frequency, parachain de mídia social descentralizada do Polkadot”, comentou o perfil Polkadot Insider nas redes sociais.

Polkadot ensaia alta, mas ainda está longe de seus dias grandiosos

Como consequência do anúncio, a criptomoeda Polkadot (DOT) teve uma leve alta na última quarta-feira (15). O projeto continuou subindo nos dias seguintes, mas está travado na faixa dos US$ 7 desde a última sexta-feira.

Polkadot (DOT) tem leve alta após intenção de compra do TikTok por Frank McCourt.
Polkadot (DOT) tem leve alta após intenção de compra do TikTok por Frank McCourt.

No entanto, a DOT está bem longe de seus dias grandiosos. Durante o último ciclo, em 2021, o projeto chegou a ultrapassar os US$ 50 por unidade enquanto prometia revolucionar o setor.

Para os mais otimistas, essa diferença de preço mostra que a Polkadot pode facilmente valorizar 7 vezes para alcançar seu topo histórico. De qualquer forma, ainda é cedo para saber quais seriam os impactos dessa potencial compra e quais seriam as mudanças apresentadas por McCourt.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de criptomoedas do mercado ganhe até 100 USDT em cashback. Cadastre-se

Siga o Livecoins no Google News.

Curta no Facebook, TwitterInstagram.

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Henrique HK
Henrique HKhttps://github.com/sabotag3x
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias

Últimas notícias