Bilionário recomenda no máximo 2% de portfólio em Bitcoin

Posição de número 90 entre os mais ricos do mundo.

Investidor de Bitcoin Ray Dalio
Investidor Ray Dalio

O lendário trader Ray Dalio recomenda que investidores invistam no máximo 2% de seu portfólio em Bitcoin. Com os rendimentos do Bitcoin, principalmente nos últimos três anos, a moeda digital ganhou um importante destaque como ativo financeiro.

Dessa forma, um estrategista da Bloomberg assinalou que a moeda já é um ativo financeiro que não pode ser ignorado.

Com destaque crescendo em 2021, o Bitcoin viu uma grande adoção por empresas, bilionários, entre investidores não profissionais, que também chegaram no espaço. Mas um assunto polêmico é sobre quanto se expor ao Bitcoin em um portfólio de investimentos diversificado.

Comprar criptomoedas alternativas começam a ser consideradas em um pensamento assim, e é claro que isso confunde quem deseja ingressar no Bitcoin.

Megainvestidor Ray Dalio acredita que 2% do portfólio em Bitcoin é razoável

Em participação recente no “The Investor’s Podcast Network”, Ray Dalio falou sobre vários assuntos de investimentos em sua visão. Fundador da Bridgewater Associates, ele é o um dos chefes de investimento desse fundo de hedge, que busca maximizar os lucros dos acionistas com o menor risco.

Crítico feroz das políticas monetárias do banco central dos Estados Unidos, o FED, Ray Dalio defende o ouro como investimento, e já realizou aportes também em Bitcoin. Questionado sobre qual porcentagem ele acredita ser legal para um investidor de Bitcoin ter em seu portfólio, ele disse que 2% é razoável.

“Então, eu sou o senhor da diversificação. […] empresas morrem, mas o mercado de ações não morre, porque se reequilibra com o novo para substituir o antigo, e eu respeito esse processo. Então, quando penso nisso, penso: ‘Não sou uma pessoa que gosta de todos os ovos na mesma cesta’. Eu tenho um elemento de diversificação que representa uma pequena porcentagem do meu total, então acho que 2% em Bitcoin é certo”.

Na opinião de Dalio, ter ouro e Bitcoin será importante nos próximos anos visto esses serão ativos de proteção contra inflação.

Dalio apenas lembrou que os governos são ameaças ao Bitcoin, visto que como já baniram o ouro e prata no passado, poderia banir a moeda digital também, principalmente por essa tecnologia ser rastreável.

Bitcoin já se provou

Uma das declarações mais recentes de Dalio também é que o Bitcoin já se provou com o tempo, ao atravessar 13 anos sem ser alvo de um ataque hacker, mesmo sendo uma moeda digital.

Dessa forma, fica claro que o bilionário acredita na tecnologia, ainda que com pouco de seu dinheiro investido no setor, e segue observando as perspectivas desse mercado. Recentemente, Dalio disse que tem Ethereum em seu portfólio, mas não declarou quanto.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias