Binance pode comprar CoinMarketCap por R$ 2 bi, diz site

CMC pode ser comprado por R$ 2 bilhões

Siga no

A Binance é atualmente a maior plataforma de negociação de criptomoedas do mundo. E mesmo diante de um período de instabilidade da economia global e incertezas sobre o futuro do mercado, a Exchange está prestes a concretizar a compra do CoinMarketCap.

De acordo com um artigo lançado pelo portal The Block Crypto, a aquisição do site de análise de acontecer por aproximadamente 400 milhões de dólares (R$ 2.08 bilhões). O acordo deve ser oficializado durante esta semana.

Logo no início de 2020, o CEO da Binance Changpeng Zhao, afirmou o objetivo da empresa de concretizar duas aquisições específicas, sendo a principal o CoinMarketCap.

Conforme ele, esta é uma estratégia da Exchange para conseguir desempenhar um papel ainda maior dentro do criptomercado.

Já com relação a outra compra da empresa, o negócio ainda é um mistério, mas a expectativa é de que também seja algo grande.

Para quem confia no portal para se atualizar sobre o criptomercado, as expectativas também se mantém positivas.

De acordo com Carylyne Chan, diretor de estratégia da CoinMarketCap, a ideia é continuar com o bootstrapping e o direcionamento do site por hora. Somente no mês passado, a página atraiu mais de 2017 milhões de visitantes. Assim sendo, seu tráfego foi 80% maior do que o da Binance.

Uma grande oportunidade de negócios

Um dos motivos pelos quais a Binance está mais interessada em adquirir o CoinMarketCap é a possibilidade de expandir o alcance ao público.

A Exchange registrou, no mesmo período analisado de seu futuro portal, um total de 113 milhões de visitantes. Isto revela uma diferença significativa no tráfego dos dois sites, sendo esta uma ótima oportunidade para a Exchange.

Fundado em 2013, o portal CoinMarketCap rapidamente criou uma boa reputação dentro do criptomercado na parte informativa.

Trata-se de uma das maiores concorrente da plataforma Binance no atual momento, o que torna a sua aquisição ainda mais importante. Com relação a Exchange, sua liderança nas transações com criptomoedas é de 22%, contra 21% da Coinbase.

Porém, foi a partir do ano passado que a plataforma faz vários negócios importantes e começou sua liderança.

Entre suas compras mais famosas realizadas em 2019 está a aquisição da Exchange indiana WazirX e do DappReview. Ao que tudo indica, a atual política de compras da Binance mostra que o criptomercado continua crescendo e se expandindo.

Mesmo levando em consideração os problemas enfrentados pela economia atual, os ativos digitais parecem ter um futuro promissor.

Jeferson Scholz
Jeferson Scholz
Jornalista. Escrevi dois artigos acadêmicos publicados no congresso de comunicação INTERCOM, e fui diretor do documentário universitário "Planeta dos Desmortos - O Mito Zumbi".

Governo da Ucrânia ensina bitcoin para população

O Ministério da Transformação Digital da Ucrânia criou uma campanha para ensinar  bitcoin, blockchain e criptomoedas para a população. Os vídeos foram desenvolvidos em...

Impressora de dinheiro ligada: BC aumentou em quase 50% base monetária em 12 meses

O Banco Central do Brasil imprimiu muito dinheiro nos últimos doze meses, inflando a base monetária do país. De acordo com o BC houve...
BCHA-51-attack

Grupo anônimo de baleias lança ataque 51% contra fork do Bitcoin Cash

A rede da criptomoeda Bitcoin Cash ABC (BCHA), que surgiu no meio do mês como resultado de um hard fork do Bitcoin Cash, está...

Últimas notícias

Impressora de dinheiro ligada: BC aumentou em quase 50% base monetária em 12 meses

O Banco Central do Brasil imprimiu muito dinheiro nos últimos doze meses, inflando a base monetária do país. De acordo com o BC houve...

Grupo anônimo de baleias lança ataque 51% contra fork do Bitcoin Cash

A rede da criptomoeda Bitcoin Cash ABC (BCHA), que surgiu no meio do mês como resultado de um hard fork do Bitcoin Cash, está...

30 bilionários possuem bitcoin, mas não falam sobre isso, revela milionário do Twitter

O multimilionário filantrópico Bill Pulte, apelidado de "Bitcoin Bill" após sua entrada no mercado de bitcoin em dezembro de 2019, afirmou em uma live...