Bitcoin ultrapassa US$ 42 mil e sinais mostram que vai subir mais

Siga no
Bitcoin em alta. Imagem: ShutterStock
Bitcoin em alta. Imagem: ShutterStock

O Bitcoin retomou sua alta na noite de sexta-feira para sábado e, como resultado, atingiu o nível de US$ 42.300. O crescimento na última semana foi de 25%.

O crescimento do Bitcoin foi retomado após o vencimento das opções mensais ocorrido ontem. Imediatamente após este evento, o preço caiu e parou na faixa de US$ 39.000, de onde começou a se recuperar gradualmente, até que deu um salto acentuado para cima.

Essa liquidação de curto prazo ajudou a empurrar o mercado para cima novamente, de acordo com Bybt.

“Dizemos que o mercado tem menos liquidez no verão. Acho que isso pode explicar os movimentos bruscos associados às liquidações em futuros”, escreve o estrategista da FundStrat David Grinder.

Bitcoin contra inflação

O presidente do banco central dos EUA, Jerome Powell, anunciou esta semana que o Fed planeja encerrar seu programa mensal de compra de títulos de US $ 120 bilhões.

Os analistas do Bank of America, no entanto, acreditam que mesmo assim, o Fed não aumentará as taxas de juros para níveis historicamente normais no futuro previsível.

Em outras palavras, a política monetária dos EUA pode permanecer desencadeada nos próximos anos, o que terá um impacto positivo sobre o Bitcoin se ele for visto como uma proteção contra a inflação.

“Acreditamos que as taxas dos EUA refletem as expectativas do mercado de que o Fed fornecerá apenas uma alta de curto prazo”, acrescentou o Bank of America.

Número de usuários

De acordo com a Glassnode, o número de usuários ativos na blockchain do bitcoin aumentou 30% na semana passada, para 325.000, após um declínio contínuo de janeiro a meados de julho, mesmo com a moeda sendo atacada.

“Não consigo me lembrar do momento em que houve tantos ataques ao bitcoin. De todas as direções: impostos, regulamentação, política e assim por diante. O comportamento do mercado incrivelmente bom em meio a muitas más notícias é um sinal de alta.” – Dan Tapiero.

“Fizemos um estudo da dependência do preço do bitcoin com o número de seus usuários”, disse Dan Morehead, fundador da Pantera Capital, em entrevista. “Ambos os indicadores cresceram uma ordem de magnitude em dois anos. Se essa tendência continuar, o Bitcoin deve valer $ 700.000 quando todos os proprietários de smartphones começarem a usá-lo. Dez anos é uma previsão razoável. Acho que a situação macroeconômica é extremamente favorável ao Bitcoin. Tanto dinheiro está sendo impresso e tantas instituições estão aderindo que os mercados vão retomar a recuperação nos próximos 12 meses.”

Um analista da Rekt Capital observa que o gráfico Bitcoin cruzou a média móvel exponencial de 200 dias (MME) para cima pela primeira vez desde 29 de abril de 2020.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Livecoins
Livecoins é um portal de blockchain e criptoeconomia focado em notícias, artigos, análises, dicas e tutoriais.

Entenda o que é Smart Contract, a tecnologia que veio pra ficar!

Os produtos e serviços tradicionais estão sofrendo fortes mudanças decorrentes da transformação digital, criando instrumentos inteligentes para as empresas e nosso cotidiano. Carros autônomos, robôs...
Pedro Cerize, gestor de fundos brasileiro e sócio da Skopos

Gestor de fundos brasileiro critica CFA por incluir criptoativos em prova

Um famoso gestor de fundos brasileiro criticou a instituição responsável pela certificação Chartered Financial Analyst (CFA) por incluir criptoativos na prova. Como uma prova...
Símbolo do Bitcoin próximo do McDonalds

Queda do Bitcoin faz presidente de El Salvador postar foto como funcionário do McDonald’s,...

A queda do Bitcoin nos últimos dias afetou duramente o mercado, levando o presidente de El Salvador a postar uma foto usando "uniforme" do...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias