Bitcoin desvaloriza 1000 dólares em três dias

A próxima resistência é de 8 mil dólares, equivalente ao nível de retração de 61,8% Fib.

Siga no
Mercado de criptomoedas em queda nesta quarta feira
Mercado de criptomoedas em queda nesta quarta feira

Até poucos dias atrás, o panorama do Bitcoin em 2020 estava animando a todos os investidores. A criptomoeda vinha em uma ascensão de valores significativa, consolidando ainda mais o seu status de ativo alternativo digno de investimento. Porém, em um intervalo de apenas quatro dias seu preço despencou 8%, sendo que em três dias consecutivos suas perdas somaram um total de 1000 dólares ( R$ 4.437,20). Diante desta situação, preocupações sobre a moeda digital começam a surgir.

Queda do Bitcoin nos ultimos 5 dias. Imagem: Google
Queda do Bitcoin nos ultimos 5 dias. Imagem: Google

O interessante é que o fator que mais contribuiu com sua queda recente foi um dos responsáveis por seu aumento no início do ano: o coronavírus. O que acontece é que agora a doença parece ter transcendido os limites do mercado tradicional e estendido seus efeitos negativos para o criptomercado. Como resultado, além do tombo da moeda ditial, outras ações como as da bolsa de Wall Street sentiram os efeitos negativos, pois somente ontem caíram 3%.

Ações de várias empresas em queda.
Ações de várias empresas em queda.

O valor chave determinado para o Bitcoin diante da situação atual é de 9 mil dólares. Porém, nesta quarta-feira (26) a criptomoeda luta para voltar a marca. No momento seu valor atual está na casa dos 8.800 dólares. O que os gráficos recentes a respeito do ativo demonstram é que, pelo menos a curto prazo, sua média deve ser manter dentro deste patamar.

Perspectivas para o Bitcoin

Diante de um preocupante quadro de incerteza sobre a criptomoeda, o cenário pode ser visto não com pessimismo, mas com realismo sobre a situação. Em um provável caso do Bitcoin romper a zona de suporte dos 8.800 dólares, espera-se que seu novo valor chave mantenha-se entre os 8.400 e 8.400 dólares. Se o ativo não conseguir se segurar dentro dessas estimativas, o próximo passo é chegar nos 8 mil dólares, equivalente ao nível de retração de 61,8% Fib.

No caso de uma reversão dessa tendência, o indicativo é que o Bitcoin consiga voltar para o nível dos 9 mil dólares. A partir de então, será possível estimar seu próximo nível de resistência entre 9.200 dólares e 9.300 dólares. Caso consiga ultrapassa-los, a moeda digital pode ir para os 9.480 dólares e chegar aos 9.750 dólares em um cenário mais positivo.

Seja como for, neste momento o Bitcoin está com um volume total de negociação de 165 bilhões de dólares no mercado. Seu atual nível de dominância dentro do criptomercado é de 64,5%. Isso representa um patamar importante, uma vez que depois de ter perdido espaço para outras criptomoedas como as altcoins, o bitcoin ganha território novamente. Assim sendo, será preciso esperar para ver qual dos dois panoramas está reservado para o ativo.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Jeferson Scholz
Jeferson Scholz
Jornalista. Escrevi dois artigos acadêmicos publicados no congresso de comunicação INTERCOM, e fui diretor do documentário universitário "Planeta dos Desmortos - O Mito Zumbi".
Tom Brady

Tom Brady adere ao Bitcoin e coloca foto com olhos a laser

A comunidade Bitcoin está alvoraçada com mais um fã da criptomoeda - Tom Brady (43). Ele, que é um famoso esportista, também é marido...
Bitcoin Brasil

Criptomercado está crescendo no Brasil, mas falta regulação

O mercado de criptomoedas está crescendo no Brasil e, em sua grande parte, impulsionado por traders que veem novas oportunidades de surfar nas ondas...
Conheça MAx e Bitcoin, os dois bodes de Mark Zuckeberg

Mark Zuckerberg diz que tem um bode chamado Bitcoin e posta foto no Facebook

Mark Zuckerberg é um nome muito importante no setor de tecnologia, sendo o fundador e atual CEO do Facebook, a maior rede social do...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias