Bitcoin cai abaixo dos 5 mil dólares e causa incerteza sobre seu futuro

Siga no
Bitcoin caindo
Bitcoin caindo

Enquanto o mercado global continua enfrentando a contínua desvalorização de títulos e ações, o Bitcoin e outras criptomoedas também estão sentindo efeitos negativos.

A principal criptomoeda do mundo caiu para baixo dos 5 mil dólares. Isto trouxe dúvidas e preocupações para os investidores. Com seu preço atual na casa dos 4.800 dólares, os especialistas começam a traçar um panorama sobre o que pode acontecer com o ativo digital.

Para o analista Michael Van de Poppe, o cenário não parece promissor para o Bitcoin, pelo menos a curto prazo. De acordo com suas considerações, o fato dos principais mercados globais continuar no vermelho, aliado a alta volatilidade que acontece atualmente, não favorece uma reversão de preços da criptomoeda neste momento.

Segundo o especialista, é possível que o bitcoin chegue na casa dos 4 mil dólares, ou um pouco abaixo, antes de começar a subir de novo.

O perfil The Crypto Dog tem uma opinião parecida. De acordo com ele, se o panorama atual seguir o mesmo, a tendência é que haja uma queda do preço do Bitcoin para baixo dos 4 mil dólares em breve.

Crypto Maniac, outro usuário do Twitter focado em análises de criptomoedas, concorda. Para ele, no que depender do mercado de ações e do panorama atual, o ativo deve continuar caindo de forma rápida e dolorosa.

Medidas econômicas que afetam o Bitcoin

Com a ação do Banco Central dos EUA (FED) de reduzir sua taxa de juros para próximo de zero e tentar estimular a economia com programas de facilitação, era esperado que o Bitcoin pudesse reagir a atual queda.

Porém, isto não foi o suficiente para elevar o preço da criptomoeda, que tem perdido cada vez mais de seu valor. Com este quadro, algumas pessoas acreditam que esta ação não ajudará a resolver a crise que se espalha pelo país e pelo mundo.

Entre elas está Peter Schiff, CEO da Euro Pacific Capital, que já declarou ser contra o Bitcoin. Em seu twitter, ele afirmou que o resultado da inflação que as ações do FED e de outros bancos irá causar a nível global será muito mais danoso que os efeitos atuais do coronavírus. Ele prevê um quadro bastante complicado, como alta de preços, agitação civil e escassez de produtos.

Pelo menos no presente momento, as perspectivas para o Bitcoin e o mercado tradicional não parecem encontrar otimismo. Será preciso esperar para ver o que acontecerá nos próximos dias. Neste período as ações do Federal Reserve e de outros bancos ao redor do mundo começarão a ser sentidas pela população. Mais do que isto, também se refletirão no criptomercado. Assim, basta ver se isto ocorrerá de maneira positiva ou negativa.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Jeferson Scholz
Jeferson Scholz
Jornalista. Escrevi dois artigos acadêmicos publicados no congresso de comunicação INTERCOM, e fui diretor do documentário universitário "Planeta dos Desmortos - O Mito Zumbi".

Valor de mercado do Bitcoin supera todas as empresas da B3

Nesta terça-feira (13) o Bitcoin bateu um novo recorde histórico e passou a ser negociado acima de 63 mil dólares. A alta fez a...
Imagem: Freepick

Dinheiro com data de vencimento e dívidas excessivas. Bitcoin resolve isso!

Estudos estimam que a dívida global representa 355% do PIB mundial, ou seja, o boleto do cartão de crédito mundial é de aproximadamente 284...

Yuan Digital terá data de validade

Já está claro que muitos países ao redor do mundo visam criar e implementar uma moeda digital controlada pelo banco central. O Brasil já...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias