Bitcoin cai abaixo de US$ 20 mil e crash das criptomoedas se intensifica

O valor de mercado global de criptomoedas está ligeiramente acima de US$ 820 bilhões, abaixo dos US$ 3 trilhões de novembro de 2021.

Moeda de Bitcoin quebrando após queda
Moeda de Bitcoin quebrando após queda

Enquanto o mercado de criptomoedas continua em queda, o Bitcoin, a principal criptomoeda do mundo, caiu abaixo de US$ 20 mil pela primeira vez desde dezembro de 2020.

O Bitcoin caiu por 12 dias consecutivos neste mês de junho. A moeda digital caiu 12%, para US$ 18.700 neste sábado (18), depois de lutar para atingir US$ 22.000 nas últimas 24 horas.

O Ethereum, a segunda maior criptomoeda do mundo, caiu abaixo de US$ 1.000, chegando a US$ 977, uma perda de 11% em 24 horas. Esse é o menor preço da moeda digital desde janeiro de 2021.

Criptomoedas em queda

Os investidores de criptomoedas estão enfrentando aumentos significativos nas taxas de juros do Banco Central dos Estados Unidos (Fed) e uma crise de liquidez cada vez maior que colocou os principais players do mercado em dificuldades financeiras.

Na quarta-feira o Fed elevou as taxas de juros em 0.75, o maior aumento desde 1994. Isso levou a um recuo de ativos de risco de todos os tipos, incluindo ações e criptomoedas.

O mercado de criptomoedas entrou em queda no final do ano passado e não parou de cair desde então. O mercado atual está em uma fração de suas alturas no final de 2021, quando o bitcoin foi negociado perto de US$ 69.000.

O valor de mercado global de criptomoedas está ligeiramente acima de US$ 820 bilhões, abaixo dos US$ 3 trilhões de novembro de 2021.

O incidente mais devastador até agora é o colapso da blockchain Terra no mês passado e a recente decisão do credor de criptomoedas Celsius Network Ltd. de interromper saques.

A stablecoin do Terraform Lab, UST, perdeu seu lastro de US$ 1, resultando no colapso da Terra LUNA, deixando os investidores com mais de US$ 60 bilhões em perdas.

Esta semana, o credor de criptomoedas de US$ 3 bilhões, Celsius, interrompeu saques, bloqueando os usuários de seus fundos e levantando temores de que possa enfrentar insolvência.

A Three Arrows Capital, está no meio de sua própria crise de liquidez. O fundo de hedge de criptomoedas de US$ 10 bilhões está à beira da insolvência depois que a queda nos mercados de criptomoedas reduziu o valor de suas participações.

A 3AC era uma investidora na Terra e fez apostas alavancadas em vários tokens, incluindo bitcoin, ethereum e solana.

Até onde o bitcoin pode cair

Com a recente queda do preço do Bitcoin, surgiram várias especulações do mercado. Amadores e especialistas têm dado suas previsões sobre o que eles acreditam que acontecerá daqui para frente.

Embora a maioria tenha sido de baixa, a previsão de Mike McGlone, analista da Bloomberg, é bastante otimista. O analista despertou esperança no coração de alguns com sua previsão de que US$ 20.000 são os novos US$ 5.000 do bitcoin.

Ele foi ao Twitter para compartilhar sua previsão sobre o bitcoin. O pânico tomou conta dos investidores quando o ativo digital caiu para o nível de US$ 20.000, ficando um pouco acima dele. Enquanto muitos acreditam que isso foi um sinal para uma nova tendência de baixa, alguns disseram que pode ser, na verdade, o fundo do ativo.

Em seu tweet, o analista da Bloomberg aponta que os primeiros dias de adoção em contraste com a diminuição da oferta de bitcoin podem prevalecer.

Este argumento não é de forma alguma novo. A oferta limitada de bitcoin tem sido uma de suas atrações para os investidores que acreditam que, no final, a escassez da criptomoeda será o que aumentará seu preço.

McGlone sugere que o bitcoin está se aproximando de níveis “muito frios” e, como tal, US$ 20.000 podem muito bem ser os novos US$ 5.000.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Livecoins
Livecoins é um portal de blockchain e criptoeconomia focado em notícias, artigos, análises, dicas e tutoriais.

Últimas notícias