Bitcoin Group quer comprar banco alemão

Banco alemão entra pela segunda vez na mira de uma empresa de criptomoedas.

O Bitcoin Group, uma holding de empresas que prestam serviços no mercado bitcoin e de criptomoedas, anunciou o interesse na compra de um disputado banco alemão nesta sexta-feira (21).

Em janeiro de 2022, a BXM Operations AG, empresa fundada pelos diretores da BitMEX, estava pronta para comprar o banco alemão Bankhaus von der Heydt, um movimento ousado que chamou atenção do mercado mundial.

Entretanto, no mês seguinte, os empresários Arthur Hayes e Benjamin Delo se declaravam culpados em processo ligado à lavagem de dinheiro.

Com isso, embora uma nota afirmasse que o negócio estava apenas aguardando a aprovação dos órgãos reguladores para ser fechada, a compra de tal banco pela BitMEX acabou não sendo finalizada.

Essa indefinição abriu espaço para que nesta sexta, a empresa alemã Bitcoin Group publicasse em seu site que está “em negociações de aquisição com vários alvos potenciais”. Como destaque, aponta que o Bankhaus von der Heydt, também alemão, está no radar da empresa.

“Atualmente, todas as atividades potenciais de aquisição estão em processo de revisão contínua, onde várias questões legais, regulatórias e financeiras ainda precisam ser avaliadas”, declarou o Bitcoin Group.

O Bitcoin Group SE detém 100% das ações do futurum bank AG, que opera uma plataforma de negociação de moedas digitais no Bitcoin.de, além de serviços de títulos clássicos, e 50% das ações da Sineus Financial Services GmbH, um provedor de serviços financeiros supervisionado por BaFin.

Setores tradicional e cripto estão cada vez mais interligados

Por um lado, diversos bancos tradicionais estão olhando para as criptomoedas com bons olhos. Afinal, o mundo está mudando e esses gigantes não apenas querem continuar com seus atuais clientes como também ganhar novos.

No Brasil, por exemplo, os bancos digitais estão liderando este movimento. Entretanto, até mesmo aqueles mais tradicionais querem entender e também explicar o que é o Bitcoin, nesta semana foi a vez do Banco do Brasil falar sobre Satoshi Nakamoto, criador do BTC.

Por outro lado, o interesse anterior da BitMEX e o atual do Bitcoin Group em comprar um banco fundado em 1754, há 268 anos, mostra que o caminho é de mão dupla. Ou seja, assim como bancos enxergam oportunidades nas criptomoedas, startups também acreditam que podem se beneficiar com sistemas mais antigos, porém sólidos.

Segundo informações da Bloomberg, os valores envolvidos em tal compra estariam na faixa dos 20 milhões de euros (R$ 100 milhões), uma cifra que não assusta nenhuma das grandes empresas desta indústria.

Por fim, também é lembrado que o Bankhaus von der Heydt já oferece serviços relacionados a criptos há algum tempo. Segundo informações, essa seria uma estratégia para reverter suas perdas nos anos anteriores, mas acabou não dando muito certo devido ao custo da implementação de tal sistema, causando ainda mais prejuízo ao banco alemão.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Siga o Livecoins no Google News.

Curta no Facebook, TwitterInstagram.

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Henrique HK
Henrique HKhttps://github.com/sabotag3x
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias

Bitcoin 2024

Últimas notícias