Bitcoin “morreu” 42 vezes em 2021

Mas passa bem.

Siga no

Em 2021, o bitcoin foi declarado morto 42 vezes. Mas ao contrário do que as manchetes afirmam, fica cada vez mais improvável que aconteça. Este ano foi possível perceber um aumento de interesse em criptomoedas na mídia mainstream, já que as notícias sobre o fim da moeda digital foram três vezes mais do que durante todo o ano passado.

O fim do Bitcoin é um tópico atraente para portais de notícias populares, muitos dos quais nem mesmo falam sobre criptomoedas diariamente. Segundo o site 99bitcoins, só neste ano, tal situação já ocorreu 42 vezes. Isso é 200% a mais que no ano passado.

O número de vezes que o Bitcoin foi declarado morto em 2021 é particularmente interessante, pois é três vezes mais do que o número de vezes que o Bitcoin foi declarado morto em 2020, que totalizou 14 vezes.

Bitcoin morreu 2021
Bitcoin morreu 2021

Mortes em 2021

A morte mais recente do Bitcoin foi registrada em 14 de dezembro de 2021, com o preço da criptomoeda em cerca de US$ 46.600. A afirmação foi feita pelo vice-presidente do Banco da Inglaterra, Sir Jon Cunliffe.

“Seu preço pode variar consideravelmente e o bitcoin pode cair para zero.” ele disse.

Outro funcionário do Banco da Inglaterra ecoou seu pessimismo, afirmando que o Bitcoin pode se tornar “sem valor” e que qualquer pessoa que investir na criptomoeda deve estar preparada para perder tudo.

O professor de política internacional da Universidade Cornell, Eswar Prasad, especulou que a existência do Bitcoin pode não ser sustentável por muito tempo.

A falta de eficiência e a incapacidade de permitir o câmbio como forma de pagamento, segundo Prasad, podem fazer com que a criptomoeda desapareça em breve.

Bitcoin morreu, mas passa bem

O número total de vezes que o bitcoin foi declarado morto, de acordo com o site, é de… 435. Antes de qualquer informação deste tipo ser incluída na contagem, ela é verificada com cuidado. Uma “morte” do Bitcoin deve atender a vários requisitos, os mais importantes dos quais são:

  • Determinar inequivocamente (tanto no título quanto no corpo da mensagem) que o Bitcoin não tem valor ou logo o perderá;
  • A morte do bitcoin precisa ser postada por uma pessoa popular ou estar em um site muito conhecido.

Uma coisa é certa: nos próximos anos, a mídia anunciará repetidamente a morte da criptomoeda e, enquanto isso, investidores experientes aproveitarão a oportunidade, como recentemente provado novamente pelo terceiro maior endereço de bitcoin que continua acumulando a moeda digital em momentos de queda.

Apesar do número de mortes do Bitcoin em 2021, o retorno sobre o investimento (ROI) do Bitcoin em relação ao dólar é de 59,75% no acumulado do ano (YTD).

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Livecoins
Livecoins é um portal de blockchain e criptoeconomia focado em notícias, artigos, análises, dicas e tutoriais.
Robert Kiyosaki

Robert Kiyosaki diz que crash do Bitcoin é uma “excelente notícia” – “Hora de...

Não é segredo para ninguém que o mercado de criptomoedas está em um período bem complicado, com uma correção que começou na virada do...
XP Investimentos e gráficos ao fundo

XP Investimentos lança fundo focado em metaverso

A XP Investimentos e a corretora Rico anunciaram nesta segunda-feira (24) um fundo focado no metaverso, que estará disponível para seus clientes. A XP...

Nova ameaça ao Ethereum? Fantom ultrapassa Solana, BSC e Avalanche

Com o setor DeFi ainda sendo um ponto importante para o mercado de criptomoedas e diferentes ecossistemas, uma rede está se destacando em relação...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias