“Bitcoin morreu”, diz Peter Schiff, economista que previu a crise de 2008

Segundo Schiff, o Bitcoin valorizou 'apenas' 2% desde abril, enquanto a prata teve um ganho de 21% no mesmo período. Para o economista, o desempenho inferior do Bitcoin é um indicativo de sua morte.

Peter Schiff, economista conhecido por prever a crise financeira de 2008 e defensor ferrenho do ouro, declarou o Bitcoin como uma “criptomoeda morta”, apesar de a moeda digital estar sendo negociada acima de US$ 67.000.

Conhecido como um dos maiores críticos do Bitcoin e por suas opiniões pessimistas sobre o mercado de criptomoedas, Schiff argumentou que o Bitcoin está prestes a atingir seu ápice e cair, desta vez comparando a criptomoeda não ao ouro, mas à prata.

Segundo Schiff, o Bitcoin valorizou ‘apenas’ 2% desde abril, enquanto a prata teve um ganho de 21% no mesmo período. Para o economista, o desempenho inferior do Bitcoin é um indicativo de sua morte.

“Bitcoin morreu”

Schiff afirmou que o valor de mercado da prata atualmente é de US$ 1,83 trilhão, superando o do Bitcoin, que está em US$ 1,31 trilhão. Para alcançar a prata, o Bitcoin precisaria subir cerca de 40%, atingindo aproximadamente US$ 93.000.

Ouro subiu mais de 1% hoje, atingindo um novo recorde. A prata subiu quase 4%.  Bitcoin por outro lado, caiu quase 6%. A prata é o novo Bitcoin. É o Bitcoin 2.0.”, disse ele.

Nos comentários em sua postagem no Twitter/X, investidores em Bitcoin rebateram as declarações de Schiff, acusando o economista de usar seletivamente dados de curto prazo para sustentar suas críticas.

Eles apontaram que o Bitcoin subiu quase 60% no acumulado do ano, enquanto a prata teve um desempenho mais modesto, com um aumento de 14,46% no mesmo período.

Em outra postagem, Schiff se disse preocupado com a forma como o Bitcoin é frequentemente posicionado como o equivalente digital do ouro.

Ele afirmou que seus comentários negativos têm o objetivo de corrigir o que considera um equívoco e evitar que potenciais investidores cometam um grave erro ao investir na criptomoeda. Schiff prometeu que, se os entusiastas do Bitcoin pararem de compará-lo ao ouro, ele deixará de criticá-lo publicamente.

Cansei de ouvir pessoas dizendo que só sou contra Bitcoin para gerar engajamento nas redes sociais. Isso é ridículo. Se meu objetivo fosse maximizar o engajamento, eu seria a favor do Bitcoin. Mas não estou disposto a sacrificar minha integridade apenas para atrair seguidores ou aumentar o engajamento.”

Em abril, Schiff criticou a blockchain do Bitcoin por sua lentidão e altos custos de transação, sugerindo que o ouro deveria ser tokenizado como uma alternativa mais viável.

Antes disso, ele também havia alertado os investidores sobre os perigos dos fundos negociados em bolsa (ETFs) vinculados ao Bitcoin.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de criptomoedas do mercado ganhe até 100 USDT em cashback. Cadastre-se

Siga o Livecoins no Google News.

Curta no Facebook, TwitterInstagram.

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Vinicius Golveia
Vinicius Golveia
Formado em sistema da informação pela PUC-RJ e Pós-graduado em Jornalismo Digital. Conhece o Bitcoin desde 2014, atuando como desenvolvedor de blockchain em diversas empresas. Atualmente escreve para o Livecoins sobre assuntos de criptomoedas. Gosta de cultura POP / Geek. Se não estiver escrevendo notícias relevantes, provavelmente está assistindo alguma série.

Últimas notícias

Últimas notícias