Bitcoin morreu, mas passa bem

Críticos atacam a tecnologia!

Siga no
Bitcoin faleceu (morreu)
Bitcoin

A tecnologia do Bitcoin (BTC) é acompanhada de perto por vários indicadores, para o bem ou para o mal. Um deles aponta todas às vezes que a moeda morreu, chamado de Bitcoin Obituaries.

Novo recorde no Bitcoin Obituaries em 2019, moeda digital morreu?

O Bitcoin é uma moeda digital que nasceu em 2008, com o primeiro bloco minerado em 2009. Ou seja, desde seu lançamento, já faz dez anos que a tecnologia está em pleno funcionamento.

De lá para cá, o Bitcoin já foi considerado morto mais que 370 vezes. Na primeira vez que foi declarado morto, em 2010, um texto informava que o Bitcoin não poderia ser uma moeda. Na época, de acordo com o 99Bitcoins, cada BTC custava apenas U$ 0,23 centavos por unidade.

Em 2019, o 99Bitcoins continua o trabalho de reunir as mortes no Bitcoin Obituaries. Contudo, um novo dado chama atenção: 2019 é o terceiro ano em que o Bitcoin mais morreu. Sim, apenas neste ano o Bitcoin já morreu 40 vezes, sendo o terceiro maior ano de sua história em número de mortes.

A última morte registrada foi em 21 de novembro de 2019, com a fala de um funcionário do tesouro dos EUA de que o “Bitcoin está morrendo“. Com essa, o Bitcoin ultrapassou a marca de 39 mortes registradas em 2015.

Bitcoin Morreu

Quais os anos em que o BTC mais faleceu?

O ano em que o Bitcoin mais morreu coincide com sua maior valorização de todos os tempos. Em 2017, o BTC passou por um extremo reconhecimento da população mundial, que se converteu em alta de preços. Neste ano, o Bitcoin começou janeiro valendo cerca de U$ 1 mil, chegando a U$ 20 mil em dezembro. Entretanto, tal movimento de ascensão chamou atenção dos pessimistas, que afirmaram 124 vezes que a moeda estava morta.

Além disso, em 2018, após a imensa alta de preços, o Bitcoin desvalorizou de forma absurda. A moeda que havia sido cotada a U$ 20 mil em 2017, chegou a valer U$ 3 mil em 2018. Com isso, mais 93 afirmações de morte ao Bitcoin foram realizadas naquele ano.

Isso indica que, na medida em que o Bitcoin se tornou mais popular, também conheceu mais criticos. Com o preço da criptomoeda em queda nos últimos dias, o fato tem sido a principal motivação para os principais ataques.

Contudo, cabe o destaque que a tecnologia tem sido aprimorada pelo Bitcoin Core. Ou seja, a maior parte das “mortes do Bitcoin” ainda não aconteceram de fato. O website 99Bitcoins registra os óbitos da moeda digital desde o seu início, sendo considerado a referência de obituário do Bitcoin.

Leia mais sobre:
Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Polícia faz operação contra fraude de criptomoedas

Polícia Civil prende pai que expôs filha no FaceCast

Um morador de uma cidade do interior de Minas Gerais teria utilizado o aplicativo FaceCast para cometer um crime contra sua própria filha. Denunciado...

Bilionário em Bitcoin vai concorrer ao governo da Califórnia

Um dos primeiros investidores em Bitcoin e CEO da empresa de capital de risco Social Capital, Chamath Palihapitiya, está concorrendo à governador da Califórnia....

Coluna do TradingView: Sentimento do mercado continua altista

Mesmo com Ethereum rompendo novos topos, as outras moedas não tem acompanhado o movimento e tem caído junto com o Bitcoin. Confira o olhar...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias

Bilionário em Bitcoin vai concorrer ao governo da Califórnia

Um dos primeiros investidores em Bitcoin e CEO da empresa de capital de risco Social Capital, Chamath Palihapitiya, está concorrendo à governador da Califórnia....

Coluna do TradingView: Sentimento do mercado continua altista

Mesmo com Ethereum rompendo novos topos, as outras moedas não tem acompanhado o movimento e tem caído junto com o Bitcoin. Confira o olhar...

Artigo da revista Time: “não demonizem o Bitcoin”

Conforme as criptomoedas vão ficando cada vez mais famosas, os críticos passam a apontar qualidades como defeitos. Assim, tem aumentado a propagação de uma...

Como as escolhas de Biden vão impactar as criptomoedas

O indicado para assumir a presidência da SEC, o órgão regulamentador e de controle dos mercados financeiros dos Estados Unidos, foi aprovado ontem pelo...

Gamestop (GME) sobe 145% em 2 horas, por quê?

Uma empresa com prejuízo acumulado de US$ 1,6 bilhão nos últimos 3 anos. Para piorar, atua principalmente em lojas físicas de videogames, um mercado...