Bitcoin pode não voltar em 2019, acreditam analistas chineses

A tendência de queda ainda se faz presente, mas pode reverter aos poucos!

Siga no

O ano de 2017 para o mercado cripto foi surreal, muitos ganharam dinheiro fácil até quando não sabiam realizar trades, mais em compensação 2018 ainda deixa um gosto amargo na boca dos investidores.

É claro que como moeda, o Bitcoin teve um ano de 2018 memorável que merecia grande destaque pela capacidade da rede ter melhorado bastante, da tecnologia e também da infraestrutura do mercado cripto ter amadurecido.

Já para quem considera o BTC um ativo digital, como uma ação de uma empresa (coisa que não é), o ano foi péssimo ao ponto de analistas chineses dizerem que não acreditam que em 2019 virá uma recuperação para o mercado.

Em meio a uma discussão no Beijing News, um canal de notícias local, os analistas acreditam que a correção de preços em 2018 foi normal devido ao enorme valor dos preços em 2017. A correção fez com que o mercado voltasse a racionalidade, de acordo com os analistas.

Em 2019 o mercado pode se recuperar sim, e se sair melhor do que em 2018 no quesito dos preços, mas dificilmente será em uma faixa de preços como foi em 2017, disseram ainda os analistas da China. Isso poderia mostrar que os novos investidores, ou mesmo antigos, podem estar mais cautelosos com os preços de mercado.

O analista Sun Hang disse ao Beijing News que “o Bitcoin conseguirá atrair cada vez mais fãs da moeda descentralizada, e o preço aumentará gradativamente, mas aos poucos e com cautela”.

Outro dos analistas entrevistados, Huang Liang, disse que o mercado das criptomoedas é pequeno, e por isso tem muito espaço para crescimento. O mesmo disse ainda que, se um mercado de touro (alta) acontecer novamente, os investidores irão ter grandes retornos.

Outro ponto analisado pela cobertura realizada é em relação ao halving de 2020, quando a produção de Bitcoin por bloco minerado cai pela metade, e que muitos da comunidade cripto mundial acreditam que pode fazer com que os preços subam com este fato. Os analistas chineses acreditam que isso possui força, mas que não há resultados óbvios e poderia impactar mais pela segunda metade de 2019 do que na primeira.

Se o mercado cripto estiver com uma mentalidade de longo prazo, ou mirar no halving do próximo ano, a tendência é de que os preços subam e 2019 seja uma boa oportunidade de compra, mas o investidor deve seguir com cautela e fazer um bom gerenciamento de risco, investindo apenas após estudar bastante por conta própria essa nova tecnologia.

No momento da escrita deste, o Bitcoin estava cotado a cerca de R$ 14.500 por unidade, com mais de 51% de dominância de mercado.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Glaidson dos Santos, líder da Gas Consultoria Bitcoin em Cabo Frio

Empresa do “Faraó dos Bitcoins” nega liberação de saques na próxima semana

A GAS Consultoria Bitcoin, empresa do "Faraó dos Bitcoins", Glaidson Acácio dos Santos, nega que vá liberar os saques aos clientes nesta próxima semana. Isso...
Bitcoin em alta. Imagem: ShutterStock

Bitcoin flerta com novo recorde de preço

O Bitcoin atingiu um novo recorde de mais de 62 mil dólares na semana passada, e o sentimento de alta continua aumentando enquanto os...

A Euforia já toma conta do mercado? Sinais na rede Bitcoin dizem ainda não

pesar da Extrema Ganância indicada pelo index medo/ganância, análise em cadeia ainda mostra sinais positivos de acumulação. Historicamente nas altas de preço parabólica nos mercados...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias