Bitcoin, o sistema de liquidação final

O Bitcoin torna obsoleta a camada do dinheiro fiduciário e faz prosperar a internet do valor, ele não veio para substituir nada, mas sim tornar obsoleto o que não funciona. Crescer e construir junto com o Bitcoin é muito mais produtivo que tentar competir com ele.

Siga no

O protocolo Bitcoin vem se mostrando bastante resiliente e seu efeito de rede vem expandindo cada vez mais, contagiando, ganhando corações e mentes de diversos entusiastas pelo mundo, até mesmo o setor institucional vem se rendendo ao Bitcoin; assim o Bitcoin vem gradualmente assumindo um papel importante na economia global.

Mas para que este tão robusto protocolo continue a avançar e suportar uma gama de funcionalidades, utilidades e demanda por parte dos usuários ele precisa ser construído em camadas, assim sendo a 1ª camada servindo como protocolo base mantendo características como descentralização, segurança e imutabilidade; e outras camadas como 2ª (Lighning Network, ION Network e Omni), sidechains (RSK e Liquid Network) e outros futuros lançamentos como Drivechains; Contratos inteligentes RGB, desbloqueiam outros potenciais beneficiando-se da camada base.

O consenso na comunidade Bitcoin (o dinheiro digital escasso e resistente à censura) é que ele evolua em camadas buscando o status de uma moeda de reserva de valor mundial ao final de sua trajetória.

O usuário do twitter Mises Capital fez uma theread bem interessante sobre o “Padrão Bitcoin”, como o dinheiro deve ser, “função essa que foi suprida por diferentes objetivos em diferentes civilizações” como explicado na theread.

Há também um vídeo muito interessante sobre o tema, uma palestra de Fernando Ulrich, intitulada “Bitcoin, o ativo final”.

O Bitcoin é o projeto mais ambicioso que está sendo construído hoje, garantir os direitos de propriedade e o futuro financeiro/monetário é o objetivo.

Para quem quer entender de forma mais econômica

O conceito do dinheiro em camadas não é novo na história monetária, como demonstra Nik Bhatia em seu artigo “The Bitcoin Second Layer” em que ele faz a analogia com o ouro que também passou por este processo de construção em camadas.

Como um dinheiro que por milênios devido às suas propriedades químicas únicas e seu efeito de rede global o ouro não serviu apenas como dinheiro mas ele é um exemplo perfeito de como um sistema monetário em camadas evolui:

  • A 1ª camada do ouro é o ouro físico em sua forma bruta após extração na forma de pepitas de ouro, está camada base possui apenas uma regra de consenso para que seja legitimo, apresentar a numeração atômica 79º da tabela periódica caso contrário não é o “metal amarelo brilhante”;
  • A 2ª camada é o ouro puro em sua forma derretida e moldada em barras e moedas seguindo o protocolo de pureza, peso e medidas;
  • A 3ª camada são os certificados de ouro, que são créditos emitidos por bancos que aceitaram ouro como depósito, esses certificados podem atuar como dinheiro, mas estão exposto ao risco da contraparte do emissor;
  • A 4ª camada são os certificados lastreados por certificados de ouro emitidos por bancos onde um provedor de liquidez pode emitir esses certificados mas tudo isso em meio processo de confiança entre as partes.

Para quem quer entender de forma mais tecnológica

O TCP/IP ou Ethernet (como alguns preferem dizer que ele vem abaixo do TCP/IP como protocolo base e que outros protocolos de transferência de dados foram construídos sobre ele.); a camada base da nossa infraestrutura de internet atual faz apenas uma coisa e todo o resto é construído em cima dela.

As “camadas base simples” permitem a construção de complexidades em patamares acima.

“Faça uma coisa e faça bem” conhecido pelo acrônimo DOTADIW- Filosofia Unix (Originado por Ken Thompson)

Obs.: Unix, mais conhecido como o pai de todos os sistemas operacionais. Seus criadores desenvolveram um conjunto de normais culturais e sua filosofia trouxe abordagens para desenvolvimento de software modular e minimalista onde se incentiva a construção de código simples, curto, claro, modular e extensível que pode ser facilmente mantido e adaptado por outros desenvolvedores; e se tornaram tão importantes e influentes quanto a tecnologia Unix.

Além de seguir as “normais culturais e a filosofia Unix” o protocolo Bitcoin é algo que está na mesma categoria das camadas bases e ele foi projetado para servir apenas como uma aplicação: — ser um dinheiro soberano (imune a expropriações, tributações e controles de capitais), sua base é o que permite todas as inimagináveis “engenhocas” em camadas superiores (aplicativos descentralizados e expandir as funções de contratos inteligentes).

Money Over Internet Protocol

Image from Pantera Capital
Image from Pantera Capital

O Bitcoin segue a lei de Gall (Gall’s Law)

O Bitcoin é muito simples. Ele minimiza o número de variáveis dinâmicas. Sistemas complexos são muito difíceis de projetar do zero. Sistemas complexos como projetos “blockchains” que querem a todo custo escalar na camada base e diversos protocolos “DeFis” tendem a falhar por não respeitar a lei de Gall.

Criar um sistema complexo do zero é uma tarefa difícil, muitas coisas podem dar errado. Obviamente coisas simples podem ser complexas de se projetarem por isso deixar de lado as coisas inúteis pode-se dar o foco na simplicidade tornando uma “obra prima” o sistema.

Trilema do blockchain ou mais conhecido como Trilema da escalabilidade

blockchain trilemma
blockchain trilemma

Fazendo uma brincadeira com o princípio metafisico da “impenetrabilidade da matéria” que diz que: “dois corpos não ocupam o mesmo lugar no espaço e ao mesmo tempo”.  Trazendo esse princípio para entender o trilema do blockchain eu diria que: — três “corpos”(qualidade) não ocupam o mesmo lugar no espaço (condição) e ao mesmo tempo.

Numa rede monetária, o trilema: segurança, descentralização e velocidade podem-se dizer que é impossível maximizar todos os três ao mesmo tempo numa só camada. Ou seja, não tem como um blockchain obter todos os 3 atributos podendo assim então optar por no máximo 2 qualidades.

Por design foi priorizado a segurança e a descentralização no Bitcoin para que a rede seja a prova de censura, imutável e demais intervenções. Para viabilizar os três atributos outros protocolos precisam ser construídos em cima da base (seguro e descentralizado).

Somente assim os 3 atributos são alcançados através de camadas onde cada uma irá priorizar algum ou alguns atributos. Logo a rede Bitcoin é uma camada de liquidação perfeita numa harmonia sem igual… Muitos projetos de altcoins (que até mesmo poderiam ter sido criados por cima do Bitcoin) não entendem essas implicações básicas, mesmo com exemplos concretos como é o caso da infraestrutura de Internet (baseada inteiramente em camadas) ou o sistema financeiro/monetário.

A camada base do Bitcoin

O protocolo Bitcoin ao longo dos anos foi sendo atualizado e aprimorado desde a sua “infância”, ocorreram alguns problemas críticos e tudo isso ajudou a fortalecer a segurança e a usabilidade da rede tornando seu tempo de atividade e capacidade implacável de evitar problemas; toda a essência da rede é mantida.

Acompanhe a “Serie bugs do Bitcoin” do canal Safersr apresentado por Peter Turguniev, para entender a historia dos problemas do Bitcoin e como o a rede tem a capacidade de atrair as maiores mentes do mundo da programação para manter tudo isso “de pé”.

Como bem explicado pelo desenvolvedor Narcelio Filho (no twitter) sobre o processo de mudanças que descaracterizam a proposta do Bitcoin, ele disse que:

“Absolutamente ninguém tem poder de decisão sobre nada no Bitcoin. Simplesmente não tem como desfazer nenhuma regra que o Satoshi criou em 2009. Já as altcoins, essas têm donos com poder de mudar qualquer regra a qualquer momento.”

– NArcelio Filho

E nem mesmo os repositórios do código do Bitcoin podem alterar essas regras como bem continua a explicação do Narcelio:

“AÍ DEPENDE, CADA REPOSITÓRIO TEM UM DONO. MAS LÁ FICAM SÓ OS CÓDIGOS FONTE. OS PROGRAMAS PODEM SER DISTRIBUÍDOS EM OUTROS LUGARES. O QUE IMPORTA É QUE EU SOU DONO DO COMPUTADOR ONDE ESTÁ O MEU NODO; NINGUÉM MAIS TEM ACESSO. E EXISTEM DEZENAS OU CENTENAS DE NODOS POR AÍ.”

– NARCELIO FILHO

Algumas das críticas mais sem sentido promovidas por “histéricos concertadores de Bitcoin”, “shitcoiners”, “altcoiners” e “nocoiners”, é afirmar que a velocidade da rede é lenta e com isso caracterizam como uma falha, mas não entendem que o processo de confirmação deve ser lento por motivos de segurança, a proposta de valor do bitcoin é ser um dinheiro escasso e resistente à censura e não uma solução de pagamento rápida.

“O hashrate e a camada de base simples do Bitcoin fornecem mais garantias como forma de armazenar ou transmitir valor do que qualquer outro blockchain.”

– Alden (@LynAldenContact) na TheBWord conference

A camada base do Bitcoin é uma camada de liquidação final. A atividade de mineração para encontrar blocos válidos vem aumentando com o tempo, o que aumenta a segurança e imutabilidade da rede além do processo de ajuste de dificuldade que garante a boa competição entre os mineradores. E você pode verificar tudo isso com seu próprio full node direto de sua casa.

“O modelo de segurança multicamadas do Bitcoin resulta em uma política monetária confiável que é executada por algoritmo em vez de decisão humana.”

– @LynAldenContact no evento da TheBWord

 

A liquidação final do ouro físico também é um processo lento, caro, logística e verificação de pureza complicada, tudo isso ocorre para a manutenção da integridade histórica e necessária para haver uma liquidação final.

A centralização e a vulnerabilidade que dê margem para ataques são sempre grandes motivos de preocupações na comunidade bitcoiner. Com isso a manutenção da camada base de liquidação final precisa se manter segura e confiável e o desenvolvimento de camadas superiores possam ocorrer de forma mais maleável possível.

Em resumo cada camada utiliza a camada abaixo dela para consenso e segurança assim a camada base são para liquidação final, enquanto as camadas acima são para facilitar a atividade econômica.

O dinheiro sempre verá uma expansão em várias camadas à medida que evolui, e cada camada tem seus custos e benefícios e cada uma delas tem suas funções. Em algumas camadas haverá o risco da contraparte, mas terá a facilidade para transações.

Outro importante ensinamento do “mestre silencioso”, Nick Szabo, é que o segredo do sucesso do Bitcoin não está necessariamente relacionado a seu consumo prolífico de recursos ou à escalabilidade computacional, mas requer algo ainda mais valioso: a escalabilidade social (social scalabity) em seu design, através da segurança.

Escalabilidade social é a habilidade que uma instituição tem de alcançar um número maior de participantes em um esforço comum. Exemplos de instituições socialmente escaláveis (que reduzem custos de transação e conflitos entre usuários) são linguagem, lei e religião.

As camadas acima do protocolo Bitcoin não são uma gambiarra

Já se foi discutido isso nos primórdios do Bitcoin (já é questão superada, assim o como diversos outros protocolos de 2°/ 3° camada e Sidechains construídos a cima do protocolo base.

O que o Bitcoin não é… E qual a sua proposta de valor

O Bitcoin tem várias propriedades que lhe dão utilidade (e, portanto, valor), como:  sem necessidade de um terceiro de confiança (não desprovido de confiança), sem permissão, transparência, imutabilidade e imune a atrapalhadas de políticos… Ótimo artigo que detalha mais sobre: Bitcoin: The Trust Anchor in a Sea of Blockchains

Repito… O Bitcoin é imune a diluição, controle de capitais, jurisdições, expropriações e a censura.

O protocolo Bitcoin não é uma rede de pagamentos, mas sim uma camada de liquidação final de alta segurança, distribuída e descentralizada. Isso quer dizer que os usuários podem confiar que as transferências de valor ali são imutáveis. Transações de bilhões de dólares podem ser facilmente liquidadas sem incidentes como acontece todos os dias. Você não pode fazer isso com a Visa, devido ser uma rede de pagamentos que depende da infraestrutura financeira, ao contrário do Bitcoin que é uma infraestrutura financeira e uma rede monetária completa.

Por tanto para melhor compreensão, a rede Bitcoin é uma camada de liquidação de alta utilidade e integridade, semelhante ao FedWire (camada de liquidação final em tempo real do Federal Reserve (FED) onde bancos comerciais fazem transferências internas. No Brasil este sistema se chama Sistema de Transferência de Reservas (STR) do Banco Central do Brasil (BCB). Mas no caso da rede Bitcoin ela é muito mais resistente por sua característica descentralizada e garantia de imutabilidade.

O Bitcoin é uma camada base monetária/financeira onde redes de pagamentos podem ser construídas. Redes essas que permitem transações fora da cadeia principal (camada base), soluções como: Lightning Network, Sidechains (Liquid Network e RSK Rootstock), e blockchains separadas como o projeto Stacks (Uma blockchain que depende da segurança do Bitcoin e uma plataforma separada focada em contratos inteligentes).

Algumas dessas soluções dependem em algum grau de um modelo de confiança (reputação) e garantias de liquidação em troca fornecendo escalabilidade e criação de novas funções transacionais.

As transações de BTCs, portanto, podem ser liquidadas em milhares ou até milhões de transações fora da cadeia em qualquer uma das redes construídas em cima da camada base, onde Exchanges, usuários e custodiantes podem se beneficiar de todas essas facilidades.

O ecossistema de funcionamento Bitcoin em comparação aos sistemas atuais: As transações de BTC dependem apenas de BTC, onde há uma unidade monetária (token bitcoin) onde a circulação das transações percorre por meio do protocolo Bitcoin altamente transparente, acessível e seguro por design do sistema. Isso deixa os detratores loucos por não poderem controlar este fenômeno matemático.

“A camada de base do Bitcoin não pode, por boas razões, ser dimensionada para uma rede de pagamentos global, nem deveria. O modelo em camadas imitando a forma como os sistemas de pagamentos tradicionais funcionam é o modelo pelo qual a comunidade optou sabiamente. O Bitcoin tem uma restrição fundamental em termos de espaço disponível em bloco. Tentar transacionar altos volumes de dados na rede Bitcoin com blocos maiores apenas será possível por indivíduos com grandes centros de dados que serão capazes de validar o blockchain. A confiabilidade do sistema se evapora nesse cenário.”

– Nic Carter

A camada base (layer 1) precisa ser a mais sólida e segura possível, já na camada 2 e demais aplicações não tem como ossificar por completo tornando difícil o seu uso. Todas as soluções de camadas acima do Bitcoin dependem em algum grau de reputação e garantias de liquidação em troca fornecendo escalabilidade e criação de novas funções transacionais. O bitcoin é o sistema financeiro e monetária de liquidação final, de confiança e imutável onde todas as camadas a cima dele é desenvolvida e potencializadas. As possibilidades de expandir em camadas é praticamente infinita, utilizando-se de toda segurança do protocolo base.

Em alguns casos um terceiro de confiança com alta reputação será necessário desde que haja uma transparência e auditabilidade, algo que não acontece no sistema legacy/fiat standard; neste caso são plataformas sabidamente centralizadas que utilizam o Bitcoin como parte fundamental de seus serviços.

Existem também algumas camadas acima da camada base também possuem características que não dependem de um terceiro confiável assim sendo redes sem permissões que se beneficiando da base.

“O Bitcoin está seguindo o caminho de um protocolo em vez de uma empresa, enquanto muitos outros blockchains acabam se parecendo com empresas, no sentido de que dependem muito de seus fundadores e equipes de desenvolvimento centralizadas.”

– @LynAldenContact no evento TheBWord

 

“MOSTRA isso aqui quando te perguntarem “QUAL É A DIFERENÇA entre o Bitcoin e o resto das moedas?”

– Paradigma Education

Gráfico: @MessariCrypto

Bitcoin foi projetado para apenas uma aplicação: dinheiro soberano!

O projeto Ethereum o segundo blockchain mais famoso da “indústria crypto”; o ecossistema deste projeto funciona com uma mentalidade do Silicon Valley: “Teste rápido quebre, tente de novo e de novo e de novo e segue o “baile” … Tentando acertar… Feito é melhor que perfeito” como bem explicado em um vídeo do Criptomaniacos sobre as diferenças entre como é o modo de desenvolvimento entre Ethereum e a Cardano. — Ambas são questionáveis, mas vale a explicação apresentada pelo Guilherme Rennó neste vídeo.

O Bitcoin não tem tempo para isso…. — Muito menos devaneios sem sentido promovidos por marqueteiros altcoiners… E foca muita em cada detalhe do projeto ao ponto de atualizações em seu protocolo serem extremamente difíceis de passar caso não tenha um amplo consenso da comunidade, como no casos das grandes atualizações (SegWit e Taproot) que demandaram anos de discussões até serem aprovadas, e por design é seu atributo a imutabilidade, pois há muita coisa em jogo e não pode se dar ao luxo de ter sua reputação duvidosa como um possível dinheiro digital global.

É difícil argumentar que um projeto é “descentralizado” quando pausa operações ou toma decisões centralizadas. O maior golpe na indústria crypto é o uso indiscriminado da palavra “descentralizado” como um termo de marketing, em vez de uma descrição precisa da arquitetura técnica.

O desenvolvimento do Bitcoin é conservador por não abrir margem para fantasias ingênuas sobre coisas que sabidamente não funcionam ou possuem uma prova de resistência no tempo.

“AS REGRAS DO BITCOIN SÃO EXTREMAMENTE DIFÍCEIS DE MUDAR. QUALQUER PESSOA PODE ACESSAR A REDE DIRETAMENTE, SEM UM TERCEIRO CONFIÁVEL. TER MAIS BITCOIN NÃO DÁ A VOCÊ MAIS CONTROLE SOBRE A REDE, ENTÃO TODOS OS PARTICIPANTES ESTÃO EM PÉ DE IGUALDADE. É POR ISSO QUE O BITCOIN TEM VALOR.”

– @ ODELL 

“Com Bitcoin, é possível obter uma participação acionária em toda a Internet of Value. Isso nunca foi possível com a Internet da Informação. Essa é uma das mudanças de paradigma complicado que os novos investidores precisam entender para entender a magnitude total do Bitcoin.”

-@Croesus_BTC

 

 

“BTC é a coisa mais conservadora desde, pelo menos, a rainha Victoria, se não Jesus Cristo.”

– Mircea Popescu

 

“O Bitcoin não é revolucionário, é conservador. — Vai trazer de volta a LEI que valeu por milhares de anos: a LEI natural e lógica do PNA.”

– Renato Amoeda (Twitter: @renatotrezoitao)

O Bitcoin já trouxe consigo a inovação e a bagagem de todos os outros projetos de dinheiro digital e descentralizado que falharam, como explica neste artigo (17 fatos que todo iniciante no Bitcoin precisa aprender) escrito pelo Breno Brito.

O Bitcoin torna obsoleta a camada do dinheiro fiduciário e faz prosperar a internet do valor, ele não veio para substituir nada, mas sim tornar obsoleto o que não funciona. Crescer e construir junto com o Bitcoin é muito mais produtivo que tentar competir com ele.

Seu protocolo é sem permissão, quem quiser construir com Bitcoin não é impedido e será livre para desfrutar de todo seu potencial. Nenhuma outra inovação na história contribuirá de forma mais significativa para a evolução do dinheiro e dos sistemas financeiros. Bitcoin layers está apenas começando.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Alan Schramm
UX Designer; bitcoinheiro; Coautor do livro "Bitcoin Red Pill - O Renascimento, Moral, Material e Tecnológico"; Interesses por: filosofia libertária, economia austríaca, cultura digital, tecnologia e inovação.
LNBTC

Usuário avisa empresas sobre falha em serviços de custódia da Lightning Network

Reckless Satoshi, um usuário do Reddit, fez uma postagem relatando que serviços de custódia que trabalham com a Lightning Network tinha um ponto de...
Ethereum. (Imagem: Adobe Stock)

Pânico? R$6,6 bilhões em Ethereum saíram das exchanges na semana passada, R$4,2 bi voltaram...

Na quarta-feira passada, dia 15 de setembro, cerca de 363.240 ETH foram sacados de exchanges centralizadas, ontem, no entanto, 258.050 ether voltaram para endereços...
Mulher em pânico vendo gráfico do Bitcoin em queda medo China SP500

Risco de calote na China leva índice do bitcoin de volta ao medo

Alguns índices que medem do desempenho dos mercados acabaram mostrando uma realidade interessante. Dois que podem ser destacados são o Índice de Medo e...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias