Bitcoin sobe R$ 8 mil em 48 horas e flerta com máxima histórica

O sentimento geral do mercado analisado nas mídias sociais é considerado o mais negativo dos últimos dois meses.

Siga no

Depois de enfrentar uma semana de queda e ser negociado abaixo de $ 18 mil, o Bitcoin ganhou força e valorizou $ 1.700  (4,56%) nas últimas 48 horas. No Brasil a moeda é negociada na faixa dos R$ 99 mil.

A alta do Bitcoin impulsionou também a maioria das altcoins, com várias acompanhado a alta, exceto a XRP, que está em queda, indo na contramão do mercado.

Nas últimas 24 horas o Bitcoin ultrapassou a barreira de $ 19.000. No momento que este texto é escrito, a moeda digital é negociada por $ 19.300,24.

Bitcoin 13 12 2020. Imagem: Mercado Bitcoin
Bitcoin 13 12 2020. Imagem: Mercado Bitcoin

Apesar da alta, analistas esperam que a situação pode se reverter em breve. O sentimento geral do mercado analisado nas mídias sociais é considerado o mais negativo dos últimos dois meses.

Uma analise da empresa Santiment afirma que as “vendas em pânico” (vendas de pessoas com medo de a moeda cair mais) foram “predominantes no mercado, isso aconteceu depois que o fluxo nas corretoras mostraram que as baleias (grandes detentores da moeda digital) transferiram seus fundos para várias exchanges para realizar lucros”.

Portanto, a empresa concluiu que o Bitcoin está sobreavaliado, ou seja, sendo negociado por um preço acima do valor real.

Traders estão esperando também um novo conjunto de regulamentações que poderão surgir em breve do Departamento do Tesouro dos EUA. Isso deve definir para onde o preço da moeda digital vai.

O CEO da Coinbase, Brian Armstrong, foi quem revelou os rumores das novas regras. Ele disse que os reguladores “exigiriam que corretoras verificassem o destinatário / proprietário das carteiras de Bitcoin, coletando informações de identificação do proprietário atual e do destinatário de qualquer transferência”, ou seja, vigilância extrema.

Isso, apesar de ser uma regulação pesada, pode ser bom para o Bitcoin no longo prazo, já que a moeda é resistente a censura. O problema, contudo, é que as moedas que estão em exchanges provavelmente serão desvalorizadas, já que estão sendo rastreadas. Uma solução seria o uso de mixers.

O CEO da Messari, Ryan Selkis também divulgou informações sobre a regulação. Ele disse que “infelizmente, teme o pior porque vivemos em um mundo autoritário, e nossas proteções da 4ª emenda já foram reduzidas a ponto de não existirem mais”.

Entretanto, o mercado está em um dilema, com vários especialistas dizendo que o mercado de criptomoedas precisa de regulação para prosperar mais e atingir o mundo todo de forma segura.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Livecoins
Livecoins é um portal de blockchain e criptoeconomia focado em notícias, artigos, análises, dicas e tutoriais.
Roberto von der Osten, da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT)

Bitcoin é inevitável, diz sindicalista da CUT

O sindicalista Secretário de Relações Internacionais da Confederação Nacional dos Trabalhadores no Sistema Financeiro (CONTRAF-CUT), Roberto von der Osten, disse em um programa de...

Axie Infinity não pagará mais jogadores iniciantes

Axie Infinity ainda é um dos grandes sucessos dos jogos blockchain, representando uma oportunidade para muitos conseguirem ganhar enquanto jogam. No entanto, novas mudanças...
Bitcoin e criptomoedas em ETF

NASDAQ indica que ETF de Bitcoin pode ter sido aprovado, preço dispara

Os investidores de Bitcoin tem aguardado ansiosamente por uma possível aprovação de um ETF de Bitcoin, o que poderia fazer o preço do ativo...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias