Bitcoin tem pior mês do ano e pior abril desde 2015

2021 desafia tendências históricas do Bitcoin.

Siga no

O Bitcoin deve ter o pior mês de abril desde 2015 e o pior mês deste ano. A maior criptomoeda do mundo alcançou um valor histórico de mais de US $ 64 mil no dia 14, no entanto, não conseguiu manter o impulso de alta e caiu abaixo de US $ 53 mil.

Nos últimos 30 dias o Bitcoin desvalorizou mais de 8%, a maior queda ocorrida em um mês de abril nos últimos 8 anos.

Curiosamente, março, que “historicamente” é um mês negativo para o Bitcoin por diversos fatores, foi um mês positivo este ano.

Como pode ser visto no gráfico abaixo, o desempenho do preço do Bitcoin em abril de 2021 contrasta fortemente com os meses anteriores, que fecharam todos em alta.

Desempenho Bitcoin por mês: Imagem: Bybt
Desempenho Bitcoin por mês: Imagem: Bybt

Pior mês do ano

A moeda digital teve um dos melhores primeiros trimestres desde 2013, com três meses positivos consecutivos, algo que também não acontecia desde 2015.

2021, portanto, parece desafiar as tendências históricas da criptomoeda.

A queda da moeda digital em meados de abril era inesperada pelos analistas, levando-se em consideração a tendência de alta dos últimos meses e a crescente adoção institucional pelo ativo.

Apesar de diversas notícias positivas sobre a criptomoeda, a perspectiva geral do mercado é que o Bitcoin termine o mês de abril no vermelho.

No momento em que este artigo é escrito, o Bitcoin é negociado por US $ 53.568, a apenas um dia para maio começar.

Vai cair mais?

O Bitcoin permanece abaixo da média móvel de 50 dias no gráfico diário, indicando uma clara desaceleração na alta.

Além do fato de a tendência de alta do Bitcoin estar desacelerando, um grande evento vai acontecer nesta sexta-feira (30): o vencimento dos contratos no mercado de derivativos.

Um total de US $ 4.6 bilhões em contratos de derivativos vão expirar nesta sexta, a maior parte na Deribit, maior corretora de derivativos de criptomoedas em volume e capitalização de mercado.

Durante as semanas anteriores, o vencimento dos contratos teve um impacto negativo no preço do Bitcoin, o que pode se repetir e, portanto, a moeda não deve se recuperar a ponto de fechar o mês positivamente.

Os contratos que vencem amanhã possuem preço máximo de US $ 54 mil, um valor muito próximo do preço atual, então o ativo digital pode se estabilizar nessa faixa de preço.

Mas tudo pode acontecer, claro.

“Opções e futuros são novos dados críticos para os traders. Embora o Bitcoin tenha valorizado mais de 103% no primeiro trimestre, vimos enormes quedas no final de cada mês”, disse a pesquisadora da Messari, Mira Christanto, em uma postagem no Twitter.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Livecoins
Livecoins
Livecoins é um portal de blockchain e criptoeconomia focado em notícias, artigos, análises, dicas e tutoriais.
Elon Musk. Imagem: Flickr

Elon Musk trabalha com desenvolvedores da Dogecoin desde 2019

Elon Musk revelou na noite desta quinta-feira (14) que começou trabalhar com desenvolvedores da criptomoeda Dogecoin para melhorar a eficiência das transações. O mundo...
Mindexcoin golpe

Criptomoeda Mindexcoin dá calote de R$ 20 milhões no mercado brasileiro

A criptomoeda Mindexcoin, que teve alguns líderes no Brasil, é um possível golpe internacional de pirâmide financeira, de acordo com uma ação coletiva. Segundo...

BC indiano manda bancos cortarem relações com corretoras de criptomoedas

O governo da Índia continua em uma campanha para tentar frear o uso de criptomoedas no país, seja através de regulamentações ou de "sugestões"...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias