Após afirmar que “clientes não têm interesse em Bitcoin”, BlackRock pode comprar Bitcoin

A maior gestora de ativos do mundo está prestes a comprar Bitcoin

Siga no
BlackRock e Bitcoin
Gestora BlackRock - Reprodução

A BlackRock, gigante da indústria financeira e gestora de fundos com valor de mercado na casa dos trilhões, registrou alguns pedidos na SEC (Comissão de Valores Mobiliários dos EUA) que podem indicar a alocação de parte da sua tesouraria em Bitcoin.

A empresa parece estar apenas seguindo a nova onda do mercado, contudo, a notícia é curiosa porque o CEO da BlackRock disse em 2018 que “ninguém queria Bitcoin.”

A opinião sobre Bitcoin por parte dos investidores tradicionais é algo que vem mudando ao longo do tempo. Alguns que criticavam a moeda em 2017 agora estão vendo o Bitcoin como uma reserva de valor.

Até mesmo o banco JPMorgan Chase, que foi um dos maiores críticos do Bitcoin em 2017 reconheceu que estava errado sobre a moeda digital.

Em um artigo da Bloomberg em 2018 o CEO da BlackRock, Lary Fink, foi citado dizendo que a companhia não tinha interesse nenhum no Bitcoin, já que não existia nenhuma demanda por parte dos seus clientes.

A BlackRock na época era a maior gerenciadora de fundos do mundo e ainda é uma das mais importantes. Segundo Fink, na época, a empresa não tinha interesse em comprar Bitcoin porque ele não achava que seus clientes buscavam exposição ao ativo digital.

“Eu não acredito que algum cliente procurou exposição a criptomoedas. Eu não ouvi de nenhum cliente dizendo: ‘Eu preciso investir nisso’”, disse Fink à Bloomberg.

BlackRock pode comprar Bitcoin

Em 2018, ao ser perguntado se existia a necessidade de se preparar caso os clientes quisessem investir no ativo digital, Fink disse que “No momento, não.” 

Cerca de 2 anos se passaram e as coisas mudaram completamente. A Bloomberg revelou que BlackRock realizou dois registros com a SEC, um para a BlackRock Funds V e outro para BlackRock Global Allocation Fund, Inc. 

Apesar de não serem específicos sobre o uso do capital para comprar Bitcoin, em ambos é citado “certos fundos podem ser usados em contratos futuros com base no Bitcoin.” 

Os registros não garantem com certeza que a BlackRock vai comprar Bitcoin ou investir em contratos futuros. Mas no passado, esse tipo de documento sempre antecedeu alocações de capital na criptomoeda.

A mudança de sentimento em relação da moeda digital não foi despercebida pela comunidade. Com muitos chamando a atenção para as duas posições completamente diferentes.

O texto da Bloomberg também destacou que no mês passado, Larry Fink disse durante um evento que acredita que o Bitcoin está ganhando mais legitimidade como uma classe de ativo, mas disse que é preciso tomar cuidado, afirmando que “ainda precisamos passar por muitos mercados para ver se ele vai se tornar permanentemente real.”

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Matheus Henrique
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.
Criptomoeda Bitcoin sobre notas de Dólar dos Estados Unidos

46 milhões de americanos investiram em criptomoedas, aponta pesquisa

O número de pessoas que já compraram criptomoedas nos Estados Unidos tem aumentado nos últimos anos. De acordo com um novo levantamento, 46 milhões...
Globo Hashdesh coinbase

Globo e Coinbase investem em empresa brasileira de criptomoedas

A Rede Globo - sim, a maior emissora do Brasil e a segunda maior do mundo - por meio do seu braço de investimentos Globo...
Banco Itaú

Após sucesso com ETF de Bitcoin, Itaú prepara fundo de blockchain

Muitos investidores seguem animados com o ETF de Bitcoin negociado em plataformas de investimentos no Brasil. Assim, o banco Itaú, um dos maiores do...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias