BlackRock retira 11.500 bitcoins do mercado e prepara terreno para escassez

A ação da BlackRock sinaliza uma potencial crise de oferta no mercado de Bitcoin. Nos últimos dois dias, estima-se que cerca de 46.000 BTC foram retirados do mercado, o que é aproximadamente 25,5 vezes a produção diária.

A BlackRock, maior gestora de ativos do mundo, comprou cerca de 11.500 bitcoins nos últimos dias, um montante que representa quase 13 dias de produção da moeda digital. O movimento ocorreu após o lançamento de seu ETF de Bitcoin à vista, o que marca um ponto de virada significativo na história do Bitcoin e das criptomoedas.

A compra massiva pela BlackRock é um indicativo da crescente aceitação do Bitcoin como uma classe de ativos viável. Larry Fink, CEO da BlackRock, afirmou que suas opiniões sobre o Bitcoin evoluíram ao longo dos anos, vendo agora a criptomoeda como um investimento legítimo.

O efeito BlackRock: Como a compra de 11.500 bitcoins pode afetar oferta global

A ação da BlackRock sinaliza uma potencial crise de oferta no mercado de Bitcoin. Nos últimos dois dias, estima-se que cerca de 46.000 BTC foram retirados do mercado, o que é aproximadamente 25,5 vezes a produção diária.

A situação é exacerbada pela demanda adicional de investidores de varejo e outros ETFs globais, apertando ainda mais a oferta disponível de Bitcoin.

Apesar das flutuações de preço, o Bitcoin mostrou resiliência. O sucesso do ETF da BlackRock, apesar de altas taxas, indica um interesse institucional crescente, representando uma nova era de escassez no mercado, uma mudança que poderia ter efeitos duradouros sobre o preço e a disponibilidade da criptomoeda.

Os primeiros dias após a aprovação dos novos ETFs testemunharam uma entrada substancial de capital, totalizando US$ 4,3 bilhões.

A BlackRock, com seu iShares Bitcoin Trust (IBIT), foi líder na corrida pelos ETFs, seguida de perto pelo ETF Fidelity Advantage Bitcoin (FBTC) e Bitwise (BITB). Tais fundos atraíram investimentos significativos, refletindo o interesse crescente dos investidores.

Por outro lado, o Grayscale Bitcoin Trust (GBTC), um dos maiores detentores de Bitcoin, experimentou saídas de US$ 579 milhões, em parte devido aos investidores que se voltaram para os novos ETFs com taxas mais atrativas.

Analistas de ETFs haviam previsto anteriormente que os ETFs de Bitcoin poderiam atrair cerca de US$ 10 bilhões em seu primeiro ano de operação. A recente atividade de mercado sugere que essa previsão pode se concretizar, dada a rápida adesão e o influxo de capital.

Essa tendência indica uma maior maturidade e aceitação do Bitcoin como um investimento legítimo por grandes instituições financeiras. A BlackRock, com sua enorme influência e recursos, poderá ser um catalisador para a adoção mainstream do Bitcoin e outras criptomoedas.

A compra de 11.500 Bitcoins pela BlackRock afeta a oferta global de Bitcoin de maneira profunda, principalmente devido à natureza finita da criptomoeda. Cada Bitcoin adquirido pela BlackRock é retirado do mercado circulante, reduzindo a quantidade disponível para outros investidores e traders.

Isso se torna ainda mais significativo considerando que o Bitcoin tem uma emissão máxima de 21 milhões de moedas, e uma taxa de novas moedas emitidas que diminui pela metade aproximadamente a cada quatro anos — evento conhecido como halving.

Quando uma entidade do tamanho da BlackRock compra uma quantidade tão grande, isso pode criar uma pressão de alta sobre o preço do Bitcoin. A razão é simples: a lei da oferta e da demanda. Com menos bitcoins disponíveis para compra e uma demanda constante ou crescente, o preço tende a subir.

Além disso, ações como essa da BlackRock podem ser interpretadas como um sinal de confiança no valor do Bitcoin a longo prazo. Quando uma grande instituição financeira investe pesadamente em Bitcoin, isso pode incentivar outros investidores institucionais e individuais a fazerem o mesmo, aumentando ainda mais a demanda.

Por fim, a compra em grande escala de Bitcoin por uma entidade influente como a BlackRock também tem implicações para a percepção do mercado sobre a criptomoeda. Ela passa a ser vista como um investimento legítimo e viável para grandes instituições, o que pode atrair mais participantes para o mercado e, novamente, influenciar a demanda.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Siga o Livecoins no Google News.

Curta no Facebook, TwitterInstagram.

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Vinicius Golveia
Vinicius Golveia
Formado em sistema da informação pela PUC-RJ e Pós-graduado em Jornalismo Digital. Conhece o Bitcoin desde 2014, atuando como desenvolvedor de blockchain em diversas empresas. Atualmente escreve para o Livecoins sobre assuntos de criptomoedas. Gosta de cultura POP / Geek. Se não estiver escrevendo notícias relevantes, provavelmente está assistindo alguma série.

Últimas notícias

Bitcoin 2024

Últimas notícias