BlackRock ultrapassa Grayscale e se torna o maior ETF de Bitcoin do mundo

Com um grande desejo de saída por investidores que estavam presos no GBTC, a Grayscale viu seu ETF encolher dia após dia. Isso inclui diversas gigantes falidas que tinham exposição ao fundo.

O ETF de Bitcoin da BlackRock é agora o maior do mundo. A mudança acontece após o IBIT ter entradas de US$ 102,5 milhões nessa terça-feira (28) enquanto o GBTC ter saídas de US$ 105,5 milhões, uma tendência que se mantém desde janeiro, quando ambos foram lançados.

No total, agora o ETF da BlackRock detém 288.670 bitcoins, avaliados em R$ 101 bilhões. Por outro lado, ETF da Grayscale está com 287.450 bitcoins, uma diferença mínima, mas que fala muito sobre o mercado.

Isso porque o IBIT começou do zero, tendo acumulado todos esses bitcoins em menos de 5 meses. Já o GBTC entrou no mercado com 605.891 bitcoins adicionados ao longo dos últimos 10 anos antes do fundo ser transformado em um ETF.

BlackRock é oficialmente o maior ETF de Bitcoin do mundo

Com um grande desejo de saída por investidores que estavam presos no GBTC, a Grayscale viu seu ETF encolher dia após dia. Isso inclui diversas gigantes falidas que tinham exposição ao fundo.

Outro fator que contribuiu para isso foi a concorrência de taxas. Enquanto a Grayscale está cobrando 1,5% ao ano de seus clientes, outros 8 ETFs mantém taxas entre 0,19% a 0,3% e, além disso, algumas gestoras ofereceram taxa zero para os primeiros investidores.

Já a BlackRock, gestora que administra US$ 9,1 trilhões em ativos, mostrou toda a influência que tem no mercado além de suas taxas de 0,25%.

Dentre os principais investidores no IBIT durante o 1º trimestre aparecem a Millennium Management, Schonfeld Strategic AdvisorsAristeia Capital e outros nomes famosos. De qualquer forma, esses investidores institucionais representaram apenas 19% das entradas.

Maiores investidores do ETF de Bitcoin da BlackRock. Fonte: WhaleWisdom.
Maiores investidores do ETF de Bitcoin da BlackRock. Fonte: WhaleWisdom.

Com 8 dias seguidos de entradas após um breve hiato, o ETF da BlackRock agora se tornou o maior do mundo. No total, a gestora está administrando 288.670 bitcoins, avaliados em R$ 101 bilhões.

BlackRock está comprando seu próprio ETF

Enquanto gestoras como Ark Invest já estavam comprando seu próprio ETF, neste caso US$ 62,3 milhões, a BlackRock agora está tomando o mesmo caminho.

Isso porque o Strategic Income Opportunities Fund (BSIIX), fundo da BlackRock focado em renda e títulos, adquiriu cerca de US$ 3,56 milhões em cotas do IBIT. Já o Strategic Global Bond Fund (MAWIX), também da BlackRock, mas focado em investimentos globais, comprou outros US$ 485.000.

Sendo assim, é possível que esses ETFs ainda estejam em seu início, longe de atingir a exaustão. Outro ponto para fortalecer essa tese é o comportamento de manada, com novas empresas se sentindo mais confiantes em investir em Bitcoin após a entrada de grandes nomes.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de criptomoedas do mercado ganhe até 100 USDT em cashback. Cadastre-se

Siga o Livecoins no Google News.

Curta no Facebook, TwitterInstagram.

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Henrique HK
Henrique HKhttps://github.com/sabotag3x
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias

Últimas notícias