China pode estar rastreando IPs de mineradores de Bitcoin

Embora os pequenos mineradores não apresentem tanto consumo quanto os grandes, em larga escala eles podem causar um grande impacto. Apesar de não estar claro se o documento é apenas um blefe para que estes mineradores desliguem seus equipamentos, é certo que a China está tentando encontrá-los.

Privacidade dos dados
Privacidade dos dados

O governo da China continua firme em sua proibição contra as criptomoedas após os seus dois últimos banimentos, o primeiro da mineração e o segundo mais geral.

Desta vez, um documento sugere que provedores de internet estão rastreando o tráfego de pequenos mineradores. O documento foi compartilhado pelo renomado jornalista chinês Colin Wu no Twitter.

A proibição das criptomoedas na China se intensifica mais a cada dia, várias empresas já saíram do país e outras internacionais pararam de oferecer atendimento a cidadãos chineses.

China intensifica proibição as criptomoedas

A China continua trabalhando com vários órgãos governamentais para proibir que seus cidadãos tenham contato com criptomoedas de qualquer forma, seja por mineração ou negociação destes criptoativos em exchanges.

Em um recente documento compartilhado pelo jornalista Colin Wu, há uma lista de IPs de chineses, mostrando as portas usadas para conexões e revelando quais moedas usam estas portas.

“A comunidade está encaminhando um documento da Telecom Shanghai que está verificando IPs usados na mineração de criptomoedas.”

Lista de IPs chineses minerando criptomoedas. Fonte: @WuBlockchain / Twitter

O jornalista apagou o tweet logo em seguida. Não ficando claro se a fonte de tal documento era confiável ou não, além disso Wu não se pronunciou sobre esta ação.

Apesar disso, Wu voltou a publicar em seu Twitter que uma pessoa próxima ao governo chinês disse a Caijing Magazine que órgãos judiciários estão buscando maneiras de punir ações ilegais relacionadas a criptomoedas.

Crise energética

Há dois motivos principais para a proibição das criptomoedas pela China, a primeira é o controle total do Estado em relação a sua população, o segundo é uma forma de reduzir a sua crise energética.

Todavia, mesmo após os grandes mineradores tendo movido seus equipamentos para fora do país, a China continua com problemas no setor. Não tendo agora em quem botar a culpa.

Embora os pequenos mineradores não apresentem tanto consumo quanto os grandes, em larga escala eles podem causar um grande impacto. Apesar de não estar claro se o documento é apenas um blefe para que estes mineradores desliguem seus equipamentos, é certo que a China está tentando encontrá-los.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias