Cofundador da FTX e CEO da Alameda se declaram culpados por fraude

Nesta quarta-feira (21), o procurador Damian Williams usou as redes sociais para atualizar o mundo sobre o caso.

Em vídeo publicado nesta quarta-feira (21), o procurador americano Damian Williams anunciou que dois executivos da FTX e da Alameda Research se declararam culpados de acusações de fraude.

Segundo nota da SEC, as acusações envolvem a manipulação do preço do FTT, token emitido pela própria corretora, bem como o desvio de ativos de clientes da FTX para a Alameda.

Também citando Sam Bankman-Fried, o texto segue acusando os executivos de levantar bilhões de dólares de investidores ao promover a FTX como uma plataforma de negociação segura, o que era uma afirmação falsa.

As declarações de culpa acontecem enquanto SBF é extraditado para os EUA. Portanto, isso mostra que as autoridades americanas agiram sincronizadamente, liberando tais informações apenas após o fundador concordar com sua extradição.

Executivos da FTX se declaram culpados enquanto SBF é extraditado para os EUA

O colapso da FTX chama atenção por sua velocidade. Afinal, os boatos sobre sua insolvência se transformaram em fatos em poucos dias, bem como a justiça americana realizou prisões quase de imediato enquanto investidores pediam por respostas.

Nesta quarta-feira (21), o procurador Damian Williams usou as redes sociais para atualizar o mundo sobre o caso.

“Quero fazer dois anúncios. Primeiro, anuncio que o SDNY apresentou acusações contra Caroline Ellison, ex-CEO da Alameda Research, e Gary Wang, co-fundador da FTX, em conexão com seus papéis na fraude que contribuiu com o colapso da FTX.”

“Ambos, Elission e Wang, se declararam culpados destas acusações e ambos estão colaborando com o SDNY.”

Seguindo, Williams pede que outros envolvidos na falência da FTX se pronunciem. Finalizando, também comenta que Sam Bankman-Fried está sob custódia do FBI, sendo transportado para os EUA assim que possível.

SEC publica as acusações de fraude contra executivos da FTX e Alameda

Enquanto isso, uma nota da SEC revelou mais detalhes sobre as acusações contra Caroline Ellison, Gary Wang e Sam Bankman-Fried. Estas incluem manipulação de preço do FTT e uso de fundos dos clientes da FTX para outros fins.

“Ellison, sob a direção de Bankman-Fried, promoveu o esquema manipulando o preço do FTT […] comprando grandes quantidades no mercado aberto para sustentar seu preço”, aponta a SEC, afirmando que tal token foi usado como garantia pela Alameda para tomar empréstimos da FTX.

“Bankman-Fried arrecadou bilhões de dólares de investidores divulgando falsamente a FTX como uma plataforma segura de negociação de criptomoedas.”

“A denúncia alega que Wang criou o código de software da FTX que permitia à Alameda desviar fundos de clientes da FTX, e Ellison usou fundos desviados de clientes da FTX para atividades comerciais da Alameda.”

Finalizando, a SEC também aponta que Bankman-Fried, com o conhecimento de Ellison e Wang, moveu outras centenas de milhões de dólares da FTX para a Alameda após sua corretora se provar insolvente.

Até o momento, o mercado não reagiu aos acontecimentos. Bitcoin segue cravado nos US$ 16.800, sem muita variação. O mesmo acontece com outras criptomoedas, operando de forma estável nesta quinta-feira.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de criptomoedas do mercado ganhe até 100 USDT em cashback. Cadastre-se

Siga o Livecoins no Google News.

Curta no Facebook, TwitterInstagram.

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Henrique HK
Henrique HKhttps://github.com/sabotag3x
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias

Últimas notícias