Coinbase anuncia remoção do Bitcoin SV

A decisão da Coinbase reflete as preocupações crescentes com a segurança e a estabilidade da BSV, marcadas por ataques de 51% em 2022 e uma volatilidade significativa.

A Coinbase, maior corretora de criptomoedas dos Estados Unidos, anunciou a remoção do Bitcoin SV (BSV), uma cópia do bitcoin derivada de outra cópia, o Bitcoin Cash (BCH). A medida da corretora resultou na conversão forçada dos BSV dos usuários para outras criptomoedas disponíveis na plataforma, após a dedução dos custos de transação.

De acordo com a corretora, os usuários que possuíam BSV foram informados que, devido à exclusão, seus ativos foram automaticamente liquidados.

A Coinbase alertou sobre a possibilidade de os usuários não receberem compensação pela conversão, especialmente se as participações em BSV fossem pequenas, já que as taxas de transação e a volatilidade do mercado poderiam anular completamente o valor do ativo.

Após a data de término do suporte, a Coinbase removeu quaisquer resíduos de BSV das carteiras dos usuários, impedindo qualquer possibilidade de saque. A medida segue o aviso prévio da exchange em novembro, orientando os usuários a transferirem seus BSV para carteiras externas antes do prazo final de 9 de janeiro.

Fim do Bitcoin Satoshi Vision?

A decisão da Coinbase reflete as preocupações crescentes com a segurança e a estabilidade da BSV, marcadas por ataques de 51% em 2022 e uma volatilidade significativa.

A Coinbase também lembrou seus usuários das possíveis implicações fiscais resultantes da conversão forçada, enfatizando a responsabilidade dos usuários em entender e agir de acordo com suas situações fiscais individuais.

A remoção do BSV pela Coinbase segue uma tendência de outras corretoras, como a Robinhood, reduzindo a presença da criptomoeda no mercado.

A Bitcoin Satoshi Vision (BSV), vale lembrar, é uma criptomoeda que surgiu de um hard fork do Bitcoin Cash (BCH) em novembro de 2018. O principal objetivo da BSV era restaurar os protocolos originais do Bitcoin definidos pelo criador pseudônimo Satoshi Nakamoto, aumentando o tamanho do bloco para permitir mais transações e, teoricamente, tornar a rede mais escalável.

O nome “Satoshi Vision” (Visão de Satoshi) reflete essa intenção de seguir o que seus proponentes acreditam ser a visão original de Nakamoto.

Contudo, a BSV tem sido objeto de controvérsias e críticas significativas dentro da comunidade de criptomoedas, com algumas pessoas chegando a considerá-la um “golpe”.

Um dos principais pontos de crítica ao BSV é a concentração de poder de mineração. Em redes de criptomoedas descentralizadas, espera-se que o poder de mineração seja distribuído entre muitos participantes para evitar o controle centralizado.

No entanto, o BSV enfrentou acusações de que uma parcela significativa de seu poder de mineração estava concentrada nas mãos de poucos, aumentando o risco de ataques de 51%, onde um único participante ou grupo de participantes pode controlar a maioria do poder de mineração e, potencialmente, manipular a blockchain.

Além disso, a comunidade cripto levantou preocupações sobre as práticas de governança e transparência do projeto BSV. A liderança controversa e as alegações não comprovadas de Craig Wright contribuíram para uma atmosfera de desconfiança.

As disputas legais envolvendo Wright e várias figuras e entidades no espaço cripto apenas intensificaram as dúvidas sobre a credibilidade do BSV.

Alegações de ser um “golpe” muitas vezes derivam desses pontos: práticas de governança questionáveis, liderança controversa, e potencial para manipulação de mercado devido à centralização do poder de mineração.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Vinicius Golveia
Vinicius Golveia
Formado em sistema da informação pela PUC-RJ e Pós-graduado em Jornalismo Digital. Conhece o Bitcoin desde 2014, atuando como desenvolvedor de blockchain em diversas empresas. Atualmente escreve para o Livecoins sobre assuntos de criptomoedas. Gosta de cultura POP / Geek. Se não estiver escrevendo notícias relevantes, provavelmente está assistindo alguma série.

Últimas notícias