Coinbase nega negociar criptomoedas contra clientes

Corretora foi acusada de ter mesa de operação proprietária, algo que já negou possuir no passado.

O Wall Street Journal divulgou que a Coinbase pode negociar criptomoedas contra seus próprios clientes, algo que a corretora nega ocorrer há alguns anos, inclusive perante o Congresso dos EUA.

A Coinbase é a maior corretora de criptomoedas e bitcoin dos Estados Unidos, trabalhando em conjunto com órgãos de regulação do país.

Dessa forma, ela foi a primeira corretora a ter ações listadas na bolsa de valores em 2021, um passo importante para consolidar seus negócios.

Nos últimos meses, contudo, a empresa demitiu mais de 1 mil funcionários e iniciou uma preparação para atravessar o mercado de baixa. Mas os problemas agora ganham um novo terreno.

Coinbase nega negociar criptomoedas contra clientes, mas disse que seus concorrentes fazem isso

Uma nova polêmica surgiu no mercado de corretoras de criptomoedas pelo mundo, após um artigo do Wall Street Journal indicar que a Coinbase negocia criptomoedas contra seus clientes.

Segundo o texto do jornal dos EUA, a Coinbase criou uma equipe que tinha a missão de especular em sua própria plataforma, realizando testes que resultaram em lucros de US$ 100 milhões. Após a marca ser atingida, a corretora teria encerrado a mesa de operações.

Após a repercussão do caso, a Coinbase negou ter uma mesa proprietária, mas acusou seus concorrentes de fazer tal movimento.

“Ao contrário de muitos de nossos concorrentes, a Coinbase não opera um negócio de negociação proprietário ou atua como formador de mercado. De fato, um dos pontos fortes competitivos da nossa plataforma institucional Prime é o nosso modelo de negociação apenas de agência, onde atuamos apenas em nome de nossos clientes. Como resultado, nossos incentivos e os incentivos de nossos clientes são alinhados por design.”

Além disso, a Coinbase declarou que de tempos em tempos ela compra criptomoedas para seu tesouro, atividade realizada por muitas empresas. Contudo, essas moedas não são negociadas no mercado para afetar seus clientes, mas sim como estratégia.

Coinbase está aumentando suporte para empresas de Wall Street

Ao negar negociar criptomoedas contra seus clientes, a Coinbase ainda destacou em sua nota que está se aproximando cada vez mais das grandes empresas de Wall Street.

Dessa forma, um novo produto está sendo lançado para atender melhor empresas que querem comprar criptomoedas, que serão atendidos pela Coinbase Risk Solutions (CRS).

Essa equipe, inclusive, é projetada para gerenciar os conflitos de interesse da Coinbase com seus clientes, que são a prioridade, segundo a corretora.

A empresa lembrou ainda que em dezembro de 2021 já havia falado ao Congresso dos EUA sobre suas atividades, em conjunto com outras corretoras.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Siga o Livecoins no Google News.

Curta no Facebook, TwitterInstagram.

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias

Últimas notícias