Com crise na Argentina, preço do Bitcoin explode para U$ 12,300 no país

Moeda digital é cotada acima da média mundial por lá!

Siga no
Preço do Bitcoin explode com crise na Argentina
Preço do Bitcoin em alta na Argentina

O preço do Bitcoin está sendo cotado acima da média mundial na Argentina, após crise pré-eleição. No último domingo (11), as prévias da eleição para presidente apontaram uma derrota de Macri nas urnas.

Com isso, o peso argentino passou por dificuldades nesta segunda (12), afetando até a bolsa de valores brasileira. De fato, a crise econômica no país não anda fácil para a população, que teria declarado seu descontentamento nas urnas. Uma eventual derrota de Macri, entretanto, fez disparar o preço do Bitcoin hoje no país.

Bitcoin tem valorização do preço com crise na Argentina

A crise na Argentina não é um assunto novo no mundo. Este país é inclusive uma das principais economias com a maior inflação apurada em 2019. O resultado desse desastre econômico tem sido a repulsa ao atual presidente do país, Mauricio Macri.

Para o atual presidente, que corre o risco de não ser eleito, a culpa dos problemas econômicos seriam da oposição. Entretanto, ao dar uma olhada no resultado das urnas apuradas no último domingo, a população não parece estar de acordo com esse pensamento.

Além disso, em busca de uma maior estabilidade econômica, a população argentina recorre ao Bitcoin desde 2018. Neste país, várias empresas já aceitam a moeda digital, que pode ser utilizada até para transporte público na capital.

A crise na Argentina está longe do fim, e com um alto descontrole econômico, a simples troca de governante poderá não ser a melhor solução para os problemas da população. Neste cenário, certamente o Bitcoin teve uma grande procura no país, sendo cotado acima da média mundial.

Preço do BTC chegou até a U$ 12,300 no país!

Uma das maiores exchanges argentinas, a Ripio foi uma das que teve grande volume de negociação nesta segunda. Com uma alta procura, o preço do Bitcoin na Argentina chegou a ser cotado acima da média mundial, com médias nas corretoras do país de U$ 11,600 por unidade. No momento da redação deste, cada Bitcoin estaria cotado pelo mundo com média em U$ 11,300.

Além disso, no caso mais alto de cotação do Bitcoin, o preço chegou a ser negociado a U$ 12,300. De fato, o ágio na cotação da moeda digital mais alto no país demonstra mais interesse pela população no BTC. Os preços mais altos foram observados na exchange local bitcoins do país.

Cotação da Local Bitcoins Argentina supera U$ 12,300 por unidade de Bitcoin
Cotação da Local Bitcoins Argentina supera U$ 12,300 por unidade de Bitcoin

Finalmente, cabe o destaque que nesta data, o peso argentino perdeu cerca de 30% de seu valor. De fato, a moeda nacional deste país está com extrema volatilidade, e pode ser assim até as eleições de outubro. Na cotação atual, são necessários 53 pesos argentinos para cada unidade de dólar.

Peso Argentino em relação ao Dólar
Fonte: https://tradingeconomics.com/argentina/currency

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Gráfico de preço da Cardano em alta

Cardano líder em número de desenvolvedores? Não caia nessa!

Um estudo de atividades no GitHub, principal repositório do código-fonte das criptomoedas, mostrou a Cardano na liderança nos últimos 12 meses. Os dados foram...

DeFi: três setores de grande potencial

De acordo com dados da Messari, o volume trimestral das Corretoras Descentralizadas (DEXs) no final do segundo trimestre de 2021 foi de R$ 2...
Criptomoeda Tether com sinais vermelhos

Michael Burry faz alerta sobre criptomoeda Tether

O lendário trader Michael Burry compartilhou em seu Twitter que a criptomoeda Tether pode estar no meio da confusão da Evergrande na China. Vale notar...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias