Como comprar Dólares ou Euros com criptomoedas

Siga no
Moeda da China, Criptomoeda Bitcoin e Dólar
Moeda da China, Bitcoin e Dólar

Muita gente tem aversão a criptomoedas, entendo. Afinal, é complicado aguentar oscilações de 15% no dia e até 40% na semana. No entanto, existem algumas maneiras de utilizar criptos só pra comprar Dólares ou Euros.

Por que comprar moeda estrangeira?

A moeda deles é mais “forte”, ou seja, possui menos inflação e menos risco de repentina desvalorização por conta de um calote do governo ou troca de sistema político-econômico.

Isto ocorreu recentemente na Argentina e Turquia, por exemplo. A tendência de médio-longo prazo é sempre estas moedas mais “fortes” ganharem valor quando comparadas à moedas mais fracas

Por que não utilizar uma casa de câmbio normal?

Bom, você pode, mas perde de largada entre 2% e 3,5% de comissão. Além disso há alguns entraves burocráticos pra compras acima de USD 3 mil, e mesmo que você consiga, onde vai guardar estes Dólares ou Euros em espécie?

Como realizo o ganho?

Independente se você efetuou a compra de divisa estrangeira em casa de câmbio ou via criptos, basta realizar a operação reversa: trocar os Dólares ou Euros por R$ novamente. Conforme mencionamos, usualmente é recomendado pra estratégias de médio-longo prazo (proteção contra a inflação) ou momentos de grande incerteza tipo eleições ou crises.

Basta comprar TrueUSD em alguma exchange?

Sim, esta é uma das possibilidades. Pelo que analisei, Foxbit e Braziliex oferecem o mercado de TrueUSD/R$ – não estou endossando ou recomendando nenhuma delas. Também é possível conseguir stablecoins como TrueUSD (TUSD), PAX e USD Coin (USDC) através de vendedores p2p.

O problema é que usualmente você vai pagar algo na faixa de 1,2% a 2% acima da cotação oficial, incluindo taxas de corretagem. Ainda assim é mais seguro e barato do que a casa de câmbio tradicional. Evite a controversa e não-auditada Tether (USDT).

Quais os outros métodos?

É possível comprar Bitcoin no Brasil e enviar pra uma exchange gringa, de forma a trocá-lo em seguida por alguma stablecoin. O problema é que você corre o risco do preço do Bitcoin cair enquanto aguarda as confirmações deste envio. Para amenizar tal problema, sugiro dividir a compra e envio em 3 ou 4 fatias.

Como funciona esse envio na prática?

Deve-se atentar ao ágio Brasil (explicado aqui), que é resumidamente o quão mais caro o Bitcoin está custando no Brasil em relação ao preço praticado nas exchanges EUA. É possível monitorar através do TradingView: um valor de 102, por exemplo, indica que no momento o Bitcoin está 2% mais caro no Brasil. Dê preferência pra momentos em que o indicador esteja no máximo em 100.5 – vide gráfico abaixo:

O que fazer após o envio pra exchange gringa?

Você irá realizar a venda do BTC em algum mercado cotado em stablecoin em qualquer exchange gringa: Binance, Bittrex, Poloniex ou OkEx. Se você costuma deixar moeda parada em exchange, na Kraken e Bitstamp é possível vender seus BTCs e deixar em Euro ou Dólar mesmo, sem necessidade de stablecoin.

Leia mais sobre:
Marcel Pechman
Marcel Pechman
Atuou como trader por 18 anos nos bancos UBS, Deutsche e Safra. Desde Mai/2017 faz arbitragem e trading de criptos, além de ser co-fundador do site de análise de criptos RadarBTC. Palestrante do Bitcoin Summit Florianópolis 2019

“Nunca emprestamos dinheiro para a Singu”, diz BitcoinTrade em caso da Natura e Tallis...

A Natura é uma das empresas mais conceituadas do Brasil e um investimento considerado seguro por muita gente. Como qualquer outra ação, os títulos...

Coluna do TradingView: Bitcoin e a briga de compradores e vendedores

Bitcoin chegou no topo e já ensaiou um rompimento, mas falhou. O preço está brigado no topo e se romper pode ser um estouro....

Visa vai conectar sua rede de pagamentos a criptomoeda

A Visa, uma das maiores processadoras de pagamentos do mundo anunciou nesta quarta-feira (2) que vai integrar o seu sistema de pagamento com o...

Últimas notícias

Coluna do TradingView: Bitcoin e a briga de compradores e vendedores

Bitcoin chegou no topo e já ensaiou um rompimento, mas falhou. O preço está brigado no topo e se romper pode ser um estouro....

Visa vai conectar sua rede de pagamentos a criptomoeda

A Visa, uma das maiores processadoras de pagamentos do mundo anunciou nesta quarta-feira (2) que vai integrar o seu sistema de pagamento com o...

Visa lança cartão de crédito com cashback em bitcoin

Agora você pode receber 1.5% de cashback em bitcoin por compras efetuadas por meio de um novo cartão de crédito lançado pela Visa em...