Como se tornar um membro fundador da associação Libra

-

Siga no
Anúncio

Agora que a criptomoeda do Facebook foi divulgada, o site The Block descreveu como se tornar um membro fundador e os requisitos que isso implica. A Libra será administrada pela Associação Libra, organização “sem fins lucrativos” com sede em Genebra, na Suíça, que terá, ao final do processo, 100 membros fundadores. Nenhum membro poderá representar mais de 1% dos votos.

O The Block publicou a primeira análise identificando os 27 primeiros membros fundadores, um grupo formado por organizações de setores como pagamentos, tecnologia / mercados, telecomunicações, blockchain, capital de risco, organizações sem fins lucrativos e instituições acadêmicas.

Os membros da Associação de Libra serão os servidores / nós validadores que operam a Libra Blockchain e formarão o Conselho da Associação Libra que dirigirá a Associação. Os validadores são os que protegem a rede e confirmam as transações. Inicialmente, apenas os membros fundadores poderão operar os nós validadores, mas eventualmente a associação e a capacidade de operar nós estarão abertas a qualquer detentor da moeda Libra (PoS).

Anúncio

Para ser um nó validador e membro fundador, as organizações precisarão atender aos requisitos técnicos e critérios de avaliação específicos. Se as condições forem cumpridas, mediante aprovação, a empresa terá que fazer um investimento mínimo inicial de US $ 10 milhões em tokens emitidos pela Associação. 

Organizações sem fins lucrativos não serão obrigadas a fazer o investimento inicial. No entanto, elas terão que cobrir os custos para executar seu nó. Estima-se que o preço para a execução do nó validador será de aproximadamente US $ 280.000.

Requerimentos técnicos masternode Libra

Os validadores terão a opção de executar o nó auto-hospedado, no qual eles mesmos o gerenciariam diretamente ou hospedado em serviço na nuvem, onde a organização poderia executar o nó por meio de um provedor de serviços em nuvem.

Critério de avaliação das empresas

Deve atender a dois dos seguintes critérios:

  1. Mais de US $ 1 bilhão em valor de mercado ou mais de US $ 500 milhões em saldos de clientes.
  2. Alcançar mais de 20 milhões de pessoas por ano, multinacionalmente.
  3. Ser reconhecido como um líder da indústria top-100 estabelecido por uma associação de terceiros. Exemplos incluem a Fortune 500 e a S & P Global 1200.

Critérios de investidores com foco em criptomoedas e empresas de infra-estrutura Blockchain

Como a indústria de blockchain ainda está muito engatinhada, há alguns critérios separados para investidores de criptomoedas e empresas de blockchain. Embora esses critérios existam, não mais do que um terço do total de membros da associação pode ser composto dessa categoria.

Os investidores focados em criptomoedas precisariam ter mais de US $ 1 bilhão em ativos sob gestão. As empresas de infraestrutura Blockchain precisariam estar em operação por mais de 12 meses, ter operações em nível corporativo relacionadas à segurança, privacidade e infraestrutura, e estar apostando ou custodeando US $ 100 milhões ou mais de ativos para clientes.

Também é observado que a associação poderia abrir uma exceção para um negócio pertinente após a aprovação do conselho se achar que determinada organização faria uma contribuição significativa para a rede.

Critérios de avaliação à parceiros de impacto social e instituições acadêmica

Organizações sem fins lucrativos e multilaterais também terão um conjunto diferente de critérios para ser um Membro Fundador. A organização precisará atender a pelo menos três desses requisitos:

  1. A vontade de servir as pessoas não bancarizadas, possivelmente pelo uso de tecnologia blockchain. A organização deve estar trabalhando para diminuir a pobreza há pelo menos cinco anos e precisa ter uma iniciativa já planejada em torno da inclusão financeira digital.
  2. A organização precisa ser global ou precisa abordar um grupo demográfico geo-específico que esteja atualmente sem banco.
  3. A instituição de caridade deve exibir um nível de confiança que seja reconhecido, confiável e que demonstre um histórico comprovado de impacto social.
  4. Um orçamento operacional anual de mais de US $ 50 milhões de dólares

Critérios de Avaliação de Instituições Acadêmicas

Instituições Acadêmicas também terão a chance de serem membros fundadores. O conjunto de critérios para os acadêmicos será um ranking top-100 da QS World University Rankings e também estar entre os 100 melhores de seu departamento de ciências da computação pela CSRankings.

A Associação Libra já inclui empresas como Visa, Mastercard, PayPal, investidores como a Andreessen Horowitz e a Union Square Ventures, a Coinbase e organizações sem fins lucrativos, incluindo a Mercy Corps. Agora que sabemos os requisitos e custos para sermos um membro fundador, será interessante ver como tudo isso se desdobra e quais outras organizações se juntarão como membros iniciais.

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Mateus Nunes
Mateus Nuneshttps://livecoins.com.br
Analista de Sistemas, aprendiz e entusiasta de criptomoedas e blockchain. Sugestão de pauta: [email protected]

Finanças Descentralizadas (DeFi) caem 40%, será o fim?

Nos últimos dias assistimos um massacre das moedas de finanças descentralizadas (DeFi), com quedas entre 30% e 58%. Talvez você não tenha acompanhado a...
Europa (União Europeia e Bitcoin)

Europa vai regulamentar Bitcoin até 2024, apontam documentos

Segundo documentos vazados para a imprensa, a Europa vai regulamentar o Bitcoin até 2024 em todos os países membros do bloco. O tema ganhou...
Estátua da Justiça

Justiça bloqueia do Grupo SAF mais de R$ 400 mil após suspeitas de pirâmide

Um novo negócio suspeito de operar um esquema de pirâmide financeira recebeu atenção da justiça nos últimos dias. Isso porque, a justiça do Distrito...

Últimas notícias

Pioneira, gestora carioca lança primeiro ETF de criptomoedas do mundo

A gestora Hashdex, sediada no Rio de Janeiro (RJ), informou nesta semana que recebeu aprovação para lançar o primeiro ETF (sigla para fundo negociado...

Trader veterano que viu queda no Brasil gosta do Bitcoin

Com o preço do Bitcoin operando abaixo de U$ 12 mil em setembro, a contrapartida foi o aumento da volatilidade no início do mês....

Itaú demite por justa causa funcionário que negociava Bitcoin no horário de expediente

O Itaú Unibanco demitiu por justa um analista de sistemas que, de acordo com a empresa, negociava Bitcoin e outras criptomoedas durante o horário...