Congressistas dos EUA receberam 50 dólares em bitcoin em 2020, hoje valem 200

Siga no
Nota de dólar e moeda de Bitcoin (BTC)
Nota de dólar e moeda de Bitcoin (BTC)

Em outubro de 2020, todos os 535 congressistas americanos ganharam 50 dólares em Bitcoin para que eles pudessem se familiarizar com o ativo. Pouco mais de um ano depois, os 50 dólares se transformaram em US$ 200.

A proposta realizada pela Câmara do Comércio Digital tinha o intuito de educar aqueles que fazem as leis de seu país. Afinal, é preciso que os políticos tenham um mínimo de experiência no assunto para ter uma opinião mais realista sobre o Bitcoin e as criptomoedas.

Além disso, o que está chamando bastante atenção é a valorização que estes 50 dólares em Bitcoin tiveram após cerca um ano. Mesmo com a recente queda de 37% nos últimos dois meses, seu valor quadriplicou.

Educando quem precisa

Embora o Bitcoin estivesse em um período de baixa, sendo negociado na faixa dos 10 mil dólares, a iniciativa do projeto da Câmara do Comércio Digital conseguiu antecipar-se à euforia de 2021 quando o Bitcoin foi um dos assuntos mais comentados no mundo, principalmente em questões de regulamentação.

Em outubro de 2020, os 535 congressistas americanos receberam cerca de 0,0047 BTC, equivalente a 50 dólares na época. A ideia é que eles tivessem um contato com a maior criptomoeda do mundo.

Sendo um país com muitos patriotas, todos os bitcoins enviados foram minerados por empresas americanas. Ou seja, mais uma prova sobre como as criptomoedas podem ajudar a economia doméstica.

Sendo assim, embora seja possível aprender sobre o Bitcoin lendo livros e matérias, é melhor conhecê-lo na prática. E não há ninguém que precise mais deste conhecimento do que aqueles que fazem as leis.

Bitcoin de congressistas valorizou 400%

Quinze meses depois, aqueles 50 dólares em Bitcoin agora valem U$ 200, tendo quadriplicado o seu valor. Ou seja, mesmo que os congressistas não tenham realizado transações com a moeda, só o fato de manterem seus bitcoins guardados já é um grande aprendizado.

Afinal, um dos maiores motivos pela demanda por BTC é a sua oferta limitada em 21 milhões de moedas, ou seja, não há uma perda de poder de compra por conta da impressão desenfreada de novas moedas, como acontece no dólar ou real.

Por fim, nesta semana um dos maiores gestores de ativos do mundo, a Fidelity, afirmou que os países que se adiantarem na adoção do bitcoin serão beneficiados. E este experimento acima é um bom exemplo disso.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Há mais de 5 anos trabalhando com criptomoedas, hoje escrevo artigos e notícias para o Livecoins.
Mercado Livre e Mercado Bitcoin

Mercado Livre anuncia investimentos no Mercado Bitcoin

Operação reforça a presença da companhia no universo cripto, impulsionando seu desenvolvimento e adoção na região.  Paxos potencializa a experiência de transação de...
Notas de dólar

Fed lança relatório sobre dólar digital, porém não toma decisão

O Banco Central dos EUA, Federal Reserve (Fed), publicou um estudo de 40 páginas ressaltando pontos positivos e negativos da implementação de sua CBDC,...

Neymar compra 2 NFTs por R$ 6 milhões

Neymar anunciou através de sua conta no Twitter que comprou dois NFTs da famosa coleção Bored Ape Yacht Club (BAYC). A postagem do jogador...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias