Coreia do Norte está usando criptomoedas para custear forças armadas

-

Siga no

A Organização das Nações Unidas (ONU) está investigando 35 ataques cibernéticos feitos pela Coreia do Norte com alvo em 17 países, de acordo com um artigo publicado pela Associated Press. A notícia surge após uma lista de países como Coreia do Sul, Índia, Bangladesh e Chile terem sido vítimas de ataques que partiram da Coréia do Norte.

Conforme mais nações se tornam vítimas de ataques cujo rastreamento aponta para a Coreia do Norte, a Organização das Nações Unidas entrou em ação para lidar com o crescente problema e foi capaz de identificar os vários modos de operação dos hackers em questão.

Coreia do Norte pode estar minerando criptomoedas para custear setores militares

De acordo com o relatório, uma das maneiras pelas quais os hackers operam é realizando ataques tanto a exchanges quanto a usuários para assumir o controle de carteiras com o objetivo de roubar criptomoedas. Outro método conhecido é através da mineração de criptomoedas para o custeamento de setores militares.

De acordo com o artigo, as investigações também revelaram casos de “cryptojacking”, tais ataques são feitos por malwares que utilizam o computador da vítima para minerar criptomoedas, obviamente sem a permissão do usuário. Anteriormente, um relatório havia analisado um malware projetado para minerar a criptomoeda Monero (XMR) e enviar todas moedas mineradas para servidores localizados na Universidade Kim Il-sung em Pyongyang.

Hackers norte-coreanos roubaram 58 milhões de dólares da Bithumb

Uma das grandes exchanges de criptomoedas do país vizinho, a Bithumb, teria sido vítima em pelo menos quatro ocasiões diferentes entre 2017 e 2019, perdendo cerca de 58 milhões de dólares. Os dois primeiros ataques foram feitos em 2017. A exchange havia perdido cerca de 7 milhões de dólares no ataque sofrido na época. Cerca de um ano depois, outro ataque foi feito, no qual os hackers conseguiram roubar cerca de 30 milhões de dólares. O ataque mais recente ocorreu em março de 2019 e causou um prejuízo de 20 milhões de dólares para a exchange.

Coreia do Norte roubando fundos para fabricar armas

Mais países mantêm relatórios de atividades ilícitas de origem norte-coreana. De acordo com um relatório do Conselho de Segurança da ONU, publicado há cerca de uma semana, a Coreia do Norte realizou ataques abrangentes e cada vez mais sofisticados para coletar o equivalente a 2 bilhões de dólares. Estes fundos supostamente foram usados para custear suas várias armas de destruição em massa.

Saiba tudo sobre:
Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Anúncio

Bitcointrade - 95% dos depósitos aprovados em até 30 minutos!

Eleita a melhor corretora do Brasil. Segurança, Liquidez e Agilidade. Não perca mais tempo, complete seu cadastro em 5 minutos!

Complete seu cadastro em 5 minutos!
Avatar
sabotag3x
Top 100 poster @ bitcointalk, altcoin maximalist, interessado em mineração, trading, detalhes técnicos e econômicos. Do zero ao milhão em 6 meses com a Iconic Services. Nunca comprei 1 bitcoin, nem mesmo 1 satoshi, e não pretendo comprar.
Corretora de criptomoedas e Bitcoin Binance

Binance venceu disputa no Brasil e consegue sua marca

A corretora de criptomoedas Binance anunciou a chegada ao Brasil há poucos meses e já teve problemas. Ao tentar o registro no INPI, se...
Livro Bitcoin, Blockchain e Muito Dinheiro

Lançamento do livro Bitcoin, Blockchain e Muito Dinheiro

Após o sucesso do halving, sai o primeiro livro brasileiro sobre bitcoin e blockchain. Referência inédita editorial no país, Bitcoin, Blockchain e Muito Dinheiro...
Campus Party Digital

Campus Party Digital terá boas discussões sobre blockchain

Na próxima semana o famoso evento Campus Party inicia os trabalhos, a partir do dia 9 de julho. Com três dias de discussões sobre...