Detentores do Coritiba Token receberão quase R$500 mil pela venda do jogador Dodô

A venda do jogador permitirá que os detentores do token recebam o valor proporcional à quantidade de tokens que tiverem.

Nesta terça-feira (3), a Liqi, empresa especializada em soluções de infraestrutura blockchain, pagou R$ 446.791,37 para os detentores do token do Coritiba Foot Ball Club, referente à transferência do jogador Domilson Cordeiro dos Santos, conhecido como Dodô, que jogava no Shakhtar Donetsk e foi vendido no ano passado para o Fiorentina.

Em setembro de 2022, os holders do token já receberam a primeira parcela do pagamento pela venda do atleta e agora receberam a segunda, resultando em um valor total de R$915.754,35 transferidos proporcionalmente para os investidores do Coritiba Token.

Está previsto que no início de 2024 os detentores do token recebam a terceira parcela, assim que o clube italiano fizer o pagamento.

Coritiba Token

A venda do jogador permitirá que os detentores do token recebam o valor proporcional à quantidade de tokens que tiverem.

Essa recompensa só é possível graças ao mecanismo de solidariedade, estratégia criada pela FIFA com o objetivo de recompensar os times de futebol por terem participado da formação profissional de um jogador, sendo assim, quando o atleta for vendido para outro clube, o time tem direito de receber uma porcentagem com a negociação do mesmo.

Para o CEO da Liqi, Daniel Coquieri, essa segunda parcela que está sendo paga só comprova o potencial da tokenização.

“A tokenização permitiu que qualquer investidor que tenha interesse no token, seja de mecanismo de solidariedade ou outro, possa participar dessa inovação. Estamos vendo a democratização dos investimentos, então agora não é só o time de futebol que ganha com a venda de um atleta, mas também os torcedores e investidores que acreditaram no valor de cada jogador.”

O que significa a tokenização do mecanismo de solidariedade?

Ao tokenizar o Mecanismo de Solidariedade, é gerado diversos tokens onde cada um representa uma fração do valor que será recebido pelo clube formador de um atleta no momento da negociação do mesmo.

Logo, ao investir em um token como esse, o detentor do ativo terá direito de receber parte do valor que o clube receberá pela venda de um jogador.

Por que os clubes estão tokenizando o Mecanismo de Solidariedade da FIFA?

O que vem atraindo os times de futebol para a tokenização do mecanismo de solidariedade é a antecipação do capital que é gerado, isso por que no momento que um investidor compra um token ele está gerando liquidez para o clube.

Sendo assim o mesmo pode trabalhar com o valor, investindo em outros jogadores, sem ter que esperar pelo recebimento da venda de um atleta.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Siga o Livecoins no Google News.

Curta no Facebook, TwitterInstagram.

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Leia mais sobre:
Vinicius Golveia
Vinicius Golveia
Formado em sistema da informação pela PUC-RJ e Pós-graduado em Jornalismo Digital. Conhece o Bitcoin desde 2014, atuando como desenvolvedor de blockchain em diversas empresas. Atualmente escreve para o Livecoins sobre assuntos de criptomoedas. Gosta de cultura POP / Geek. Se não estiver escrevendo notícias relevantes, provavelmente está assistindo alguma série.

Últimas notícias

Bitcoin 2024

Últimas notícias