Coronavírus: Corretoras adotam Home office para proteger funcionários

Corretoras de criptomoedas ajudam colaboradores a evitarem proliferação do coronavírus

Siga no
Trader de Bitcoin em Home Office
Trader de Bitcoin em Home Office

O enfrentamento ao coronavírus (COVID-19) ganhou fortes aliados no Brasil: as corretoras de Bitcoin. Atentas com as informações repassadas pelas autoridades, funcionários estão sendo protegidos da nova pandemia.

O trabalho em escritório doméstico, ou home office, é uma das práticas adotadas pelas corretoras. O mercado de criptomoedas é dinâmico, com funcionamento ininterrupto durante todos os dias.

De fato, como ainda não não existem vacinas e medicamentos contra o novo vírus, o isolamento tem sido a prática recomendada por vários países e pela OMS. No Brasil, a cidade de São Paulo já possui quatro mortes confirmadas pela doença.

De acordo com a Globo, o prefeito de São Paulo, Bruno Covas, vai fechar o comércio da maior cidade da América Latina, buscando conter a doença. A medida entraria em vigor no próximo dia 5 de abril.

Luta contra coronavírus nas corretoras: Bitcoin Trade protegeu funcionários desde a semana passada

Ainda na última semana, uma das maiores corretoras do Brasil já havia tomado medidas sérias no enfrentamento ao novo coronavírus. Em conversa com o COO da corretora, Daniel Coquieri, as medidas começaram desde o último dia 12.

Dessa forma, o isolamento foi colocado aos funcionários, que estão trabalhando de casa. A corretora informou que nenhum serviço foi prejudicado com a medida, uma vez que vários funcionários já trabalhavam com esse formato.

Daniel destacou que todos os escritórios da empresa seguiram as novas políticas. A Bitcoin Trade possui escritórios em São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Miami e Canadá. A unidade de São Paulo, por exemplo, já funcionava quase que de home office antes mesmo do coronavírus.

A gente está monitorando diariamente todas as notícias para seguir o que as autoridades estão pedindo, isso que é o mais importante agora. De fato, é importante ficar em casa, se proteger e evitar que espalhe mais esse vírus. A readequação para o trabalho home office foi simples, pois, uma vez que alguns já faziam, a gente apenas estendeu ao restante da equipe.

Mercado Bitcoin e Coinext também seguiram recomendações das autoridades

Algumas outras corretoras que iniciaram o combate ao coronavírus são o Mercado Bitcoin e a Coinext. Todas as corretoras deixam claro que nenhuma função deixou de ser desempenhada, com funcionamento normal para negociações de Bitcoin.

Procurada pelo Livecoins, o Mercado Bitcoin se pronunciou dizendo que a luta contra o COVID-19 segue firme. Por lá, o trabalho remoto também foi colocado em prática, desde a última terça (17). Confira na íntegra abaixo a nota da corretora:

Atentos às recomendações da OMS e da Secretaria de Saúde com relação à restrição de circulação de pessoas para conter o avanço da Covid-19, o Mercado Bitcoin determinou que todos os seus funcionários trabalhem em regime de home office a partir do dia 17 de março, por tempo indeterminado. A medida se aplica a todas as áreas, inclusive a equipe de atendimento. Todas as providências técnicas foram realizadas para que o atendimento aos clientes siga normalmente. A plataforma do Mercado Bitcoin continua ativa, sete dias por semana, 24 horas por dia.

Coinext já trabalha de casa, funcionamento não foi prejudicado, conforme e-mail aos clientes

Outra corretora de Bitcoin do Brasil que enviou e-mail aos clientes sobre o coronavírus é a Coinext. A corretora informa que também não suspendeu operações, mas passou funcionários para home office. A plataforma informou que a luta unida acabará com esse problema grave em breve.

Diminuir o contato físico é fundamental para conter a propagação do vírus e, portanto, incentivamos que nossos clientes fiquem em casa e acompanhem as recomendações oficiais do Ministério da Saúde e outros órgãos competentes. Vamos seguir unidos no enfrentamento desta situação atípica e cuidar uns dos outros.

O Bitcoin é uma moeda virtual que funciona todos os dias, em qualquer país. Com as corretoras ativas, mesmo em casa, o mercado continua a funcionar de forma plena.

Além disso, é uma ótima opção de moeda a ser utilizada, uma vez que não é física, logo não transmite o coronavírus.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Homem segurando criptomoedas em mão

Secretários de Macaé são acusados de enriquecimento ilícito e investimentos “elevados” em criptomoedas

Alguns secretários municipais de Macaé foram acusados em redes sociais de obter enriquecimento ilícito e negociar criptomoedas, obtendo para si vantagens indevidas. A negociação de...
Homem jogando dinheiro para cima bilionários do Bitcoin

Usuário compra bitcoin por 11 mil dólares durante flash crash da Binance

Durante uma queda repentina nos preços de várias moedas na Binance americana, onde o Bitcoin chegou a ser negociado por 8.200 dólares por menos...

Bitcoin atingiu novo recorde histórico, o que mudou na rede?

OÉ importante manter a conjuntura Macro clara, e para isso, os indicadores cíclicos continuam atualizar a cada dia que passa junto com o preço...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias