Corretora de criptomoedas abandona os EUA: “inviável continuar operando neste ambiente regulatório”

Fundada em 2013, a corretora de criptomoedas Bittrex anunciou nesta sexta-feira (31) que está saindo dos EUA após nove anos devido à incerteza regulatória sobre o setor. A sede da empresa ficava em Seattle, Washington.

A nota publicada por Richie Lai, um dos fundadores, aponta que eles continuarão operando fora dos EUA, mas sem atender clientes americanos, com a Bittrex Global.

“Não se preocupe — todos os fundos dos clientes estão seguros e disponíveis para saque”, escreveu Lai. “No entanto, não é mais economicamente viável para nós continuarmos operando no atual ambiente econômico e regulatório dos EUA.”

Segundo o site da Bittrex, as negociações serão encerradas já no dia 14/04/2023 e os clientes devem sacar suas criptomoedas até o dia 30/04/2023. Depósitos já estão indisponíveis.

“Após o prazo, as contas de usuário serão desativadas e quaisquer fundos restantes podem ficar indisponíveis por um período prolongado.”

Bittrex foi multada em R$ 276 milhões antes de tomar decisão de sair dos EUA

Enquanto outras gigantes como Kraken, Coinbase e Binance começam a enfrentar problemas jurídicos com reguladores americanos, a Bittrex já passou desta fase.

Em outubro do ano passado, a corretora foi multada em R$ 276 milhões pela Agência de Controle de Ativos Estrangeiros dos EUA, a OFAC, sendo a maior multa já aplicada pela agência.

A razão seria a falta da exigência de KYC (verificação de identidade) de seus clientes entre os anos de 2014 e 2018. Como consequência, o processo aponta que pessoas localizadas em Cuba, Irã e outros países sancionados pelos EUA estavam usando os serviços da corretora.

Portanto, esta multa pode ter inspirado a Bittrex a abandonar os EUA.

“Nove anos depois [da fundação da Bittrex], o ecossistema das criptomoedas está muito diferente”, apontou Richie Lai em sua carta. “Muitas vezes requerimentos regulatórios não são claros e são aplicados sem uma discussão apropriada, resultando em um ambiente competitivo desigual.”

Bittrex continuará operando fora dos EUA com a Bittrex Global

Agora, Riche Lai e os outros fundadores da Bittrex focarão na Bittrex Global, corretora fundada em 2019 que trabalha com clientes internacionais. Segundo a nota, os fundos das duas empresas não estão misturados.

“Esta decisão não afeta a Bittrex Global, que atende apenas clientes fora dos EUA, e não haverá alteração em nossa oferta de serviços”, escreveu a empresa. “Todos os fundos dos clientes da Bittrex Global continuam seguros e acessíveis, e continuamos comprometidos em fornecer aos nossos clientes a corretora mais segura e adequada do mercado.”

Por fim, a pressão regulatória americana pode fazer com que mais empresas e profissionais abandonem os EUA. Portanto, esse êxodo deve remodelar a indústria, mas ainda é cedo para saber as consequências.

💰 $100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Henrique HK
Henrique HKhttps://github.com/sabotag3x
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias