Corretora implementa compra de Bitcoin por correio

Como o Bitcoin é uma moeda digital, a novidade chamou atenção. Será viável?

Siga no
Bitcoin-carta-amigos-e-familiares
Bitcoin-carta-amigos-e-familiares

Uma corretora de Bitcoin inovou nos últimos dias, implementando a compra e venda de criptomoedas por correio. Dessa forma, o comprador deverá enviar o dinheiro físico para o vendedor, usando os serviços de entrega.

Muitas pessoas que procuram comprar Bitcoin no mundo estudam as melhores opções para se adquirir a moeda. Normalmente, é buscado pelos compradores locais com menores taxas e agilidade na entrega das moedas.

Isso porque, com a volatilidade no preço do Bitcoin, por exemplo, uma demora na negociação pode impactar traders de curto prazo. Mesmo assim, quem aposta no longo prazo da moeda também prefere a negociação rápida para salvar seus bitcoins em uma carteira segura.

Mas uma negociação via correio, seria viável para entusiastas de criptomoedas?

Corretora de Bitcoin implementa a compra e venda de Bitcoin por correio, entenda como funciona

A corretora de Bitcoin Bisq é considerada uma exchange descentralizada. Como lema, a corretora afirma ser privada, resistente a censura e segura, sendo uma opção para quem busca comprar Bitcoin em troca de moeda fiduciária.

Além disso, a Bisq não exige de seus clientes a identificação para que possam negociar pela plataforma. Até o Real brasileiro está listado na Bisq, sendo uma das moedas disponíveis para troca.

No entanto, a corretora chamou a atenção, ao implementar a compra e venda de Bitcoin por correio. Com início no último dia 2 de fevereiro, os compradores da Bisq agora poderão enviar dinheiro para os vendedores.

A corretora, apesar disso, continuará intermediando as propostas de compra e venda. No entanto, após um processo de compra e venda ser iniciado, ambas as partes terão que conversar sobre o negócio.

Ou seja, a Bisq irá listar propostas para fazer o encontro desses negociantes. A corretora lembra que os clientes devem conhecer a fundo a modalidade de envio de dinheiro via correio antes de negociar pela modalidade.

“Se estiver vendendo BTC em dinheiro, os campos de nome e endereço devem corresponder ao nome que você deseja que o comprador envie para o pacote. Se for comprar BTC para dinheiro, os campos de nome e endereço devem corresponder ao nome ao qual você gostaria que o vendedor / serviço postal devolvesse o pacote, se houver algum problema”, afirmou a Bisq

No Brasil, Correios faz o transporte de dinheiro em todo território nacional e para exterior

Como a Bisq tem o suporte a negociações em Real brasileiro, fãs do Bitcoin poderão usar a modalidade de negociações no país, caso queiram.

Isso porque, os Correios fazem o transporte de dinheiro físico, com o serviço chamado de Vale Postal Eletrônico. Desse modo, as pessoas podem enviar dinheiro para qualquer cidade do Brasil e até exterior, pagando as taxas pelo serviço.

A vantagem da negociação, segundo a Bisq, é a maior privacidade entre as partes. De acordo com a corretora, a compra de Bitcoin com dinheiro e por correio é um dos meios mais privados de pagamento da plataforma.

No entanto, é também um dos mais arriscados para quem planeja negociar pela modalidade. Isso porque, caso uma das partes não tome cuidado, poderá perder seu dinheiro na negociação.

Para evitar isso, a Bisq disponibilizou a opção de nomear um mediador da transação. Dessa forma, ambas as partes poderiam se resguardar com um terceiro, mas em caso de problemas, comprador e vendedor terão que conversar e resolver entre eles.

Além disso, caso um negociante queira trabalhar com mais de uma moeda fiduciária, deverá criar contas separadas.

Por fim, a Bisq alerta que perda de dinheiro com a negociação de Bitcoin via correio não é reembolsada. A corretora descentralizada de Bitcoin devem entender os detalhes dessa modalidade de negociação antes de realizá-la e ter seguro do dinheiro.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Criptomoeda Ethereum ao lado do Bitcoin

Mineradores de Ethereum estão lucrando mais que os de Bitcoin

Os mineradores de Ethereum estão lucrando mais que os de Bitcoin, de acordo com dados divulgados por um estudo do The Block. A mineração de...
Criptomoeda Bitcoin sobre notas de Dólar dos Estados Unidos

46 milhões de americanos investiram em criptomoedas, aponta pesquisa

O número de pessoas que já compraram criptomoedas nos Estados Unidos tem aumentado nos últimos anos. De acordo com um novo levantamento, 46 milhões...
Globo Hashdesh coinbase

Globo e Coinbase investem em empresa brasileira de criptomoedas

A Rede Globo - sim, a maior emissora do Brasil e a segunda maior do mundo - por meio do seu braço de investimentos Globo...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias