Corretora retira Bitcoin Cash de negociação no Brasil

Entre os motivos que levaram a esta decisão está a pouca adesão à tecnologia.

Siga no
Bitcoin Cash
Bitcoin Cash

O Bitcoin Cash é um dos principais hard forks do Bitcoin, fundado em 2017. Com pouca adesão no Brasil, uma corretora brasileira retira o Bitcoin Cash da sua plataforma.

O Bitcoin (BTC) é a principal criptomoeda do mundo hoje, principalmente em valor de mercado. Essa característica, entretanto, faz com que projetos alternativos de criptomoedas, as altcoins, tentem obter a mesma sorte.

Em 2017, por exemplo, a comunidade Bitcoin atravessou um dilema na condução da tecnologia. O episódio que ficou conhecido como a “Guerra dos Blocos” culminou no lançamento do Bitcoin Cash.

Essa moeda alternativa surgiu com a proposta de ter blocos maiores. A intenção era aumentar a escalabilidade do Bitcoin, permitindo mais transações dentro da rede.

Corretora retira Bitcoin Cash e dá prazo para que clientes efetuem o saque

A comunidade brasileira do Bitcoin Cash perde o suporte de uma corretora que acreditou no projeto desde o início. Isso porque, a FlowBTC foi uma das primeiras no Brasil a dar suporte ao hard fork.

De acordo com o Cointrader Monitor, a FlowBTC é a 13.ª em volume de Bitcoin no Brasil hoje, de 31 corretoras listadas. Apesar do bom volume de negociações com Bitcoin, o mesmo não se repete no Bitcoin Cash.

Em um e-mail enviado aos clientes a FlowBTC destacou que foram dois motivos principais que justificaram a decisão. Um deles é o baixo volume de negociações do ativo na corretora.

Além disso, o Bitcoin Cash não tem demonstrado inovação ao longo dos anos. Desse modo, não há motivos para manter a listagem do Bitcoin Cash.

“Fomos uma das primeiras exchanges no Brasil a distribuir BCH para os clientes que possuíam BTC na época do fork.

Porém de lá pra cá, não vimos um aumento no volume de negociações nem inovações no protocolo do Bitcoin Cash que justificassem mantê-la em nossa plataforma”, informou a FlowBTC

Para os clientes que tem Bitcoin Cash na plataforma e desejam manter a moeda, os saques devem ser realizados até dia 23 de outubro. Os clientes que quiserem trocar por Real ou outra criptomoeda também devem fazer antes da data.

Mesmo sendo 6.ª maior moeda do mercado, brasileiros tem preferido outras criptomoedas

De acordo com o market cap das criptomoedas hoje, o Bitcoin Cash é a 6.ª maior moeda. O preço do Bitcoin Cash perde 0,71%, cotado cada unidade a R$ 1247.

Nos últimos dias, contudo, a Receita Federal do Brasil liberou os dados das criptomoedas negociadas por brasileiros. De agosto de 2019 a julho de 2020, a Receita apurou que R$ 100 bilhões de moedas foram negociadas.

Desse valor, a autarquia deixou claro que 90% corresponde a Bitcoin, Ripple e Tether. Ou seja, o interesse dos brasileiros no Bitcoin Cash realmente é baixo, na linha do exposto pela corretora FlowBTC.

Essa moeda, inclusive, é polêmica desde sua fundação, causando desavenças na comunidade mundial. Alguns de seus proponentes foram até acusados de fraude com o projeto, porque ofereciam BCH para investidores como o “verdadeiro Bitcoin”.

Dessa forma, muitos compraram o Bitcoin Cash acreditando investir na moeda correta e perderam muito dinheiro. A tecnologia do Bitcoin Cash hoje segue praticamente obsoleta, com as inovações do Bitcoin, como a Lightning Network, ofuscando essa altcoin.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

“Bitcoin é uma grande bolha”, diz pesquisa do Bank of America

Apesar de muitos entusiastas de criptomoedas argumentarem que o Bitcoin já provou, além de qualquer dúvida razoável, que não é uma bolha, muitos gestores...

Binance anuncia listagem de ações da Coinbase

A Coinbase, a maior corretora de criptomoedas dos EUA, vai se tornar uma empresa de capital aberto nesta quarta-feira (14), sendo listada na Nasdaq,...

Com IPO da Coinbase, Bitcoin bate novo recorde e supera R$ 375 mil

O preço da criptomoeda mais famosa do mundo bateu um novo recorde na manhã desta quarta-feira (14). Enquanto o mundo aguardava a primeira IPO...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias