Criador da Dogecoin detona Mozilla

Fundação anunciou no último dia de dezembro de 2021 aceite, que não durou nem uma semana.

Navegador Mozilla Firefox
Navegador Mozilla Firefox

O criador da Dogecoin, Billy Markus, detonou a Fundação Mozilla ap[os a organização deixar de aceitar doações em criptomoedas. Tudo começou no dia 31 de dezembro de 2021, quando a Mozilla anunciou que iria aceitar doações em criptomoedas.

Bitcoin e Dogecoin estavam entre as criptomoedas aceitas como doação para manter o financiamento do Mozilla Firefox, um dos maiores navegadores do mundo, mas que não atravessa um bom momento.

Mesmo assim, alguns membros da comunidade Mozilla acabaram não gostando da história, com o cofundador Jamie Zawinski afirmando que os investidores de criptomoedas são golpistas que incineram planetas.

A fala foi vista pela comunidade de criptomoedas como uma menção a um suposto gasto energético para a mineração dessas moedas, que são acusadas por haters de serem um desperdício de energia.

Mozilla suspendeu doações em criptomoedas

A aventura da Mozilla com as criptomoedas foi um “namoro de verão” e não durou nem sete dias. Isso porque, no dia 6 de janeiro de 2021, a fundação Mozilla retrocedeu totalmente em seus planos de aceitar doações em criptomoedas.

“Na semana passada, tuitamos um lembrete de que a Mozilla aceita doações de criptomoedas. Isso levou a uma importante discussão sobre o impacto ambiental da criptomoeda. Estamos ouvindo e agindo.”

Em sua explicação, a fundação Mozilla afirma que a descentralização continua a ser uma área importante e que é explorada pela companhia. Contudo, a discussão na comunidade levou a fundação a suspender a aceitação de criptomoedas, devido ao assunto climático ganhar força no debate.

Como é uma comunidade código-aberto, a Mozilla espera amadurecer o debate sobre criptomoedas e afirmou que irá compartilhar detalhes em breve com todos sobre os avanços neste setor.

Criador da Dogecoin detona Mozilla

Uma das criptomoedas que seriam aceitas pela Mozilla como doação seria a Dogecoin, moeda que também é minerada de forma similar ao Bitcoin, com Asics e prova de trabalho.

Mas seu criador não gostou nada de ver a Mozilla suspender a aceitação da Dogecoin e outras criptomoedas, detonando a fundação por sua postura.

Segundo ele, esse comportamento mostra a ignorância de parte da internet ao não entender o funcionamento das criptomoedas e como se dá seu consumo de energia no planeta.

Além disso, Shibetoshi declarou que as doações em bancos provavelmente gastam mais energia que com criptomoedas, mas esse setor não foi alvo da comunidade hater dentro da fundação Mozilla.

“Obrigado por sucumbir a uma multidão reacionária e ignorante da internet. Espere até que eles ouçam sobre o custo ambiental dos dólares de papel e toda a infraestrutura bancária, tenho certeza que eles terão o mesmo nível de colapso sobre seu próprio impacto ambiental constante.”

Recentemente, um apoiador do Bitcoin lembrou que o gasto de energia do Bitcoin é similar ao de qualquer item digital, com sua comunidade não devendo se preocupar com as críticas relacionadas ao impacto ambiental da moeda.

De qualquer forma, quando a Tesla parou de aceitar o Bitcoin como meio de pagamento, uma das desculpas usadas por Elon Musk também foi relacionada ao consumo de energia da moeda.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias