Criador do Ethereum elogia moedas dos governos e diz que criptomoedas não as substituirão

Já Changpeng Zhao, fundador da Binance, foi um pouco mais direto em sua resposta. Para o empresário, as criptomoedas são uma fuga de um sistema onde cidadãos são escravos de seus governos.

Vitalik Buterin no The Conversation. Fonte: Reprodução.
Vitalik Buterin no The Conversation. Fonte: Reprodução.

Para Vitalik Buterin, criador do Ethereum, as criptomoedas não serão um padrão mundial e não substituirão governos e suas moedas. Sua declaração ocorreu na última quarta-feira (15) ao The Conversation, onde Changpeng Zhao, fundador da Binance, também esteve presente.

Indo além, Buterin chegou a elogiar a estabilidade das moedas fiduciárias. Apesar disso, comenta que as criptomoedas podem ser uma boa alternativa a países que possuem moedas fracas.

Já Changpeng Zhao, nota que os governos possuem muito poder em suas mãos ao controlar as finanças de seus cidadãos, transformando-os em escravos. Sendo assim, o Bitcoin é uma fuga para quem busca liberdade.

Economia será virtual, porém pode não ter criptomoedas

Embora conheça o Bitcoin desde seus primeiros anos, Vitalik Buterin está cético que o bitcoin ou outras criptomoedas possam se tornar um padrão a ponto de substituir governos e suas moedas fiduciárias.

“A economia está se tornando mais virtual, com ou sem criptomoedas.”

“Conforme nossa sociedade entrar na era da informação, as coisas mais importantes serão digitais de alguma forma,” continua Vitalik Buterin. “E isso criará uma sociedade e uma economia que funcionarão de forma estranha.”

Seguindo, Buterin aponta que essa digitalização terá um grande impacto em termos geográficos conforme isso permite a criação de comunidades onde seus membros estão distantes fisicamente uns dos outros.

“Não espero que as criptomoedas dominem o mundo, porém imagino que elas possuem o grande papel de criar uma alternativa.”

Changpeng Zhao também comentou sobre criptomoedas

Já Changpeng Zhao, fundador da Binance, foi um pouco mais direto em sua resposta. Para o empresário, as criptomoedas são uma fuga de um sistema onde cidadãos são escravos de seus governos.

“Anteriormente a maioria de nós seríamos escravos e essa era a norma. Porém não acredito que deveriamos ser escravos.”

Indo além, Zhao comenta que concorda que governos cobrem impostos, afinal esta é uma forma de gerar receita. Entretanto, nota que eles também imprimem dinheiro, gerando uma sobrecarga sobre os cidadãos já que está é uma segunda forma de imposto.

Por fim, mesmo que o Bitcoin não se torne uma moeda mundial, está claro que já existe uma grande comunidade global formada especialmente por pessoas que não concordam com as políticas monetárias de seus governos.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias