Criptomoedas podem substituir o dinheiro até 2030, diz uma das maiores instituições financeiras do mundo

Se as tendências atuais continuarem, em 2030 haverão 200 milhões usuários de criptomoedas.

Siga no
Deutsche Bank Bitcoin
Deutsche Bank Bitcoin

Até 2030, a demanda por moedas alternativas vai aumentar, e as moedas digitais, como o Bitcoin, vão substituir o dinheiro comum. Essa é a visão de futuro do Deutsche Bank, uma das maiores instituições financeiras do mundo.

No relatório intitulado de “Imagine 2030”, o estrategista do Deutsche Bank, que tem sede na Alemanha, Jim Reid pede conscientização sobre os desafios que o sistema fiduciário atual encontrou nos últimos anos, especificamente com o surgimento das criptomoedas.

Para ele, a crescente demanda das pessoas por meios de pagamento digitais (cartão de crédito e débito) e anônimos poderia levar mais e mais pessoas a usarem moedas digitais, como o Bitcoin, por exemplo.

O Deutsche Bank é o 17º maior banco do mundo, a instituição se rendeu as criptomoedas no relatório que foi feito como uma maneira de revelar a opinião da instituição sobre o futuro da sociedade.

“O atual sistema fiduciário parece “frágil”, principalmente por causa de ‘décadas de custos trabalhistas’ e inflação. Na próxima década, as coisas podem mudar e ‘a demanda por moedas alternativas, como ouro e criptomoedas, pode decolar”, diz o relatório.

“Os benefícios das criptomoedas como segurança, velocidade, taxas baixas de transação, facilidade de armazenamento e “relevância na era digital” podem ajudar a impulsionar a adoção em massa nos próximos anos”.

Desafios das criptomoedas para substituir o dinheiro

Para obter uma aceitação maior, as criptomoedas precisam superar alguns grandes desafios. Isso inclui a legitimidade percebida aos olhos de governos e reguladores, o que implica em estabilidade de preços e permite alcance global no mercado de pagamentos.

Segundo Reid, o estabelecimento de alianças e parcerias com as principais partes interessadas, como aplicativos de celular e operadoras de cartões de crédito, permitirá esse desenvolvimento.

Reid aponta também que, com a adoção convencional, novos desafios surgirão. Entre as principais estão as ameaças ao suposto novo sistema financeiro baseado em moeda digital, sendo dependência de eletricidade, ataques cibernéticos e uma guerra digital.

“Quando isso ocorrer, a linha entre criptomoedas, instituições financeiras e setores público e privado pode ficar confusa”, Diz Reid.

Outro motivo pelo qual as criptomoedas podem se tornar o “dinheiro do século 21” é a privacidade, de acordo com o relatório. “Quase dois terços dos consumidores preferem dinheiro digital a pagamentos em dinheiro e um terço está preocupado com a privacidade. Essas são as duas coisas que as criptomoedas fazem melhor.”

Previsão de 200 milhões de usuários de criptomoedas em 2030

A instituição argumenta que, na década de 1970, o dinheiro era sempre respaldado por mercadorias como ouro ou prata. Uma das coisas mais notáveis ​​que aconteceram após a dependência de tais mercadorias foi que a inflação às vezes aumentava “drasticamente”.

Inflação poderia impulsionar a demanda por moedas alternativas. “As moedas fiduciárias sobreviverão ao dilema político que as autoridades enfrentarão ao tentar equilibrar rendimentos mais altos com níveis recordes de dívida? Essa é a pergunta multibilionária para a próxima década ”, disse Reid.

O relatório mostra a taxa de adoção das criptomoedas em relação a internet. O gráfico mostra as taxas de adoção das carteiras de criptomoedas com o equivalente ao número de usuários da internet. O gráfico mostra que as curvas são semelhantes após pequenos ajustes de escala. Se as tendências atuais continuarem, em 2030 haverão 200 milhões usuários de criptomoedas.

previsão usuários criptomoedas 2030
previsão usuários criptomoedas 2030

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Livecoins
Livecoins
Livecoins é um portal de blockchain e criptoeconomia focado em notícias, artigos, análises, dicas e tutoriais.
Guggenheim

CIO da Guggenheim insiste que Bitcoin cairá para US $ 20 mil

Scott Minerd, o diretor de tecnologia da Guggenheim Partners, voltou a falar que o Bitcoin vai cair a níveis abaixo de US $ 20...
Banco dos EUA JPMorgan - Bitcoin BTC Criptomoedas

JPMorgan faz alerta sobre preço do Bitcoin

Depois de prever que o preço do Bitcoin poderia chegar a US $ 146 mil ainda este ano, o analista do JP Morgan, Nikolaos...

Se quiser rir, compre Dogecoin, se quiser assumir o poder, compre Bitcoin.

Dogecoin já entrou no top 10 das criptomoedas mais valorizadas. Agora a moeda tem uma capitalização de mercado de mais de US $ 43...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias