Crítico do Bitcoin no Brasil diz que parte da comunidade é covarde

Já estudou Bitcoin e ouro, mas prefere não investir em nenhum dos dois.

Siga no
Luiz Alves em conversa com fã do Bitcoin em quadro do Spotniks
Luiz Alves em conversa com fã do Bitcoin em quadro /Crédito: Spotniks

Um dos maiores críticos do Bitcoin no Brasil atacou parte da comunidade da moeda digital, chamando os entusiastas da criptomoeda de covardes, após ser alvo de críticas.

Luiz Fernando Alves Júnior é gestor do Fundo Versa, conhecido no Brasil assim por administrar recursos de clientes e ficando conhecido no setor de investimentos do mercado tradicional.

No dia 2 de novembro, ele foi até o seu Twitter falar sobre seu fundo de investimentos, do qual chamou de escola, visto que pode aprender muito com a administração destes recursos.

“O primeiro fundo que montei, quebrei. Foram erros de todos os tipos: tamanho de posição, escolha de papel, sobre-alavancagem, opção cara, tudo o que dá pra imaginar. Em 2,5 anos cai 70%, perdi os investidores mas, como sempre, não desisti. Essa foi a minha escola: o fundo Versa.”

No entanto, parte das pessoas que acompanhavam a explicação de Luiz o lembraram que ele havia ficado de fora do Bitcoin neste mesmo período.

Crítico do Bitcoin no Brasil sobre parte da comunidade de criptomoedas: “covardes”

Luiz Alves “saiu da casinha” com parte da comunidade que o lembrou de sua estratégia de investimentos que negligencia o Bitcoin, evitando de todo custo qualquer exposição a moeda digital.

Ao publicar que o Fundo Versa foi uma escola, um internauta lembrou que Luiz Alves deveria estudar sobre o Bitcoin, que já deu um retorno de 132% em 2021 em relação ao Real, batendo todos os ativos financeiros no Brasil.

Em resposta, Luiz disse que já estudou sobre a moeda digital, mas que assim como no ouro, ele é parte da “turma” que não investe nesses ativos, e que pensam ainda que quem tem exposição ao Bitcoin são apenas crianças.

Luiz Alves disse que não investe em Bitcoin nem ouro, pregando que parte da comunidade são apenas crianças
Luiz Alves disse que não investe em Bitcoin nem ouro, pregando que parte da comunidade são apenas crianças /Twitter

Após receber um conselho aparentemente amistoso de um internauta, que apenas queria que o gestor de portfólio do Fundo Versa observasse o Bitcoin com atenção, ele aparentemente se irritou com os seus seguidores.

Assim, ele publicou que algumas pessoas que transformaram R$ 300,00 em R$ 30 mil com Bitcoin estão se mostrando tóxicas contra ele, agindo como covardes, devendo essas pessoas procurarem um psicologo.

Luiz Alves chamou pessoas que usam emojis de Bitcoin na rede social de covardes e pediu que procurem psicológo
Luiz Alves chamou pessoas que usam emojis de Bitcoin na rede social de covardes e pediu que procurem psicologo /Twitter

Antes disso, ele disse em outro comentário que não fala sobre Bitcoin há um ano, não entendendo o porquê das pessoas o estarem envolvendo nessas discussões.

Bitcoin já registrou grande valorização desde que Luiz Alves criticou moeda

Em abril de 2019, Luiz Alves disse que os investidores do Fundo Versa não precisavam do Bitcoin. Naquele momento da história, os investidores da moeda digital começavam a ver o mercado se recuperar de uma das suas maiores quedas na cotação, que ficou marcado como “inverno cripto”.

Desde aquele momento em que Luiz Alves menosprezou o Bitcoin até sua publicação desta quarta-feira (3), o BTC ignorou o ruído e valorizou 420%, mostrando que independente de opiniões, sejam contrárias ou favoráveis, o mercado comprou a tecnologia.

Bitcoin valorizou 420% desde que ele afirmou que os investidores do Fundo Versa não precisavam da moeda digital critico Brasil
Bitcoin valorizou 420% desde que ele afirmou que os investidores do Fundo Versa não precisavam da moeda digital /Livecoins

O caso mostra que a comunidade Bitcoin até pode ser impiedosa com as críticas feitas ao gestor do Fundo Versa, mas que o preço da moeda digital continua subindo.

Recentemente, ele participou de um quadro do Spotniks, onde conversou com um fã do Bitcoin e tirou algumas dúvidas, mas segue ainda firme na turma dos céticos da tecnologia.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Kid Bengala promete dar “madeirada” em quem vender criptomoeda

Após a sua grande carreira na indústria de filmes adultos, Clóvis Basílio dos Santos, mais conhecido como Kid Bengala, se tornou uma celebridade na internet...

Um dos maiores bancos dos EUA pode estar explorando empréstimos com Bitcoin

Com os bancos e outras instituições demonstrando cada vez mais interesse no criptomercado, podemos ver cada vez mais produtos ligados ao setor tradicional e...
Homem olhando bravo para notas amassadas de Real brasileiro enquanto segura o Bitcoin

Pesquisa revela que brasileiros acreditam no Real digital apenas no curto prazo

Muitos brasileiros acreditam no Real digital como uma tecnologia promissora de curto prazo, não para daqui a cinco anos. Pelo menos isso é o...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias