CVM dos EUA é acusada de dar vantagens à China no mercado cripto

Especialistas e líderes da indústria estão preocupados que a China está deixando os Estados Unidos para trás na corrida pelas moedas digitais. A abordagem arrogante da SEC prejudicou empresas americanas, dando vantagens à China.

Siga no

O Diretor de Inteligência Nacional (DNI) dos Estados Unidos, John Ratcliffe, enviou uma carta ao presidente da Comissão de Valores Mobiliários americana (SEC) expressando preocupações sobre a atuação autoritária da agência reguladora em relação às criptomoedas.

Ratcliffe questionou a influência do Partido Comunista Chinês sobre as moedas digitais no mundo, e sugeriu que a SEC deu vantagens à China, colocando a segurança do país em perigo.

O DNI atua como diretor do serviço de inteligência dos EUA, supervisionando a implementação do programas de inteligência nacional e atuando como o principal conselheiro do Presidente, do conselho de segurança nacional e do conselho de segurança interna. O presidente tem autonomia de nomear o DNI com o consentimento do Senado.

John Ratcliffe. Imagem: Youtube
John Ratcliffe. Imagem: Youtube

SEC prejudicou empresas cripto por falta de clareza na regulação e postura tirana

Ratcliffe citou o controle da China sobre a mineração de criptomoedas, bem como o avanço da moeda digital do país, que tem potencial de dificultar a vida das empresas americanas.

O chefe da inteligência nomeado por Trump pediu que a SEC passe a implementar regras que facilite a vida das empresas de criptomoedas nos Estados Unidos para que elas possam competir contra aquelas baseadas e controladas pela China.

A pressão sob a SEC começou depois que o senador Tom Cotton (R-AR) alertou Ratcliffe:

“A contínua falta de clareza regulatória não só prejudica os ativos digitais desenvolvidos nos EUA, como também coloca a segurança nacional e econômica americana em sério risco”.

Ainda em 2018 um senador republicano enviou uma carta ao presidente da SEC afirmando que era necessário que a agência “desenvolvesse uma articulação mais clara de políticas e uma orientação formal da comissão sobre moedas digitais para garantir que as empresas americanas tivessem a chance de liderar.”

A SEC ignorou e dificultou a vida de várias empresas. No mesmo tempo a China desenvolveu uma moeda digital de Banco Central e dominou a mineração de bitcoin no mundo.

Mineração de Bitcoin por país
Mineração de Bitcoin por país

“Há sérias preocupações com a segurança nacional em relação ao controle da China sobre o Bitcoin e o Ether”, disse um funcionário da inteligência.

“não podemos permitir que a China domine as tecnologias e inovações que vão decidir quem governa o mundo nas próximas décadas – da inteligência artificial à moeda digital, e tudo mais.”

Comissão de Valores Mobiliários americana vai ajudar o mercado cripto?

Antes tarde do que nunca. Tudo sugere que uma reviravolta pode acontecer na SEC, que tem tido uma postura muito conflituosa e hostil em relação ao mercado de criptomoedas nos últimos 3 anos.

Também sugere que as criptomoedas agora são vistas como uma prioridade na competição das grandes potências, algo que já era verdade desde pelo menos 2014, quando Londres ganhou a coroa de capital financeira do mundo.

Muita coisa mudou desde então, e existe uma corrida da revolução industrial digital. As empresas privadas americanas são uma das mais avançadas nas áreas de inteligência artificial, blockchain e cripto, mas a SEC impôs medidas que impediram a inovação no mercado, dando vantagens para outros países, como a China.

Um exemplo comum é o ETF bitcoin que não foi concedido pela agência reguladora que se baseia em leis centenárias para aplicá-las a uma era digital.

Isso criou um ambiente regulatório burocrático, rigoroso e confuso, o que gerou muita raiva em empresários e empresas que acusaram a SEC de atuar como guardiã de monopólios.

O erro de Trump em responder essas frustrações pode ter causado sua derrota nas eleições. O Vale do Silício escolheu Biden depois que seus apelos à SEC em 2018 entraram em um ouvido e saíram em outro.

Ainda não se sabe qual abordagem Biden tomará, mas a maioria dos analistas esperam reformas na SEC ou pelo menos alguma nova energia para enfrentar os desafios e oportunidades da nova revolução industrial impulsionada pela tecnologia do bitcoin.

Um ETF bitcoin parece inevitável, especialmente porque até mesmo o “espião” do governo está frustrado com a abordagem da SEC. Eles acham que isso pode prejudicar os Estados Unidos, pois dá à China uma vantagem tecnológica em criptomoedas e blockchain.

Pequim liderou a corrida pelo dinheiro do futuro em pleno governo Trump, o mesmo governo que também perdeu para a gigante das telecomunicações chinesa, Huawei, que agora domina quase todo mercado de tecnologia 5G do mundo.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
TrustNodes
TrustNodeshttps://trustnodes.com
News on all things Blockchain, Ethereum, IoT, Fintech and Bitcoin.

“Os Simpsons” faz previsão sobre o Bitcoin, seriado vai prever o futuro de novo?

Os Simpsons é a série de televisão mais longa da historia e uma das animações mais reconhecidas do mundo. Mas ela possui uma outra...

Investidores encontram Rodrigo Marques, fundador da Atlas Quantum

Depois de quase dois anos desaparecido, Rodrigo Marques, o fundador da Atlas Quantum, foi encontrado morando em um condomínio de luxo em São Paulo. Marques...

Governo Biden vê ameaça potencial do Yuan digital da China

O governo dos Estados Unidos está monitorando o desenvolvimento da moeda digital da China, o Yuan digital. A equipe de Biden está preocupada com...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias