CVM faz alerta sobre riscos das criptomoedas e ICOs

CVM emitindo novos alertas ao mercado.

Alerta da CVM multa
Alerta da CVM/Reprodução

A CVM Educacional, por meio de sua página em redes sociais, divulgou um alerta contra os riscos de ICOs e criptomoedas. Nos últimos anos, uma série de alertas já partiu da autarquia contra o mercado, que não é regulado no Brasil ainda.

Ou seja, sem regulação, é comum que seja associado a alguns golpes de falsos investimentos.

Dessa forma, como a Comissão de Valores Mobiliários é a instituição pública responsável por fiscalizar o setor de investimentos no Brasil, sua atuação contra empresas que prometem produtos financeiros suspeitos é comum no mercado.

CVM alerta contra os riscos das criptomoedas e ICOs

A CVM voltou a emitir alguns alertas em suas redes sociais, principalmente pelo Instagram, onde citou nos últimos dias várias vezes o mercado de criptomoedas.

No mais recente, feito no último final de semana, a comissão publicou que já existe um material produzido pela própria autarquia chamado Série Alertas, que abordam os assuntos de criptomoedas e Forex, dois mercados considerados de alto risco pela CVM.

Contudo, na última semana a CVM havia emitido um novo alerta para a presença de ICOs e criptomoedas, pedindo que a população brasileira esteja atenta aos riscos envolvidos neste mercado.

“O investidor precisa estar atento, pois as características inerentes aos criptoativos e ICOs apresentam riscos, como comprovam os inúmeros casos divulgados nos últimos anos. Entre os principais, destacam-se o risco de fraudes, a alta volatilidade dos preços, o risco de liquidez, riscos cibernéticos e riscos da não regulamentação ou do caráter transfronteiriço das operações. Esteja alerta!”

CVM deverá participar da regulação do mercado

Chama atenção que os novos alertas pela CVM em suas redes sociais contra as criptomoedas e ICOs chegam em momentos em que o mercado está aquecido. Como as moedas digitais despertaram o interesse de muitos investidores em 2021, a autarquia volta a se posicionar neste início de ano contra o mercado.

Vale lembrar que o Brasil discute no legislativo sobre o processo de regulação do Bitcoin e seu mercado, com o Senado Federal devendo se manifestar agora em fevereiro sobre o assunto.

Em um projeto que tramita na casa, aprovada pela Câmara dos Deputados, caso seja aprovado, o governo federal deverá escolher o órgão fiscalizador, que provavelmente ficará a cargo do Banco Central do Brasil observar corretoras e empresas fintechs, assim como a CVM fiscalizar aqueles que oferecem produtos financeiros neste mercado.

Essa fala já foi feita até pelo presidente do Bacen, Roberto Campos Neto, que disse que a CVM fará parte da fiscalização do mercado. Assim, fica claro que os novos alertas da autarquia ao mercado já dá o tom de que ela segue de olho em possíveis fraudes no setor.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias