Desafio do Tik Tok faz criptomoeda valorizar 60%

Siga no
Dogecoin
Dogecoin

Nos últimos dias o mercado tem se surpreendido com o desempenho da Dogecoin (DOGE) que vem apresentando bons ganhos. No gráfico de uma semana a moeda valorizou cerca de 60%, com ganhos de 28% só nas últimas 24h. Mas, ainda mais curioso, é que o Tik Tok pode estar por trás dessa valorização.

A DOGE é uma das criptomoedas mais conhecidas no setor, a fama não vem de suas grandes valorizações ou importância do projeto. Dogecoin é famosa por ter isso uma moeda feita como uma piada, mas que acabou ganhando muito aceitação entre os usuários da internet.

Ela ficou famosa por ter sido usada para patrocinar um piloto de NASCAR, além de ser muito comum em ações sociais e beneficentes.

Carro da Nascar patrocinado pela Dogecoin

Mesmo com a fama e com toda a simpatia por trás do projeto, ela nunca atingiu grandes valores.

Mas isso pode estar mudando com a inusitada ajuda do Tik Tok, um aplicativo de vídeos curtos que é sensação entre as gerações mais novas. Tudo começou com o Tik Toker jazg97 que lançou um vídeo falando “Vamos ficar Rico”.

Ele sugeriu que os 800 milhões de usuários ativos do Tik Tok comprassem US$ 25 dólares em DOGE, o que daria em torno de 10 mil moedas, na cotação da época. Ele então diz “Quando o preço atingir 1 dólar por DOGE, você terá feito US$ 10 mil dólares. Fale para todo mundo que você conhece”.

Preço da Dogecoin desde o dia 6 de julho.

O vídeo foi publicado no dia 2 de julho, desde então já teve mais de 63 mil curtidas e 5 mil comentários. O vídeo com a mesma dica de “investimento” começou a ser repetido por outros criadores de conteúdo da plataforma, como mostrado pelo The Block.

Justamente alguns dias após esses vídeos começaram a ganhar força, a DOGE começou a apresentar ganhos, saindo da casa de US$ 0,0024 para os atuais US$ 0,0042, com um pico em US$ 0,0050. Ainda muito longe do sonhado US$ 1 do Tik Tok, mas ainda assim uma excelente movimentação de alta.

Matheus Henrique
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.
Divulgação/Goldman Sachs

Goldman Sachs reabre mesa de negociação de Bitcoin

A recente alta do Bitcoin reacendeu o interesse de diferentes players no criptomercado, com fontes afirmando que a Goldman Sachs, um dos nomes mais...
Bitcoin em fevereiro de 2021

Bitcoin foi o ativo com melhor desempenho em fevereiro, ouro e B3 em queda

O preço do Bitcoin teve alta de 42% em fevereiro, sendo o melhor ativo do mês. Ao contrário do desempenho da moeda digital, ativos...

Província da China vai banir mineração de Bitcoin por causa do impacto ambiental

A emissão de gases de carbono é uma grande preocupação atualmente, sendo classificado como o principal causador do efeito estufa e um dos motivos...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias

Bitcoin foi o ativo com melhor desempenho em fevereiro, ouro e B3 em queda

O preço do Bitcoin teve alta de 42% em fevereiro, sendo o melhor ativo do mês. Ao contrário do desempenho da moeda digital, ativos...

Província da China vai banir mineração de Bitcoin por causa do impacto ambiental

A emissão de gases de carbono é uma grande preocupação atualmente, sendo classificado como o principal causador do efeito estufa e um dos motivos...

Desenvolvedores voltam a atualizar Dogecoin

No meio da alta recorde das criptomoedas no ano passado, a Dogecoin (DOGE) se destacou como uma ovelha negra. Ela valorizou 2100% no intervalo...

Citibank: Bitcoin pode se tornar uma moeda de comércio global

O Bitcoin está em um "ponto de inflexão" e pode se tornar a moeda preferida para o comércio internacional, disseram analistas do gigante bancário...

Governos não podem manipular o Bitcoin, diz prefeito de Miami

Francis Suarez, o prefeito de Miami, quer tornar o Bitcoin parte do futuro econômico de sua cidade e, em uma entrevista à "Axios on...