Brasileiro usa Dogecoin como poupança

Morados dos Estados Unidos, ele chegou a ter mais de US$ 1 milhão, mas não tem mais com queda do mercado.

Siga no
Glauber Contessoto, brasileiro ex-milionário da Dogecoin
Glauber Contessoto/YouTube

O brasileiro agora milionário em Dogecoin, Glauber Contessoto, espera um dia ter R$ 50 milhões com uma eventual recuperação da DOGE. Na última alta do mercado, ele chegou a ter mais de US$ 1 milhão.

Vale o destaque que, apesar de ser brasileiro, ele mora nos Estados Unidos, então sua referência principal de preço é em relação ao dólar.

Com a queda do mercado, a Dogecoin acabou despencando mais de 70% de sua alta histórica, levando muitos a grandes prejuízos. Isso porque, Elon Musk, CEO da Tesla e SpaceX, ajudou a levantar a moral desses investidores, mas seu “efeito mágico” já não ajuda muito mais.

Dogecoin como poupança

Muitas pessoas imaginam aposentar algum dia, fazendo poupanças ao longo da vida para chegar neste momento com segurança. Mas onde fazer a poupança é uma pergunta comum no último ano, que viu a renda fixa perder a atratividade no mundo, com taxas de juros na mínima histórica e a inflação subindo sem freios, nos Estados Unidos e até no Brasil.

Para o brasileiro Glauber Contessoto, a criptomoeda meme é a sua poupança, onde acredita que está sua reserva de valor para o futuro.

A fala foi em uma entrevista para a CNBC, onde Glauber confirmou que continua acreditando na criptomoeda que o tornou milionário. Para ele, no longo prazo, é possível que ele tenha até um patrimônio de US$ 10 milhões (cerca de R$ 52 mi).

Caso sua meta de preço seja alcançada, Contessoto planeja vender 10% de sua posição pela primeira vez, para gastar e comprar o que tem vontade. O restante de seu patrimônio Dogecoin ele guardaria para novas valorizações de mercado, afirmou o entusiasta da moeda meme.

Além de não vender suas DOGE, ele ainda está “comprando no fundo”

No último dia 17 de julho, quando a Dogecoin alcançou os US$ 0,17, Glauber publicou em seu Twitter que estava comprando mais. Para ele, a compra foi feita no fundo, reforçando sua visão que a moeda deverá valorizar em breve.

“Pratique o que você prega. Acabei de comprar $5.300 dólares em mais Dogecoin a 17 centavos. Estamos chegando ao fim, rapazes. VAMOS!”

Após sua experiência, Glauber largou seu emprego e se tornou um youtuber da Dogecoin. Vale o destaque que ele não é um analista do mercado, apenas um entusiasta dessa moeda.

Com uma grande valorização de 16% nas últimas 24 horas, a DOGE ainda despenca 30% nos últimos 30 dias. Desde a alta histórica, a queda é de 73% hoje.

Vale o destaque que o Bitcoin, maior criptomoeda em valor de mercado, é a única com uma tecnologia sólida, já testada há alguns anos. Já a Dogecoin é o que podemos dizer de “a cópia da cópia“, sendo muito arriscado investir dinheiro nela como fez Glauber.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Debate Descentralizado: stablecoins podem impactar outras criptomoedas

As stablecoins são possivelmente um dos pilares do mercado de criptomoedas atualmente. O USDT, por exemplo, é usado como medidor de demanda por investidores....
Trade na Uniswap baleia

Criador da Uniswap quer melhorar negociações de baleias Ethereum

Hayden Adams, o criador da Uniswap quer implementar uma melhoria para as negociações de baleias de Ethereum. Um estudo está sendo feito em conjunto...
US Marshals na vigilância do telhado bitcoin

Polícia americana contrata empresa para armazenar bitcoins apreendidos

A polícia dos Estados Unidos quer guardar os bitcoins apreendidos em operações e para isso, contratou uma empresa especializada, a Anchorage Digital. De acordo com...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias