Em ebook gratuito, escritor Yuval Harari critica políticos que minam ciência

Confiança na ciência deve existir porque cientistas, médicos e enfermeiros vêm reunindo informações e estudando meios de entender o mecanismo dos vírus desde o século passado, disse escritor.

-

Siga no
Historiador Yuval Noah Harari, autor do bestseller "Sapiens: Uma História da Humanidade". Imagem: Reprodução/YouTube.
Anúncio

Para amenizar a crise econômica e social causada pela pandemia do coronavírus, autoridades deveriam confiar na ciência. É o que defende o historiador Yuval Noah Harari – autor do bestseller Sapiens: Uma Breve História da Humanidade – em um novo ebook distribuído gratuitamente na Amazon.

Entretanto, segundo o escritor, políticos irresponsáveis no mundo todo vêm minando a confiança nos fatos científicos. Por causa disso, escreveu o escritor, “hoje a humanidade enfrenta uma crise aguda, não apenas devido ao coronavírus, mas também devido à falta de confiança entre os seres humanos.”

Ciência é baseada em séculos de pesquisa

Harari escreveu que a confiança na ciência deve existir porque cientistas, médicos e enfermeiros vêm reunindo informações e estudando meios de entender o mecanismo dos vírus desde o século passado.

Anúncio

Nos dias de hoje, disse o escritor, é possível saber como surgem novas doenças e como funciona o “maquinário” por trás dos vírus. A genética inclusive permite, escreveu, que cientistas olhem o próprio “manual de instruções” dos patógenos, algo impossível de se imaginar nos séculos passados.

“Depois que os cientistas entenderam o que causa as epidemias, ficou muito mais fácil combatê-las. Vacinas, antibióticos, higiene aprimorada e uma infraestrutura médica muito melhor permitiram que a humanidade ganhasse vantagem sobre seus predadores invisíveis”, disse.

Globalização não é responsável pela disseminação do coronavírus

No livro, Yuval também abordou o fato de muitas pessoas jogarem a culpa pela proliferação do coronavírus na globalização. Alguns acabam usando esse discurso para defender leis anti-imigração e fomentar o nacionalismo exacerbado.

Segundo ele, apontar o dedo para a globalização não faz sentido algum, pois outras epidemias se espalharam de forma mais rápida pelo mundo – no passado – antes da facilidade de locomoção proporcionada pelo “boom” dos meios de transporte.

A Peste Negra, no século XIV, por exemplo, se disseminou pela Ásia e pela Europa Ocidental e matou 75 milhões de pessoas. A varíola, um século antes, matou um terço da população da América Central. E a gripe espanhola infectou meio bilhão de pessoas e fez mais vítimas fatais em um ano do que a 1ª Guerra Mundial fez em quatro anos.

Harari reforçou sua posição “pró-ciência” e disse que, embora o povo medieval nunca tenha descoberto o que causou a Peste Negra, os cientistas de hoje em dia levaram apenas duas semanas para identificar o novo coronavírus, sequenciar seu genoma e desenvolver um teste confiável para identificar pessoas infectadas.

Confiança e cooperação são essenciais

No ebook, o escritor também falou sobre a importância do compartilhamento de informações entre as nações. Ele disse que essa cooperação, somada aos avanços científicos, é essencial para combater o vírus em um mundo globalizado, que permite que um microorganismo possa sair da Europa e chegar ao México em menos de 24 horas.

“Deveríamos esperar viver em um inferno infeccioso, com uma praga mortal após outra. No entanto, a incidência e o impacto das epidemias diminuíram drasticamente. Isso ocorreu porque a melhor defesa que os humanos têm contra patógenos não é o isolamento, mas sim a a informação.”

Ele também disse que, nesse momento de crise, a desunião e a desconfiança entre os seres humanos – geradas por discursos anticiência – são a maior arma do vírus. “Quando os humanos brigam – os vírus dobram. Por outro lado, se a epidemia resultar em uma cooperação global mais estreita, será uma vitória não apenas contra o coronavírus, mas contra todos os patógenos futuros”.

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Leia mais sobre:
Lucas Marins
Lucas Marins
Jornalista desde 2010. Escreve para Livecoins e UOL. Já foi repórter da Gazeta do Povo e da Agência Estadual de Notícias (AEN).
Carvão e tecnologia blockchain

Minas Gerais lança projeto blockchain para controle de carvão

O carvão é considerado um dos principais recursos naturais para obtenção de energia no mundo. Dessa forma, um dos estados que o produz no...

Investidores se confundem e compram criptomoeda errada que valoriza 500.000% com confusão

Recentemente o projeto Uniswap (UNI) tem ganhado muito a atenção dos investidores, principalmente após ter sido listado na Coinbase, a maior corretora de bitcoin...
Hacker segurando criptomoeda Bitcoin

Grupo de hackers atacavam gamers para roubar Bitcoin

Um grupo de hackers baseado na China atacavam vários gamers em um elaborado plano. As autoridades que investigavam o grupo aponta que há anos...

Últimas notícias

Investidores se confundem e compram criptomoeda errada que valoriza 500.000% com confusão

Recentemente o projeto Uniswap (UNI) tem ganhado muito a atenção dos investidores, principalmente após ter sido listado na Coinbase, a maior corretora de bitcoin...

Grupo de hackers atacavam gamers para roubar Bitcoin

Um grupo de hackers baseado na China atacavam vários gamers em um elaborado plano. As autoridades que investigavam o grupo aponta que há anos...

Doações de Bitcoin começam a chegar para combater queimadas no Pantanal

Algumas doações em Bitcoin começam a chegar para apoiar o combate às queimadas no Pantanal. O dinheiro está sendo arrecadado em uma campanha pela...