El Salvador vai ensinar Israel a trabalhar com criptomoedas

Parceria entre países possibilitará mais conhecimento sobre setor.

Bandeiras de El Salvador e Israel ao fundo com Bitcoin na frente
Bandeiras de El Salvador e Israel ao fundo com Bitcoin na frente

El Salvador fechou uma parceria com Israel e ajudará o país a trabalhar melhor com sistemas de criptomoedas no futuro. Segundo a visão do país latino, a busca por parcerias pode ser fundamental para atrair mais investimentos estrangeiros ao local.

Desde 2021, El Salvador se tornou destaque mundial ao adotar o bitcoin como moeda. Isso permite que sua população utilize essa no cotidiano sem preocupações, seja no comércio ou qualquer outra relação de consumo.

Além disso, o bitcoin foi adicionado pelo governo local ao tesouro do país, sendo este o primeiro a chamar a moeda digital de reserva de valor com respaldo em sua legislação.

Para o futuro, o país espera que o bitcoin seja parte fundamental do seu crescimento econômico.

El Salvador vai ensinar Israel a trabalhar com criptomoedas

Conhecido por ser o primeiro a adotar o bitcoin, El Salvador tem em menos de um ano se mostrado disposto a ensinar autoridades de outros países a trabalhar com a tecnologia.

Nos últimos dias, por exemplo, 44 membros de bancos centrais e autoridades financeiras visitaram o país para uma imersão com bitcoin.

Antes disso, agentes da Polícia Federal brasileira foram ao pequeno país da América Central estudar sobre a moeda, em um evento internacional sobre o assunto.

Na última semana, a representante do Ministério da Economia (MINEC) salvadorenho, María Luisa Hayem, foi até Israel, conversar com autoridades locais e buscar parcerias para seu país.

No primeiro dia de minha visita oficial ao Estado de Israel, realizei reuniões de trabalho com chefes do Ministério da Ciência e Tecnologia, do Ministério das Relações Exteriores, do Ministério da Economia e representantes da Agência Internacional de Cooperação para o Desenvolvimento, da Autoridade Israelense para Inovação e a Universidade Hebraica, especificando a cooperação em questões de inovação, comércio e investimento.

Segundo a ministra, uma das parcerias foi com a Universidade Hebraica, que ela assinou um acordo que inclui a troca de conhecimento. Assim, estudantes poderão fortalecer seus centros de inovação e empreendedorismo, assim como participar do Programa de Estágio Internacional da Agência de Cooperação Salvadorenha.

Uma das áreas que os estudantes de Israel poderão aprender mais é justamente a criação de sistemas de criptomoedas, assim como desenvolvimento econômico.

Ministra palestrou em evento de criptomoedas israelense

Pelo seu Twitter oficial, María disse que palestrou no evento Israel Crypto Conference 2022, mostrando quais os caminhos El Salvador está tomando para evoluir em tecnologia financeira.

Isso mostra que El Salvador tem mostrado ao mundo como é a relação simbiótica com o bitcoin, após ser o primeiro país a apostar seu futuro na moeda digital.

Vale lembrar que a Ministra da Economia de El Salvador já explicou sobre Bitcoin no Brasil, quando conversou com autoridades de Curitiba em 2021.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias