Em meio à enxurrada de denúncias, CVM lança site com dicas para não cair em golpes

Segundo a autarquia, o mercado de criptoativos tem sido objeto frequente de fraudadores.

Siga no
Anúncio

Até julho de 2020, a CVM (Comissão de Valores Mobiliários) recebeu cerca de 200 denúncias de fraudes financeiras. A informação foi divulgada em podcast promovido dentro da Semana Mundial do Investidor.

Em meio à enxurrada de possíveis golpes, a autarquia decidiu lançar nesta terça-feira (6) o site “Meu bem-estar financeiro”. No portal, a CVM fala sobre planejamento financeiro, investimentos e formas de se proteger contra esquemas fraudulentos.

“Esse site irá acompanhar as circunstâncias e os fatos no mundo, para fornecer conteúdo que apoie o investidor, atual ou potencial, em suas decisões de consumo, poupança e investimento”, disse Thiago Salinas, analista da Divisão de Gestão da Informação da CVM.

Meu bem-estar financeiro e golpes com criptoativos

Na seção sobre proteção contra fraudes, a autarquia informou que a internet e as mídias sociais ajudaram a popularizar golpes.

Anúncio

De acordo com a autarquia, criminosos são capazes de se adaptar rapidamente às novas tecnologias e à internet. Além disso, conseguem montar sites que parecem reais para atrair vítimas.

Alguns dos mais comuns, segundo a CVM, envolvem criptomoedas. Entre os crimes mais comuns nesse mercado, de acordo com o regulador, estão estelionato, pirâmides financeiras e esquemas “Ponzi”.

Nos últimos anos, o Brasil foi inundado de supostos esquemas fraudulentos associados a Bitcoin e outras criptomoedas. Unick Forex, Midas Trend e a Genbit são alguns dos principais.

Quais os sinais de um golpe de criptomoedas, segundo o Meu bem-estar financeiro?

De acordo com o novo site da autarquia, os golpes têm alguns sinais. Um dos principais é a “exigência de pagamento inicial elevado para aderir ao esquema”.

Outras características, ainda de acordo com a CVM, são “falta esforço real de vendas do produto/serviço” e “promessa de altos ganhos, normalmente em pouco tempo, sem um real esforço do participante com a venda de produtos”.

CVM também lança aplicativo

Além do novo site, no início desta semana a CVM também lançou um aplicativo para ajudar investidores brasileiros.

No app, conforme informações da autarquia, é possível verificar quais empresas estão autorizadas a atuar no mercado brasileiro de capitais.

Para fazer o download da nova aplicação, basta acessar a loja de aplicativos do seu celular e digitar “CVM digital”.

“O investidor pode saber, por exemplo, se a empresa que ele está investindo está cadastrada na CVM. A mesma verificação pode ser feita em relação à corretora, ao auditor independente, dentre outros participantes. Ao procurar o nome de uma empresa, por exemplo, será possível acessar os dados cadastrais, do diretor e de mercado”, disse o inspetor da Coordenação de Educação Financeira da CVM, José Carlos Margalho, sobre o novo app.

Saiba tudo sobre:
Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Lucas Gabriel Marins
Lucas Gabriel Marins
Jornalista desde 2010. Escreve para Livecoins e UOL. Já foi repórter da Gazeta do Povo e da Agência Estadual de Notícias (AEN).
Charlie Sheen é um dos famosos que deram os parabéns ao Bitcoin

Famosos parabenizam Bitcoin por 12 anos de paper

Uma empresa lançou uma campanha inusitada para comemorar uma data importante na história do Bitcoin. Com nove famosos que parabenizam o Bitcoin, a Halborn...

Político processa prefeito, mas não consegue provar alegação: “Deveria ter usado blockchain”, diz juiz

Um suposto caso de propaganda eleitoral antecipada foi parar na Justiça do Ceará. A denúncia, no entanto, ainda não foi provada. Um registro em...
paydiamong

STJ nega liberdade de divulgadores de pirâmide

Dois ex-líderes de uma pirâmide financeira entraram com habeas corpus contra uma decisão proferida neste ano pelo Tribunal de Justiça de São Paulo. Na...

Últimas notícias

Político processa prefeito, mas não consegue provar alegação: “Deveria ter usado blockchain”, diz juiz

Um suposto caso de propaganda eleitoral antecipada foi parar na Justiça do Ceará. A denúncia, no entanto, ainda não foi provada. Um registro em...

STJ nega liberdade de divulgadores de pirâmide

Dois ex-líderes de uma pirâmide financeira entraram com habeas corpus contra uma decisão proferida neste ano pelo Tribunal de Justiça de São Paulo. Na...

Criptomoeda valoriza 300% em 2020 e supera Bitcoin

Segundo um estudo recente, uma criptomoeda que cresce 300% o número de adoção a sua tecnologia já supera o Bitcoin e Ethereum. Este caso...