Em meio à enxurrada de denúncias, CVM lança site com dicas para não cair em golpes

Segundo a autarquia, o mercado de criptoativos tem sido objeto frequente de fraudadores.

Siga no

Até julho de 2020, a CVM (Comissão de Valores Mobiliários) recebeu cerca de 200 denúncias de fraudes financeiras. A informação foi divulgada em podcast promovido dentro da Semana Mundial do Investidor.

Em meio à enxurrada de possíveis golpes, a autarquia decidiu lançar nesta terça-feira (6) o site “Meu bem-estar financeiro”. No portal, a CVM fala sobre planejamento financeiro, investimentos e formas de se proteger contra esquemas fraudulentos.

“Esse site irá acompanhar as circunstâncias e os fatos no mundo, para fornecer conteúdo que apoie o investidor, atual ou potencial, em suas decisões de consumo, poupança e investimento”, disse Thiago Salinas, analista da Divisão de Gestão da Informação da CVM.

Meu bem-estar financeiro e golpes com criptoativos

Na seção sobre proteção contra fraudes, a autarquia informou que a internet e as mídias sociais ajudaram a popularizar golpes.

De acordo com a autarquia, criminosos são capazes de se adaptar rapidamente às novas tecnologias e à internet. Além disso, conseguem montar sites que parecem reais para atrair vítimas.

Alguns dos mais comuns, segundo a CVM, envolvem criptomoedas. Entre os crimes mais comuns nesse mercado, de acordo com o regulador, estão estelionato, pirâmides financeiras e esquemas “Ponzi”.

Nos últimos anos, o Brasil foi inundado de supostos esquemas fraudulentos associados a Bitcoin e outras criptomoedas. Unick Forex, Midas Trend e a Genbit são alguns dos principais.

Quais os sinais de um golpe de criptomoedas, segundo o Meu bem-estar financeiro?

De acordo com o novo site da autarquia, os golpes têm alguns sinais. Um dos principais é a “exigência de pagamento inicial elevado para aderir ao esquema”.

Outras características, ainda de acordo com a CVM, são “falta esforço real de vendas do produto/serviço” e “promessa de altos ganhos, normalmente em pouco tempo, sem um real esforço do participante com a venda de produtos”.

CVM também lança aplicativo

Além do novo site, no início desta semana a CVM também lançou um aplicativo para ajudar investidores brasileiros.

No app, conforme informações da autarquia, é possível verificar quais empresas estão autorizadas a atuar no mercado brasileiro de capitais.

Para fazer o download da nova aplicação, basta acessar a loja de aplicativos do seu celular e digitar “CVM digital”.

“O investidor pode saber, por exemplo, se a empresa que ele está investindo está cadastrada na CVM. A mesma verificação pode ser feita em relação à corretora, ao auditor independente, dentre outros participantes. Ao procurar o nome de uma empresa, por exemplo, será possível acessar os dados cadastrais, do diretor e de mercado”, disse o inspetor da Coordenação de Educação Financeira da CVM, José Carlos Margalho, sobre o novo app.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Lucas Gabriel Marins
Jornalista desde 2010. Escreve para Livecoins e UOL. Já foi repórter da Gazeta do Povo e da Agência Estadual de Notícias (AEN).
Youtuber Felipe Neto

Criptomoeda com “potencial imenso” que Felipe Neto investiu derrete 53%

Uma criptomoeda que o youtuber Felipe Neto investiu derreteu 53% e chamou a atenção de um analista da bolsa de valores brasileira. O projeto em...
Alibaba Bitcoin

Alibaba proíbe venda de equipamentos de mineração de bitcoin

A proibição do Bitcoin na China começa a afetar outros setores da indústria. Desta vez a gigante Alibaba, 9ª maior empresa do mundo por...
Fachada de agência do Banco do Brasil

Tokecardume ou Bitemoeda? – Vejas as questões sobre criptomoedas do concurso do Banco do...

No último domingo (26), o concurso do Banco do Brasil foi aplicado em diversas cidades do Brasil, com várias questões sendo vistas sobre Bitcoin...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias